🔴 RENDA MÉDIA DE ATÉ R$238,02 POR DIA COM APENAS 4 CLIQUES – SAIBA COMO

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
ELEIÇÕES NOS EUA

Trump ataca novamente: mais uma polêmica do republicano na corrida à Casa Branca — e não é com a Justiça

O ex-presidente joga pesado nos estados cruciais para garantir a vitória em novembro; saiba o que ele disse dessa vez em um discurso em Michigan

Carolina Gama
3 de abril de 2024
19:11 - atualizado às 14:34
Presidente dos EUA, Donald Trump; Facebook; Mark Zuckerberg
Imagem: Shutterstock

Donald Trump é uma fábrica de produzir declarações polêmicas — o que já provocou muita crise diplomática com outros países quando ele era presidente dos EUA. Agora, o republicano usa a sua língua afiada em uma espécie de vale-tudo para voltar à Casa Branca

Primeiro, Trump acusou os imigrantes de “envenenar o sangue do país”. Depois, ele prometeu lançar a maior operação de deportação doméstica da história dos EUA caso eleito. Agora, ele cruzou mais uma linha ao usar uma linguagem desumanizadora que, segundo estudiosos do extremismo, aumenta o risco de violência.

O ex-presidente norte-americano discursava em Grand Rapids, Michigan, quando chamou os imigrantes ilegais de “animais”. 

“Os democratas dizem: ‘Por favor, não os chame de animais. Eles são humanos’. Eu digo: ‘Não, eles não são humanos, eles não são humanos, eles são animais’”, disse Trump.

No momento da declaração, o republicano citava o assassinato de Laken Riley, uma estudante de enfermagem na Geórgia. Um homem venezuelano que, segundo as autoridades, entrou ilegalmente nos EUA, foi acusado do assassinato. 

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

A língua afiada de Trump contra Biden

Trump deve concorrer à presidência dos EUA nas eleições de 5 de novembro contra o atual chefe da Casa Branca, o democrata Joe Biden — e também não poupou o rival. 

“Sob o comando do corrupto Joe Biden, todo Estado agora é um Estado fronteiriço. Toda cidade agora é uma cidade fronteiriça porque Joe Biden trouxe a carnificina, o caos e a matança de todo o mundo e os despejou diretamente em nossos quintais”, disse Trump.

Ele também alegou que os imigrantes custariam ao país trilhões de dólares em benefícios públicos e fariam com que a Previdência Social e o Medicare “cedessem e entrassem em colapso”.

“Se você quiser ajudar Joe Biden a jogar a vovó do penhasco para financiar os benefícios do governo para os ilegais, então vote em Crooked Joe Biden”, disse ele. “Mas quando eu for presidente, em vez de jogar a vovó ao mar, mandarei os estrangeiros ilegais de Joe Biden de volta para casa.

O que os números mostram 

O discurso afiado de Trump contra os imigrantes não encontra respaldo nas estatísticas. 

Dados do FBI mostram que os crimes violentos, em geral, caíram nos EUA no ano passado, dando continuidade a uma tendência de baixa após um pico na pandemia. 

Em Michigan, por exemplo, os crimes violentos atingiram o menor nível em três anos em 2022, segundo os dados mais recentes disponíveis. O crime na maior cidade de Michigan, Detroit, também diminuiu, com o menor número de homicídios no ano passado desde 1966.

A retórica de Trump não é à toa

A retórica de Trump em Michigan não é à toa. Junto com Wisconsin, é o estado mais crítico no campo de batalha da eleição deste ano. 

Trump venceu ambos em 2016, derrubando o chamado muro azul dos democratas, mas os perdeu para Biden em 2020. Agora, sua campanha espera reconquistá-los com um foco especial nos trabalhadores braçais e membros de sindicatos.

E a disputa nesses estados promete ser dura. Enquanto um grupo de 100 apoiadores enfrentava uma nevasca por três horas para entrar no local onde Trump discursava, em um parque próximo, um outro grupo quedefendia a reforma imigratória se reuniu para fazer um momento de silêncio por Garcia, segurando cartazes que diziam “Nenhum ser humano é ilegal” e “Michigan acolhe imigrantes”.

  • VEJA TAMBÉM: Casa de análise libera carteira gratuita de ações americanas pra você buscar lucros dolarizados em 2024. Clique aqui e acesse.

Biden responde

A campanha de Biden tentou rebater Trump, atacando o ex-presidente por seu papel na eliminação de um acordo bipartidário sobre a fronteira que teria acrescentado mais de 1.500 novos funcionários da Alfândega e Proteção de Fronteiras, além de outras restrições.

“Havia uma solução na mesa. Na verdade, foi o ex-presidente que incentivou os republicanos a desistir de fazer o acordo”, disse a governadora de Michigan, a democrata Gretchen Whitmer.

“Não tenho muita tolerância com pontos políticos quando isso continua a colocar em risco nossa economia e, até certo ponto, nosso povo, como vimos acontecer em Grand Rapids recentemente”, acrescentou. 

*Com informações da CNBC e da AP

Compartilhe

INVESTIMENTO EM TECNOLOGIA

China cria fundo multibilionário para desenvolver cadeia própria de semicondutores e enfrentar os EUA

27 de maio de 2024 - 10:22

Esse montante marca a terceira fase do chamado Fundo de Investimento da Indústria de Circuitos Integrados da China e representa o dobro do total levantado nas fases anteriores

DÊ O PLAY!

Javier Milei já conseguiu avançar muito na Argentina — mas os últimos cortes deixaram a ‘faca’ do presidente cega?

25 de maio de 2024 - 11:00

Esse foi o tema do mais recente episódio do Touros e Ursos, o podcast do Seu Dinheiro, que contou com a presença do nosso colunista, Matheus Spiess

AYUDA, HERMANOS

A motosserra de Milei ficou sem combustível? Entenda por que o dólar voltou a bater máximas na Argentina — e por que isso já era esperado

23 de maio de 2024 - 12:55

Ao mesmo tempo em que o mercado aumentou o apetite por dólares, Javier Milei, o presidente do país, virou capa da revista Time

VAI VOLTAR A SUBIR?

Ata do Fed joga balde de água fria nas bolsas — entenda o que acabou de vez com o apetite por risco dos investidores hoje

22 de maio de 2024 - 16:04

Dirigentes do Fed estão descontentes com o ritmo da queda da inflação nos EUA e veem juros no atual nível por mais tempo

REI CHARLES AUTORIZOU

Primeiro-ministro dissolve o Parlamento e antecipa as eleições gerais no Reino Unido

22 de maio de 2024 - 14:44

Assim, os deputados perdem o seu mandato e agora precisam fazer campanha para a reeleição se quiserem continuar

EL PELUCA

Seis meses de Javier Milei: como está a Argentina hoje para o investidor — e para o viajante — após novo presidente assumir? 

22 de maio de 2024 - 6:20

Desde que assumiu, Milei colecionou algumas vitórias e derrotas no seu primeiro semestre de gestão; conheça algumas delas e saiba se a Argentina ainda é um destino turístico atrativo, do ponto de vista financeiro

NÃO DEIXOU BARATO

Na mira de Xi Jinping: China impõe sanções à Boeing e mais duas empresas dos EUA por venda de armas a Taiwan

20 de maio de 2024 - 19:22

A medida é a mais recente de uma série de sanções anunciadas pelo Gigante Asiático nos últimos anos contra companhias pelo fornecimento de armamento a Taipé

INTERNACIONAL

Presidente do Irã morre em queda de helicóptero; aiatolá já decidiu quem será o sucessor

20 de maio de 2024 - 7:53

Além de Ebrahim Raisi, seu ministro das Relações Exteriores e mais 7 pessoas morreram no incidente, ocorrido no norte do Irã

LOBBY DE BANCOS

CEO do JP Morgan levou outros presidentes de bancos para pressionar Federal Reserve por normas mais frouxas

19 de maio de 2024 - 16:47

Agora, o Fed e dois outros reguladores querem um novo plano, que reduziria o aumento obrigatório de capital — de quase 20% — para os maiores bancos dos EUA

NO ORIENTE MÉDIO

Membro do gabinete de Guerra de Israel ameaça pedir demissão caso não haja plano para conflito em Gaza

19 de maio de 2024 - 14:55

Benny Gantz reconheceu o impacto prejudicial que a guerra está tendo sobre os civis, mas insistiu que a “decisividade” é necessária

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar