🔴 SÉRIE EMPIRICUS IN$IGTS: +100 RELATÓRIOS CORTESIA – LIBERE GRATUITAMENTE

Estadão Conteúdo
Fuga do Japão

Carlos Ghosn fugiu após Nissan cessar monitoramento

Montadora havia contratado empresa de vigilância para monitorar executivo, mas suspendeu monitoramento após protestos de advogados

Estadão Conteúdo
5 de janeiro de 2020
12:54 - atualizado às 13:09
Carlos Ghosn
Carlos Ghosn, ex-presidente do grupo Renault-Nissan. - Imagem: Shutterstock

O ex-presidente da Renault-Nissan Carlos Ghosn fugiu de sua casa, em Tóquio, após a companhia de segurança privada contratada pela montadora ter suspendido o monitoramento via câmeras, segundo três fontes informaram à Reuters ontem (4). Ghosn diz que se pronunciará publicamente sobre a fuga na próxima quarta-feira (8).

A Nissan havia contratado uma companhia para observar o executivo - que estava em prisão domiciliar aguardando julgamento sob acusação de má conduta financeira - para saber se ele não se encontraria com ninguém envolvido no caso. Mas os advogados advertiram que, caso a companhia não suspendesse o monitoramento, Ghosn apresentaria uma denúncia contra a montadora por violação a direitos humanos.

A companhia, então, suspendeu a vigilância no dia 29 de dezembro. A Nissan não quis comentar o assunto.

A última imagem gravada de Ghosn é exatamente desse dia. Ele pode ser visto de relance, deixando a residência pela porta da frente por volta do meio-dia, mas não é possível vê-lo retornando, disseram fontes. A polícia japonesa acredita que ele possa ter deixado a casa nesse momento para se encontrar com cúmplices que o ajudaram.

Naquela noite, um jato privado que deixou o aeroporto de Kansai, em Osaka, às 23h10 chegou à Turquia 12 horas depois. Acredita-se que Ghosn possa ter usado dois jatos durante a fuga.

Na sexta (3), a empresa de aluguel de aviões MNG Jet disse que um de seus funcionários falsificou registros para remover o nome de Ghosn da documentação dos dois voos - um entre Osaka e Istambul, na Turquia, e outro entre Istambul e Beirute.

Além do grupo de sete pessoas que foram detidas na quinta (2) - formado por quatro pilotos, dois trabalhadores de solo de um aeroporto e um funcionário de transporte de carga - a polícia turca desconfia que dois estrangeiros estejam envolvidos na fuga, mas o Ministério da Justiça do país não deu mais informações sobre as nacionalidades nem sobre o papel que possam ter desempenhado.

O governo libanês recebeu um alerta de prisão da Interpol e disse que vai cumprir suas obrigações. Mas isso não deve significar a prisão de Ghosn, e sim um convite para prestar depoimento. O Líbano também já adiantou que não vai deportar o executivo. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Compartilhe

após reportagem

Nissan nega plano de desfazer aliança com Renault e Mitsubishi

14 de janeiro de 2020 - 8:34

Jornal Financial Times havia afirmado que altos executivos da Nissan haviam acelerado planos de contingência para uma possível separação da Renault

em entrevista

Carlos Ghosn processa Renault e exige pagamento por desligamento da empresa

14 de janeiro de 2020 - 6:51

Executivo chamou a renúncia da Renault de “farsa”. Ele disse que está exigindo todos os direitos relacionados à sua demissão

vida pós-Ghosn?

Nissan prepara possível separação da Renault

13 de janeiro de 2020 - 8:05

Conversa acontece em meio a polêmica envolvendo o ex-executivo da aliança, Carlos Ghosn. O brasileiro, que fugiu do Japão, acusa executivos da Nissan de complô

brasileiro se explica

Sistema no Japão é corrupto e definiu minha culpa desde o primeiro dia, diz Carlos Ghosn, após fugir do país

8 de janeiro de 2020 - 10:37

É a primeira vez que o brasileiro se pronuncia à imprensa desde que fugiu do país asiático para o Líbano, no último dia 30

ex-executivo da Nissan

Carlos Ghosn: Japão diz que fará de tudo para obter a extradição do executivo

7 de janeiro de 2020 - 8:19

Secretário-chefe do gabinete japonês diz que vai garantir que os detalhes da partida de Ghosn sejam verificados e que se tomem medidas para evitar que incidentes voltem a ocorrer

Caso Ghosn

Oficiais japoneses dizem que Ghosn teria recebido julgamento justo

5 de janeiro de 2020 - 13:05

Autoridades do Japão fazem os primeiros comentários públicos sobre a fuga de Carlos Ghosn do país: “ele procurou evitar a punição por seus próprios crimes”.

caso Ghosn

Carlos Ghosn procurou produtor de ‘Birdman’ para fazer filme sobre seu caso

3 de janeiro de 2020 - 12:42

Segundo o jornal The New York Times, o executivo encontrou-se em dezembro em Tóquio com o produtor de Hollywood John Lesher,

MAIS UM COMUNICADO

Em novo comunicado, Ghosn nega que família tenha auxiliado sua fuga do Japão

2 de janeiro de 2020 - 15:25

A fuga do Japão é o mais novo capítulo na saga de Carlos Ghosn com a Justiça japonesa, que começou em novembro de 2018

do outro lado do mundo

Promotores fazem buscas na casa de Carlos Ghosn, ex-CEO da Renault-Nissan do Japão

2 de janeiro de 2020 - 11:26

Carlos Ghosn partiu do Japão clandestinamente enquanto estava em liberdade sob fiança e chegou no Líbano na segunda-feira

Big in Japan

Quem é Carlos Ghosn, o executivo brasileiro que fugiu do Japão

1 de janeiro de 2020 - 19:06

De origem libanesa, ex-presidente da Renault-Nissan nasceu no Brasil e fez ensino superior na França. Preso no Japão por má conduta financeira, o executivo fugiu do país às vésperas da virada do ano

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar