🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Ricardo Gozzi
HISTÓRIA

Lula e Bolsonaro estavam errados sobre o Plano Real — e eles tinham um motivo para isso 30 anos atrás

Enquanto Bolsonaro votou contra o Plano Real em 1994, Lula disputava a presidência contra Fernando Henrique Cardoso

Ricardo Gozzi
4 de junho de 2024
6:19 - atualizado às 8:34
Plano Real: Lula e Bolsonaro foram contra, mas eles tem seus motivos
Plano Real: Lula e Bolsonaro foram contra, mas eles tem seus motivos - Imagem: Montagem Seu Dinheiro / Divulgação

A implementação do Plano Real completa 30 anos em 2024. À luz da história, os elogios e as críticas dificilmente se distanciam da engenharia de obra pronta.

No calor do momento, porém, a implementação do plano econômico estava longe de ser um consenso. Os dois principais expoentes políticos da atualidade servem como exemplos vivos disso.

Tanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto seu antecessor, Jair Bolsonaro, opuseram-se ao Plano Real três décadas atrás.

Então em seu primeiro mandato como deputado federal, Bolsonaro votou contra a MP 482/1994. A medida provisória em questão estabeleceu a unidade real de valor.

Conhecida pela sigla URV, a moeda virtual ancorou a transição do Cruzeiro Real para o Real e foi o pontapé inicial do projeto que viabilizou o controle da inflação.

Lula, por sua vez, não exercia mandato na ocasião em que o Plano Real entrou em vigor. Ele se preparava para disputar pela segunda vez a Presidência da República.

O que Lula dizia sobre o Plano Real

Em 1989, licenciado do cargo de deputado constituinte, Lula perdeu a eleição para Fernando Collor de Mello. Em 1994, ele enfrentaria nas urnas o então ministro da Fazenda de Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso.

O petista via o Plano Real como mais um dos desgastantes experimentos econômicos por meio dos quais governo atrás de governo tentava, sem sucesso, colocar sob controle o dragão da inflação em meio ao processo de redemocratização. “Vai apenas congelar a miséria”, disse Lula em 1994.

Na votação da MP 482, a bancada de seu partido, o PT, foi contra a medida.

Quatro anos depois, quando se preparava para seu segundo confronto nas urnas com FHC, Lula começava a dar o braço a torcer.

“Quem viveu com a inflação a 80% ao mês e agora está vivendo com a inflação de 5% ao ano sabe que isso faz uma diferença desgraçada no poder aquisitivo”, afirmou em 1998.

Lula mantinha ressalvas, porém.

Isso porque a priorização da estabilidade monetária a todo o custo (os juros eram “escorchantes” segundo próprio FHC) relegava a segundo plano o desenvolvimento de uma estrutura social robusta em um momento no qual o Brasil apresentava taxa elevada de desemprego e a economia estava especialmente exposta a turbulências externas devido ao baixo nível das reservas internacionais.

Foi esse conjunto que levou Lula, ao assumir pela primeira vez a Presidência, em 2003, a alegar ter recebido de FHC uma “herança maldita”.

Os anos passaram, as críticas iniciais ao Plano Real ficaram pelo caminho e surgiram outras heranças a serem amaldiçoadas.

O que Bolsonaro achava do Plano Real

Bolsonaro estava no fim de seu primeiro mandato como deputado federal quando o Plano Real foi aprovado.

Por muitos anos, só o que se sabia era que ele havia votado contra a MP 482/1994.

Como Bolsonaro passou a maior parte de seu tempo no Parlamento como um deputado do chamado baixo clero da Câmara, livrou-se de ser cobrado publicamente no calor do momento.

A opinião dele sobre o tema apenas despertou alguma curiosidade quando ele despontou como candidato nas eleições presidenciais de 2018.

Registros de áudios da época dos debates sobre a implementação do Plano Real mostram que sua principal crítica tinha relação com a conversão dos soldos dos militares.

Na ocasião, ele criticou notícias referentes ao apoio de oficiais de alta patente ao Plano Real.

“Os senhores ministros e militares devem parar, refletir e pensar nas consequências para a tropa, para a democracia, para todos neste país, porque, na verdade, eu entendo que será insuportável a política salarial que estão impondo nesta oportunidade”, afirmou.

Questionado pela revista Veja em 2017, limitou-se a dizer: “Acho que agi corretamente no meu voto”.

Lula e Bolsonaro estavam errados

O Plano Real tinha lá seus defeitos. Tanto que mudanças radicais ocorreram no projeto, em especial na passagem do primeiro para o segundo mandato de FHC.

Olhando em retrospectiva, é fácil afirmar que tanto Lula quanto Bolsonaro estavam errados na ocasião.

Também não se pode negar que eles tinham motivos para se opor.

Quando o Plano Real veio à tona, o brasileiro médio era um gato escaldado pela sucessão de planos econômicos fracassados.

De 1986 a 1991, o dragão da inflação incinerou cinco iniciativas de governo para conter a hiperinflação. Foram elas os planos Cruzado, Bresser, Verão e os fatídicos Collor I e II.

Plano ia, plano vinha e a inflação só crescia.

Em 1993, ano que antecedeu o Plano Real, os preços subiram à taxa anualizada de 2.693,84%.

É como se a inflação tivesse subido naquele ano 1,32% em cada um de seus 253 dias úteis.

Três décadas mais tarde, um número fala por si: o IPCA encerrou 2023 a 4,62% — no acumulado do ano inteiro.

Compartilhe

AUTOMÓVEIS

Os carros mais injustiçados do Brasil: 7 modelos de bons automóveis que andam empacados nas concessionárias — mas talvez não seja à toa

2 de junho de 2024 - 7:50

Esses carros são reconhecidamente bons produtos, mas vendem pouco; saiba quando (e se) vale a pena comprá-los

DE OLHO NAS REDES

Por que tem tanta gente burra nas redes sociais? Você provavelmente é o mais inteligente do seu círculo — qual é o problema oculto disso

26 de maio de 2024 - 8:00

Você provavelmente é mais inteligente entre seus círculo de conhecidos nas redes sociais. E aqui está o real motivo por trás disso

DE OLHO NAS REDES

Como nossos pais: o TikTok não está oferecendo nada além do ultrapassado — e os jovens adoram. Mas por que achamos que seria diferente? 

28 de abril de 2024 - 8:00

“Minha dor é perceber que apesar de termos feito tudo o que fizemos, ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais”.  Talvez seja um pouco irônico começar um texto sobre nostalgia citando uma música que me foi ensinada pelo meu próprio pai — e que fala sobre conflitos geracionais… A proposta de hoje: […]

DE OLHO NAS REDES

O que o TikTok, Instagram e Facebook têm a ver com as guerras em Gaza e na Ucrânia

17 de março de 2024 - 8:25

Começo o texto desta semana com uma história que envolve o TikTok, Vladimir Putin e um jovem sub-astro da rede, filho de dois viciados em droga que perderam a guarda dele antes mesmo de seu primeiro aniversário.  O contexto que une esses personagens é a guerra na Ucrânia. O jovem em questão é Denys Kostev, […]

DE OLHO NAS REDES

Pesquisei como ganhar R$ 1 mil por mês sem trabalhar — e a resposta mais fácil não estava no Google e sim no TikTok  

17 de dezembro de 2023 - 8:00

Este texto não é sobre ganhar dinheiro, é sobre uma tendência

DE OLHO NAS REDES

O WhatsApp criou mais um arma para espalhar mentiras ou os canais ajudam a quebrar o monopólio do “tio do zap”? 

22 de outubro de 2023 - 9:30

“Ah, é aquela rede social de gente mentirosa”, é o que eu ouço do meu avô de 91 anos ao tentar explicar o que é o Telegram. Assíduo espectador de noticiários, ele se referia não só às vezes em que a plataforma russa teve problemas com a Justiça brasileira, mas também ao seu conhecido uso […]

DE OLHO NAS REDES

Os bilionários piraram? Elon Musk e Mark Zuckerberg ameaçam brigar no ringue, mas tomam nocaute em suas redes sociais

27 de agosto de 2023 - 7:00

Os dois marcaram uma briga física, mas a batalha real é outra

Onde investir em 2023?

Onde investir no segundo semestre de 2023: veja melhores investimentos neste guia gratuito

21 de julho de 2023 - 15:01

Com desafios e oportunidades pela frente, o Seu Dinheiro reuniu as melhores oportunidades indicadas pelos especialistas em um guia exclusivo; baixe gratuitamente

DE OLHO NAS REDES

Este episódio de Black Mirror não está na Netflix, mas vai alugar um triplex na sua cabeça: descubra como o ChatGPT pode até mesmo ‘roubar’ o lugar da sua namorada

25 de junho de 2023 - 8:00

Um homem chega em casa exausto depois de uma semana intensa de trabalho. É sexta -feira e tudo está em silêncio, o lugar está escuro. Ele mora sozinho. O vazio do ambiente começa a contaminá-lo a ponto de despertar uma certa tristeza pela solidão que enfrentaria nas próximas horas.  Ele se senta no sofá e, […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar