🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
PALÁCIO DOS BANDEIRANTES

Tarcísio de Freitas é empossado governador de SP e fala em ‘governar para todos’

O novo governador de São Paulo fez menções a Bolsonaro em seu discurso e disse querer replicar o modelo do ministério da Infraestrutura

Victor Aguiar
Victor Aguiar
1 de janeiro de 2023
11:54
Tarcísio de Freitas (Republicanos), novo governador de São Paulo, discursa na Alesp
Tarcísio de Freitas, governador de São Paulo - Imagem: Governo do Estado de São Paulo

Pela primeira vez desde 1994, São Paulo tem um governador que não é oriundo do PSDB: Tarcísio de Freitas, do Republicanos, foi empossado hoje como novo líder da maior economia do país. E, num discurso inicial cheio de recados — para a população, para os aliados e até para os opositores —, deu alguns sinais a respeito de sua gestão.

"Entendemos o recado das urnas", disse o novo governador, em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) neste domingo (1). "Vamos governar para todos, renovando esperança de futuro melhor, percebendo e explorando cada potencial do estado, e são muitos potenciais".

Tarcísio foi ministro da Infraestrutura de Jair Bolsonaro, mas já fazia parte dos quadros federais desde 2011: na gestão Dilma Rousseff, ele ocupou o posto de diretor-executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) e, posteriormente, na administração Michel Temer, foi diretor-geral do mesmo órgão.

Ele derrotou Fernando Haddad (PT) na corrida pelo Palácio dos Bandeirantes, obtendo 55,27% dos votos válidos no segundo turno — o petista, que posteriormente viria a ser confirmado como ministro da Fazenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ficou com 44,73%.

"Hoje é dia de agradecer à população, que me acolheu de forma carinhosa e não perguntou de onde eu vim, preferiu apostar no para onde ir", disse Tarcísio, fazendo menção às constantes críticas, feitas por seus opositores ao longo da campanha eleitoral, a respeito de sua origem — ele é natural do Rio de Janeiro.

Tarcísio de Freitas: plano de governo

Termos como "eficiência", "tecnologia" e "inovação" foram mencionados inúmeras vezes ao longo do discurso inaugural de Tarcísio de Freitas, dando a entender que o novo governador pretende replicar alguns dos pilares de sua gestão à frente do ministério da Infraestrutura. Questões sociais, no entanto, também foram citadas.

Segundo ele, o estado terá um "ambiente de diálogo" para dar sustentação às políticas de sustentabilidade, inclusão, inovação, além da luta pela segurança pública, aumento do emprego e desenvolvimento econômico; maiores detalhes a respeito de seus planos para cada uma dessas vertentes, no entanto, não foram revelados.

"Temos um estado desigual, e a atenção às demandas populares deve ser o grande direcionador da ação do estado", disse Tarcísio, afirmando não poder achar moral a existência da fome "num mundo que dispõe de tanta tecnologia". No lado do investimento em mobilidade urbana e saneamento, ele citou a necessidade de "ser criativo" para aumentar o alcance e reduzir tarifas.

Tarcísio, Bolsonaro e 2026

Ainda em seu primeiro discurso como governador, Tarcísio de Freitas fez um agradecimento ao ex-presidente Jair Bolsonaro — ele foi escolhido a dedo para concorrer ao governo paulista e, mesmo sem ter experiência prévia em cargos do poder executivo, conquistou o estado com a maior economia do país.

"A montagem do ministério em 2019 foi ousada, houve uma aposta em técnicos desvinculados das pressões partidárias, padrão que estamos reproduzindo em São Paulo", disse ele, citando nominalmente o ex-presidente Bolsonaro — e sendo bastante aplaudido pelo público da Alesp.

O secretariado de Tarcísio no governo paulista inclui cinco nomes vinculados ao ex-ministro da Economia, Paulo Guedes, e outros cinco que compõem partidos da base de Bolsonaro. Dois deles são vistos como oriundos da área mais ideológica bolsonarista - o deputado federal Guilherme Derrite (PL), que vai comandar a Segurança Pública, e a vereadora Sonaira Fernandes (Republicanos), da nova Secretaria para Mulheres.

O ex-ministro tem como principal articulador político o presidente do PSD, Gilberto Kassab, que estava presente na cerimônia na Alesp e será, ele próprio, o novo secretário de Governo e Relações Institucionais, pasta que dará poder ao ex-prefeito de negociar não somente com a Alesp, mas também com as prefeituras e o Palácio do Planalto.

Outras quatro pastas serão assumidas por nomes que atuaram diretamente com Tarcísio no Ministério da Infraestrutura. Não foram dedicados espaços ao PSDB e ao União Brasil, partidos que o apoiaram no segundo turno das eleições.

Como governador de São Paulo, ele se torna naturalmente um potencial candidato à Presidência em 2026 no campo da direita — o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, é outro nome constantemente apontado como eventual 'novo nome' com potencial de concorrer às próximas eleições presidenciais.

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

FLEXIBILIZAÇÃO DA PENA

George Washington, bolsonarista que planejou atentado a bomba no aeroporto no Distrito Federal, vai para o semiaberto

19 de maio de 2024 - 15:34

A mudança do regime fechado para o semiaberto foi reconhecida porque ele já cumpriu um sexto da pena, requisito estabelecido na Lei de Execução Penal

MÃO PESADA?

Anatel poderá ser supervisor das redes sociais: presidente da agência defende que órgão regule plataformas 

19 de maio de 2024 - 11:22

O dirigente da Anatel explicou que a agência não tem, no entanto, como atuar sobre postagem e perfis específicos

ACONTECE EM OUTUBRO

Aquecendo os motores para as eleições municipais: Testes em urnas eletrônicas reiteram que sistema de votação é seguro

18 de maio de 2024 - 11:55

Dos 35 planos de teste realizados, cinco apontaram melhorias nos sistemas, que foram acatadas pelos técnicos do tribunal

"TUDO NORMAL"

Jair Bolsonaro recebe alta após 13 dias internado e já anuncia planos

17 de maio de 2024 - 16:46

“Em uma semana, tudo normal”, escreveu no X (antigo Twitter) Bolsonaro, que estava com quadro de erisipela e desconforto abdominal

VAI MELHORAR?

O que Haddad espera da economia? Projeções da Fazenda esperam inflação e PIB maiores para 2024

16 de maio de 2024 - 15:33

Para 2025, a projeção de IPCA passou de 3,10% para 3,20%. A atualização acontece um mês após o último boletim macrofiscal da SPE.

POLÍTICA

Sérgio Moro vai perder o mandato? Veja como será o julgamento do senador no TSE

16 de maio de 2024 - 11:14

Julgamento que pode resultar na cassação do mandato de Sérgio Moro e torná-lo inelegível começa hoje no TSE

PESQUISA QUAEST

Lula “merece” ou não ser reeleito? Pesquisa aponta nome mais forte que Jair Bolsonaro para eleição de 2026

13 de maio de 2024 - 8:35

Vale lembrar que Bolsonaro está inelegível até a eleição de 2030, de acordo com uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

DECISÃO DA CORTE

STF barra indicações políticas para estatais — mas mantém nomeações feitas por Lula

10 de maio de 2024 - 9:19

Assim, com a decisão, ficam proibidas futuras nomeações políticas para cargos de chefia em empresas públicas, sociedades de economia mista e suas subsidiárias

LEVANTAMENTO

Governo Lula melhor que o de Bolsonaro? Veja o que a pesquisa CNT/MDA descobriu

7 de maio de 2024 - 18:32

O levantamento foi encomendado pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e executado pelo Instituto MDA Pesquisa. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais.

NAS CASAS LEGISLATIVAS

Comissão do Senado dá sinal verde para projeto de lei que recria seguro obrigatório DPVAT e libera R$ 15 bilhões de crédito

7 de maio de 2024 - 14:49

“A recriação do DPVAT, agora SPVAT, não tem nenhum condão do ponto de vista do governo de fazer caixa”, disse o senador Jaques Wagner durante a votação

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar