🔴 ALGORITMO MOSTRA COMO BUSCAR ATÉ R$ 3 MIL POR DIA – CONHEÇA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
NAS CASAS LEGISLATIVAS

Comissão do Senado dá sinal verde para projeto de lei que recria seguro obrigatório DPVAT e libera R$ 15 bilhões de crédito

“A recriação do DPVAT, agora SPVAT, não tem nenhum condão do ponto de vista do governo de fazer caixa”, disse o senador Jaques Wagner durante a votação

Renan Sousa
Renan Sousa
7 de maio de 2024
14:49 - atualizado às 14:27
Seguro obrigatório de carro (DPVAT) e Lula
Seguro obrigatório de carro (DPVAT) e o governo Lula - Imagem: Ricardo Stuckert PR Canva Pro Montagem Seu Dinheiro

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, por 15 votos a 11, o relatório do projeto de lei (PL) que recria o DPVAT e altera o arcabouço fiscal para permitir ao governo antecipar a liberação de um crédito de cerca de R$ 15 bilhões.

Os senadores rejeitaram, ainda, em votação simbólica, uma emenda que tentava derrubar a mudança no arcabouço fiscal feita no relatório.

Assim, o DPVAT (sigla para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) passará a se chamar SPVAT (Seguro Obrigatório para Proteção de Vítimas de Acidentes de Trânsito).

O relatório do senador Jaques Wagner (PT-BA), líder do governo no Senado e principal articulador político do governo no Congresso, não contou com nenhuma alteração substancial em relação ao que foi aprovado na Câmara dos Deputados.

A proposta foi levada adiante pelo governo com o principal objetivo de viabilizar um acordo político do Palácio do Planalto com siglas de centro e direita que orbitam ao redor do governo para retomar parte das emendas parlamentares de comissão.

Divisão de valores do novo DPVAT

Dos cerca de R$ 15 bilhões que serão liberados, R$ 3,6 bilhões devem ser destinados à recomposição de parte das emendas de comissão vetadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O restante ficará a cargo do Poder Executivo.

Vale lembrar que emendas são um instrumento que permite a deputados e senadores certo grau de influência no processo de elaboração e destinação do orçamento anual.

O projeto segue, agora, para análise no plenário do Senado Federal, o que deve acontecer ainda nesta terça-feira (7). A tendência é que a proposta seja aprovada e encaminhada à sanção presidencial.

"A recriação do DPVAT, agora SPVAT, não tem nenhum condão do ponto de vista do governo de fazer caixa", disse o senador Jaques Wagner durante a votação. "Não tem sentido arrecadatório para o governo. Tem o sentido de cobrir uma apólice pequena."

Freios e contrapesos 

O líder do governo no Senado se comprometeu que o presidente Lula vetará um dispositivo do texto que envolve a penalização para que estiver atrasado com o SPVAT. O presidente aceitaria vetar o dispositivo, incluído na Câmara dos Deputados e entendido como uma "penalização excessiva".

O compromisso seria uma forma de evitar que o texto seja alterado no Senado e enviado novamente à Câmara dos Deputados.

Wagner disse, ainda, que, segundo os cálculos do Ministério da Fazenda, o SPVAT custará de R$ 50 a R$ 60 por ano por contribuinte. Será uma forma de garantir um seguro mínimo a pessoas que não possuem seguros privados de seus automóveis.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Compartilhe

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Ricardo Nunes confirma bolsonarista como vice, enquanto Lula e Boulos são condenados pelo TRE; entenda

22 de junho de 2024 - 14:03

O anúncio foi feito no mesmo dia em que o presidente e o pré-candidato do PSOL foram condenados por propaganda eleitoral antecipada

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Exclusivo: Tabata Amaral diz como espera conquistar eleitores de Nunes e Boulos e por que rejeita rótulo de “terceira via”

22 de junho de 2024 - 12:05

A deputada diz que o fato de ser pouco conhecida é o maior desafio da pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Exclusivo: “Estou assustada com a situação fiscal de São Paulo”, diz Tabata Amaral, que critica gastos de Ricardo Nunes na prefeitura

21 de junho de 2024 - 19:22

“Parece que na hora que a bonança chegou, acharam que a responsabilidade fiscal não era mais necessária, disse a pré-candidata à Prefeitura em entrevista ao Seu Dinheiro

UMA NOVA UNIÃO?

Quem vai ficar com ela? Por que o PL recuou na disputa com o União Brasil pelo comando da Câmara de SP 

21 de junho de 2024 - 17:31

Bancada de vereadores do partido afirmou que apoiará o União Brasil na eleição para a Mesa Diretora da Casa em 2025

TOUROS E URSOS NAS ELEIÇÕES

Exclusivo: Tabata Amaral se coloca contra privatização da Sabesp (SBSP3) e diz o que fará com contratos herdados da prefeitura

21 de junho de 2024 - 11:19

A deputada federal é pré-candidata pelo PSB participou da mais recente edição do Touros e Ursos, o podcast do Seu Dinheiro

Cenário eleitoral

Pesquisa mostra que Boulos oscila dentro da margem, para 35,7%, e Nunes sobe para 23,4% das intenções de voto em São Paulo

19 de junho de 2024 - 13:27

Levantamento mostra os candidatos Pablo Marçal (PRTB) com 12,6% e Tabata Amaral com 10,7%

DINHEIRO NO BOLSO

Quem abocanhou a maior parcela do fundo eleitoral: PT ou PL? Partidos dividem quase R$ 5 bilhões para campanhas 

18 de junho de 2024 - 14:15

Este ano a quantia é o dobro da última votação municipal e é equivalente ao destinado às eleições presidenciais de 2022

PESQUISA

Governo Lula: 51% aprovam governo, mas desaprovação se iguala à pior marca da gestão do petista

16 de junho de 2024 - 12:31

O instituto Atlas Intel ouviu 3.601 pessoas entre os dias 7 e 11 de junho. A margem de erro é de um ponto porcentual e o índice de confiança é de 95%; confira todos os números.

ACONTECE ESTE ANO

Por que os investidores da bolsa também deveriam prestar atenção nas eleições municipais

14 de junho de 2024 - 6:30

Eleições municipais têm potencial para servir de prévia para 2026, bem como para impactar formação de alianças

PEC das Praias

Inconstitucional. É o que diz juiz do RN sobre taxa para terreno de marinha

11 de junho de 2024 - 16:04

Para o juiz, demarcação dos terrenos de marinha leva em conta informações do Brasil Imperial

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar