🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
MARKET MAKERS

Michel Temer diz que plano econômico de Lula está ‘começando a caminhar’, mas defende novo sistema de governo para o país

O ex-presidente participou da 73ª edição do Market Makers, produzida em parceria com a Empiricus, nesta quinta-feira (30)

O ex-presidente Michel Temer
Imagem: Shutterstock

"No Brasil, verificam-se os maiores dramas do presidencialismo”: essa é a visão de Michel Temer, que chefiou o Executivo brasileiro entre o segundo semestre de 2016 e 2018, sobre o sistema de governo atual.

Temer reconheceu nesta quinta-feira (30) durante a participação da 73ª edição do Market Makers, produzida em parceria com a Empiricus que o plano econômico do atual governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está “começando a caminhar”, com o Congresso dando apoio a determinados temas econômicos.

Mas o político defende uma mudança para o semipresidencialismo, modelo de governo que não é nem o atual presidencialismo ou o parlamentarismo — no qual o poder Legislativo está no centro —, mas que combina características de ambos, como os sistemas português ou francês. 

“O legislativo teria poder administrativo, o executivo participaria do processo com direito a veto e sanção e só haveria governo quando se formasse uma maioria parlamentar. Quando essa maioria cai, outra maioria se forma e outro governo se instala, então acabamos com o trauma do impedimento”, declarou ele durante a transmissão que faz parte das comemorações dos 14 anos da Empiricus. Confira a entrevista completa:

Vale destacar que Temer foi alçado à chefia do Executivo justamente após o impeachment de Dilma Rousseff, de quem era vice-presidente. “Quem governa é o Executivo junto com o Legislativo. Quem não teve apoio do Congresso, caiu”, disse ele, que garante não ter mágoas por ter sido considerado um presidente “impopular”.

“Cada presidente, no seu momento histórico, fez uma coisa positiva para o país”, destacou, citando como exemplos de seu governo a Reforma Trabalhista e a Lei das Estatais — criada para proteger as empresas públicas de interferências políticas na condução dos negócios.

Ainda assim, o ex-presidente argumentou que destituições como a que o levou à presidência criam inseguranças que atrapalham o cenário interno e também a imagem do país no exterior, essencial para atrair investimentos.

“Tivemos dois impedimentos desde a adoção do presidencialismo. Se levantarmos os pedidos apenas durante o governo Bolsonaro, houve cerca de 160, o que gera insegurança", relembrou.

Compartilhe

ENTENDA A REGRA

Eleições 2024: quem completar 18 anos entre o 1º e o 2º turno é obrigado a votar?

18 de fevereiro de 2024 - 16:48

Vale relembrar que o voto é obrigatório a partir de 18 anos de idade e facultativo apenas aos jovens de 16 e 17 anos, maiores de 70 ou analfabetos

FALAS POLÊMICAS

Lula compara ataques de Israel à Gaza ao Holocausto e diz que irá esperar conclusões de legistas para comentar morte de opositor de Putin

18 de fevereiro de 2024 - 13:33

Em coletiva durante viagem à África, o presidente abordou dois temas sensíveis para a diplomacia internacional e foi criticado pelo premiê de Israel e pela oposição

DEVO E NÃO NEGO...

Pago quando puder: Cuba diz querer quitar dívida com Brasil, mas cita até mudanças climáticas como impedimento

17 de fevereiro de 2024 - 14:07

Integrantes da Fazenda e autoridades cubanas se reuniram no início do mês para discutir a dívida de Havana com Brasília

O DISCURSO DO PRESIDENTE

Em Cúpula Africana, Lula destaca criação de aliança contra a fome e condena conflito Israel-Hamas

17 de fevereiro de 2024 - 11:22

A busca de uma solução para a fome é um dos objetivos do Brasil na presidência do G20

NO EXTERIOR

PF afirma ter encontrado “poupança” de R$ 800 mil para Bolsonaro aguardar tentativa de golpe

15 de fevereiro de 2024 - 11:23

As informações constam em um documento da PF obtido pela revista Veja nesta quarta-feira (14)

O PASSAPORTE TÁ ON

Eu falei faraó! O que Lula foi fazer no Egito em sua primeira viagem internacional do ano

14 de fevereiro de 2024 - 18:05

O país é o segundo maior parceiro comercial do Brasil na África, atrás apenas da Argélia. O presidente chegou nesta quarta-feira (14); saiba o que ele foi fazer por lá dessa vez.

ELEIÇÕES 2024

Lula vai se valer de um velho recurso da política para ajudar Boulos em São Paulo

14 de fevereiro de 2024 - 9:46

No ano passado, o presidente assinou contrato de início de obras de um conjunto habitacional acompanhado de Boulos e agora prepara outros lançamentos

VIAGEM INTERNACIONAL

Os planos de Lula para sua visita aos novos membros do Brics na África

13 de fevereiro de 2024 - 10:35

Em sua primeira viagem internacional em 2024, Lula embarca hoje para compromissos no Egito e Etiópia, novos integrantes do Brics

HORA DA VERDADE

Bolsonaro na mira da PF: ex-presidente tem 24 horas para entregar o passaporte em operação que prendeu aliados

8 de fevereiro de 2024 - 9:41

Operação da Polícia Federal que envolve Bolsonaro investiga a tentativa de golpe de Estado e disseminação de notícias falsas sobre fraude nas eleições de 2022

ASSIM DISSE O MINISTRO

Varejo internacional: compras até US$ 50 caíram após regras lançadas pelo Remessa Conforme; empresas locais questionam governo

5 de fevereiro de 2024 - 16:02

Sob o argumento de prejuízos provocados à competitividade do setor produtivo brasileiro, a ADI pede que o Remessa Conforme seja suspenso enquanto o mérito não for julgado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies