🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Enquanto você se preocupa com a Oi (OIBR3), esta empresa da B3 virou a campeã de qualidade no serviço de internet – e ainda está barata na bolsa

Para se diferenciar, essa companhia construiu uma infraestrutura de qualidade, que tem proporcionado prêmios de internet fixa mais rápida do Estado de São Paulo, à frente das gigantes de telecom

12 de abril de 2024
6:07 - atualizado às 10:02
Montagem com logo da Oi (OIBR3)
Imagem: Adobe Stock/Montagem: Giovanna Figueredo

Desligo o despertador e logo dou uma olhada na tela do celular para ver se tem alguma mensagem importante.

Enquanto tomo meu café, ligo a TV em algum canal de notícias no Youtube para ver como está o trânsito, se vou precisar levar uma blusa e se não tem alguma notícia corporativa relevante que possa ter alterado os planos do dia.

No caminho para o trabalho, me atualizo sobre as tarefas do dia e até adianto algumas delas, ainda dentro do Uber, para tentar não voltar para casa muito tarde.

Já no escritório, passo mais de 8 horas na frente do computador lendo notícias, analisando empresas na bolsa e escrevendo relatórios.

O que quase todas essas tarefas têm em comum? Tirando o meu café, que ainda faço no fogão à gás tradicional, nenhuma delas eu conseguiria executar sem a ajuda da internet.

Para empresas que vendem pacotes de internet, essa dependência cada vez maior é ótima por um lado, mas tem um problema: como ter a preferência do cliente vendendo um serviço que muitas vezes não tem diferença.

Como descomoditizar a commodity

Como superar concorrentes se o que você vende é uma commodity?

Essa é uma pergunta que faço todos os dias quando analiso empresas que se encaixam nessa categoria. Antigamente, quando falávamos em commodities, logo vinha na cabeça empresas de petróleo, mineração, aço, celulose, etc.

Mas outros "produtos" têm se aproximado dessa categoria. Atualmente, a internet é praticamente uma commodity, um serviço que muitas vezes não tem quase nenhuma diferenciação entre os concorrentes, e que gera um problema para as empresas que atuam no ramo: como superar a concorrência?

A resposta mais óbvia para essa pergunta normalmente é "vender o produto mais barato", ainda que ele não seja o de melhor qualidade.

Certamente essa é uma das alternativas para as empresas, mas só funciona para as gigantes, que possuem capacidade de diluição de custos e de investir somas brutais em marketing para continuar captando clientes mesmo que vários insatisfeitos fiquem pelo caminho.

No caso de internet banda larga, esse normalmente é o caso das três gigantes da bolsa, com seus 20 milhões de assinantes.

Fonte: Anatel

Mas para as pequenas provedoras de internet (ISPs) essa estratégia é mais difícil. Para vencer, elas precisam se diferenciar de outras maneiras, principalmente em termos de qualidade do serviço (velocidade e atendimento).

A Desktop (DESK3) sabe muito bem disso, e para se diferenciar construiu uma infraestrutura de qualidade, que tem proporcionado à companhia prêmios de internet fixa mais rápida do Estado de São Paulo, à frente das grandes empresas de telecom.

Fonte: Melhor Escolha

Além disso, ao analisar a qualidade do atendimento através das avaliações do Reclame Aqui, fica clara a diferença dela e das outras ISPs para as grandes operadoras.

Fonte: Reclame Aqui -12 meses encerrados em 31/12/2022, Anatel

Existem diversos benefícios nessa abordagem. O primeiro é óbvio: deixar o cliente satisfeito, evitar cancelamentos e ajudar a manter receitas.

Outro aspecto importante está relacionado à menor capacidade de investimento em marketing dessas companhias menores, ao contrário de Vivo, Claro e Tim, que podem colocar suas campanhas na final da Copa do Mundo sem grandes sacrifícios.

As nanicas dependem muito mais de indicação do que as grandes, como mostra o gráfico abaixo, e clientes satisfeitos são mais do que uma fonte de receita recorrente, eles ajudam no crescimento.

Como os clientes conheceram a Desktop/Fonte: Desktop

Buscando diferenciação além da bolsa

Nesta semana, a Desktop deixou ainda mais claro que seguirá nesta estratégia de aumentar a qualidade dos seus serviços. A companhia anunciou o lançamento do plano premium Giga Black.

Além de 1 Gbps de velocidade (o que bastante elevado para os padrões nacionais), o plano contará com um roteador com tecnologia Wi-Fi 6, com conexão 4x mais rápida, algumas assinaturas de streaming e uma linha de atendimento exclusiva, que também ajuda na retenção e satisfação de clientes, especialmente quando comparamos com o atendimento normalmente bastante ruim prestado pelas grandes empresas do setor.

Com pacotes que serão vendidos a partir de R$ 200, a estratégia deve ajudar a aumentar também a receita média por usuário (ARPU), que hoje ronda os R$ 100 por mês e tem mostrado recuperação depois de um início difícil para o setor no ano passado.

Fonte: Companhia

Em nossa visão, mesmo em um setor bastante competitivo e com a constante ameaça das gigantes, a Desktop possui diferenciais relevantes capazes de proteger seus resultados e ainda proporcionar crescimento.

Por esses motivos e um valuation bastante convidativo em nossa visão (menos de 5x Valor da Firma/Ebitda), DESK3 é uma das ações da série Microcap Alert, que conta com outras companhias em bolsa com diferenciais competitivos bastante importantes. Se quiser conferir, deixo aqui o convite.

Um grande abraço e até a semana que vem!
Ruy

  • A bolsa está cheia de ações ‘a preço de banana’ capazes de colocar um bom dinheiro no seu bolso. Ruy recomendou uma delas, a Desktop (DESK3) – mas você pode conferir outras 10 recomendações da Empiricus Research sem pagar nada. Clique aqui para receber a lista no seu e-mail.

Compartilhe

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Dez anos de “O Fim do Brasil”

20 de maio de 2024 - 20:01

Dez anos de lançamento de “O Fim do Brasil” e, afinal, a que fim chegou a economia do Brasil? Estamos em queda livre em direção ao pior?

Especial IR

Me mudei para Portugal, mas não entreguei a Declaração de Saída Definitiva do País; como regularizar a situação?

18 de maio de 2024 - 8:00

Documento serve para encerrar as obrigações fiscais do contribuinte no Brasil, mas este leitor não a entregou e agora recebeu uma herança

SEXTOU COM O RUY

A Petrobras (PETR4) desabou mais uma vez: surge uma barganha na bolsa com dividendos bilionários?

17 de maio de 2024 - 6:04

Nas últimas várias trocas no comando da Petrobras, não tivemos grandes mudanças no dia a dia da companhia, o que inclusive permitiu ótimos pagamentos de dividendos nos últimos anos, mesmo com CEOs distintos — será que agora também vai ser assim?

CRYPTO INSIGHTS

Os sinais favoritos para entender o curto prazo do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 19:17

A tendência macroeconômica é de expansão de liquidez, e os indicadores de curto prazo que mais gosto estão favorecendo a tese de que estamos próximos do fundo local para a mais recente correção do mercado

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Vai piorar antes de melhorar? Milei começa a arrumar uma Argentina economicamente destruída

14 de maio de 2024 - 6:01

Em poucos meses, Milei conseguiu diminuir inflação, cortar os juros e aumentar reservas do Banco Central da Argentina, mas custo social é alto

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: O real vai morrer aos 30?

13 de maio de 2024 - 20:01

A decisão do Copom na semana passada foi inequivocamente ruim. Quando você tem um colegiado dividido entre os “novos” e os “velhos”, alimentam-se os piores medos. O Copom deveria saber disso.

Especial IR

Dúvidas cruéis sobre declaração de ações no IR: isenção, retificação, mudança de ticker, prejuízos e investimento no exterior

11 de maio de 2024 - 8:00

A Dinheirista responde algumas das suas dúvidas mais cabeludas sobre como declarar ações no imposto de renda

SEXTOU COM O RUY

Bolsa barata não basta: enquanto os astros locais não se alinham, esses ativos são indispensáveis para a sua carteira

10 de maio de 2024 - 6:07

Eu sei que você não tem sangue de barata para deixar todo o patrimônio em ações brasileiras – eu também não me sinto confortável em ver os meus ativos caindo. Mas há opções para amenizar as turbulências internas.

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Selic — uma decisão com base em dados, não em datas

8 de maio de 2024 - 16:42

Hoje em dia, ao que parece, tudo tem que terminar cedo, e bebidas alcoólicas são proibidas. Por conseguinte, os debates deram lugar a decisões secas e comunicados pragmáticos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Divididos entre o conservadorismo salutar e a cautela exagerada, Copom e Campos Neto enfrentam um dilema

7 de maio de 2024 - 6:18

Os próximos passos do Copom dependem, em grande medida, da reação da economia norte-americana à política monetária do Fed

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar