🔴 SÉRIE EMPIRICUS IN$IGTS: +100 RELATÓRIOS CORTESIA – LIBERE GRATUITAMENTE

As commodities estão em baixa, mas as ações estão baratas e ainda pagam dividendos; conheça uma boa opção na B3

É muito importante entender que investir em empresas de commodity não é a mesma coisa que investir em commodities

12 de janeiro de 2024
6:17 - atualizado às 10:57
commodities investir petróleo
Imagem: Dreamstime/Montagem: Julia Shikota

Entra ano, sai ano, mas algumas coisas simplesmente não mudam. No mercado financeiro, toda virada de ano vem acompanhada daquelas previsões que poucas vezes dão certo, mas que todo mundo para para ler. 

Alguns prestam atenção nelas apenas por curiosidade, outros porque gostam de segui-las e há também os que usam as dicas para apostar contra elas – o que muitas vezes costuma dar certo, acredite.

O fato é que 2024 começa com perspectivas não muito animadoras para as commodities, de maneira geral.

O gráfico a seguir mostra um desempenho combinado de várias commodities (petróleo, gás, minério, soja etc).

Fonte: Bloomberg. Elaboração: Seu Dinheiro

Em partes, esse desempenho é explicado pela sobreoferta de petróleo, queda nas perspectivas de crescimento da China (o que impacta o consumo de aço), além da queda da cotação de vários produtos agrícolas depois do boom da pandemia.

Esse momento ruim das commodities fez muitos daqueles adivinhos de começo de ano sugerirem uma "rotação de portfólio": saem empresas de commodities, entram empresas cíclicas domésticas, que têm mais potencial para surfar a queda da Selic.

Mas será que você deveria seguir essa sugestão à risca?

  • ONDE INVESTIR EM 2024: Descubra o que esperar do cenário econômico brasileiro e internacional e quais são os melhores investimentos para a sua carteira, em diferentes classes de ativos. Clique aqui.

Investir em empresa de commodity não é igual investir em commodities

Antes de responder se vale a pena seguir a tal "rotação", é muito importante entender que investir em empresas de commodity não é a mesma coisa que investir em commodity

Não ficou claro?

Vamos usar o exemplo da Petrobras (PETR4). Desde março de 2022, as ações da Petrobras sobem quase 140%, enquanto o petróleo cai aproximadamente -30%. 

Fonte: Bloomberg. Elaboração: Seu Dinheiro

Algumas coisas explicam esse movimento aparentemente contraditório, como a melhora da percepção política sobre a companhia, mas não é só isso.

A verdade é que a Petrobras tem um dos custos de produção mais baixos do mercado. Obviamente, um petróleo cotado a US$ 70/barril rende menos dinheiro do que em US$ 100.

Mas para uma companhia que tem um breakeven de menos de US$ 50/barril – ou seja, que gera caixa com o petróleo acima desse patamar –, o preço atual ainda é muito interessante para a companhia.

É claro, ainda existem os riscos políticos, e no valuation atual preferimos ficar de fora da Petrobras neste momento, mas mesmo com o petróleo nos menores patamares dos últimos dois anos, 2024 ainda pode ser um ano de bons resultados para a estatal.

ONDE INVESTIR EM 2024: VEJA RECOMENDAÇÕES GRATUITAS DE AÇÕES, RENDA FIXA, DIVIDENDOS, FUNDOS IMOBILIÁRIOS, BDRs E CRIPTOMOEDAS

Acontece o oposto também

Assim como a queda no preço das commodities nem sempre se reflete no preço das ações do setor, o oposto também é muito comum.

Muitas vezes, investidores compram ações de uma determinada empresa só porque o preço da commodity que ela produz está subindo, sem se atentar se existem outros problemas intrínsecos que podem fazer ela perder o bonde.

Ao longo das últimas décadas, foram vários os investidores que perderam dinheiro em petroleiras que poderiam aproveitar a alta da commodity, mas que acabaram enfrentando diversos problemas de produção que afetaram os resultados e o preço das ações.

Leia também

Ainda há espaço para commodities — e para a Gerdau (GGBR4)

Com esses exemplos, eu apenas quero que você entenda que nem sempre empresas de commodities são a melhor forma de apostar na alta ou queda desses produtos.

Por esse motivo, ao contrário do que você deve ter lido por aí nos últimos dias, a minha recomendação não é fugir das empresas de commodities em 2024, mesmo que as cotações do petróleo, do minério de ferro etc não tenham as melhores perspectivas para o ano. 

Sim, se a taxa de juros continuar caindo e a inflação seguir controlada, as empresas cíclicas domésticas (principalmente varejo e construtoras) devem se beneficiar mais.

No entanto, existem algumas empresas de commodities capazes de trazer diversificação, dividendos e que já estão tão baratas neste momento por causa desse papinho de "fim das commodities em 2024", que oferecem um risco vs. retorno bastante atrativo. 

A Gerdau (GBBR4) é um bom exemplo. O momento não é dos melhores para o setor siderúrgico, que além de tudo ainda sofre com as importações de aço vindo da China. 

Mas neste momento a ação negocia por menos de 4x Valor da Firma/Ebitda, com boa geração de caixa e um dividend yield que deve ficar próximo de 10% em 2024. 

Fonte: Bloomberg. Elaboração: Seu Dinheiro

Ou seja, já tem muito pessimismo embutido nos preços, e enquanto o setor não melhora, podemos comprar a ação por preços bem descontados e receber ótimos rendimentos. Por esses motivos, a Gerdau segue na série Vacas Leiteiras.

Mas é claro que há outras empresas no portfólio do Vacas que tendem a se beneficiar mais de um possível bull market em 2024. Aliás, uma delas vai pagar dividendos já no dia 1º de março, e você pode ser um dos beneficiados. Se quiser saber como, deixo aqui o convite.

Um grande abraço e até a semana que vem.

Compartilhe

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: ChatGPT resiste às tentações de uma linda narrativa?

17 de abril de 2024 - 20:11

Não somos perfeitos em tarefas de raciocínio lógico, mas tudo bem: inventamos a inteligência artificial justamente para cuidar desses problemas mais chatos, não é verdade?

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Ataque do Irã poderia ter sido muito pior: não estamos diante da Terceira Guerra Mundial — mas saiba como você pode proteger seu dinheiro

16 de abril de 2024 - 6:17

Em outubro, após o ataque do Hamas, apontei para um “Kit Geopolítico” para auxiliar investidores a navegar por esse ambiente incerto

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: Cinco coisas que deveriam acabar no mercado financeiro

15 de abril de 2024 - 20:01

O sócio-fundador da Empiricus lista práticas do universo dos investimentos que gostaria de ver eliminadas

DE REPENTE NO MERCADO

O que Elon Musk, Javier Milei, Alexandre de Moraes, o halving do bitcoin e a China têm em comum? 

14 de abril de 2024 - 12:00

Acredite: tudo isso movimentou o mercado financeiro esta semana; veja os destaques

Especial IR 2024

Meu dependente paga pensão alimentícia; posso abatê-la no imposto de renda?

13 de abril de 2024 - 8:00

Titular da declaração de imposto de renda declara o pai como dependente, e ele paga pensão alimentícia à mãe dela. E agora?

SEXTOU COM O RUY

Enquanto você se preocupa com a Oi (OIBR3), esta empresa da B3 virou a campeã de qualidade no serviço de internet – e ainda está barata na bolsa

12 de abril de 2024 - 6:07

Para se diferenciar, essa companhia construiu uma infraestrutura de qualidade, que tem proporcionado prêmios de internet fixa mais rápida do Estado de São Paulo, à frente das gigantes de telecom

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Quintal da China, quintal do mundo

10 de abril de 2024 - 19:15

Se a economia chinesa sofre, nós necessariamente compartilhamos dessa desgraça?

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Juro real de volta aos 6%: com bolsa na pior e dólar nas alturas, essa é uma nova oportunidade?

9 de abril de 2024 - 6:40

Uma regra prática comum para investimentos em renda fixa no Brasil sugere vender títulos quando os juros reais atingem 3% e comprá-los a 6%

EXILE ON WALL STREET

Além do bitcoin (BTC): esta carteira já rendeu 447% acima da maior criptomoeda do mercado

8 de abril de 2024 - 20:01

Acredito que exista uma forma melhor de pensar sobre a ciclicidade do preço do bitcoin (BTC), que historicamente nos ajudou a gerar alfa neste mercado

BOMBOU NO SD

Argentina entra na rota de ‘paraíso fiscal’, China encara mesma crise do Japão e inteligência artificial “sugando” o Ibovespa — veja tudo o que foi destaque na semana

6 de abril de 2024 - 13:36

A crise e os seus reflexos no país vizinho no Brasil despertaram o interesse dos leitores do Seu Dinheiro nos últimos dias

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar