🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Estadão Conteúdo
ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Ricardo Nunes confirma bolsonarista como vice, enquanto Lula e Boulos são condenados pelo TRE; entenda

O anúncio foi feito no mesmo dia em que o presidente e o pré-candidato do PSOL foram condenados por propaganda eleitoral antecipada

Estadão Conteúdo
22 de junho de 2024
14:03 - atualizado às 12:08
Da esquerda para direita, o atual prefeito Ricardo Nunes e Guilherme Boulos, candidato à prefeitura
Da esquerda para direita, o atual prefeito Ricardo Nunes e Guilherme Boulos, candidato à prefeitura - Imagem: Divulgação / Montagem Seu Dinheiro

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB), oficializaram nesta sexta-feira, 21, o ex-comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e coronel da reserva da Polícia Militar (PM) Ricardo de Mello Araújo como pré-candidato a vice na chapa de Nunes, que tentará a reeleição em outubro.

O policial militar, filiado ao PL, é uma indicação do ex-presidente Jair Bolsonaro.

O anúncio foi feito pelo governador em uma agenda conjunta com o prefeito no mesmo dia em que o juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, da 2.ª Zona Eleitoral de São Paulo, condenou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o pré-candidato do PSOL à Prefeitura da capital paulista, Guilherme Boulos, por propaganda eleitoral antecipada com pedido explícito de voto.

Lula e Bolsonaro se movimentam para tentar transformar a eleição na maior cidade do País numa reedição da polarização que marcou a última disputa presidencial.

Aliado de primeira linha de Bolsonaro, Mello Araújo ecoa o discurso do ex-presidente com ataques ao Judiciário e a defesa da pauta conservadora de costumes. Ele foi diretor da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) durante o governo Bolsonaro.

"É uma coisa difícil conseguir em um número de agremiações tão grande, com visões diferentes, e a gente convergiu para o nome do Mello Araújo. Vai ser um representante nosso como pré-candidato a vice-prefeito. É um nome que tem uma trajetória ilibada na Polícia Militar e foi testado como gestor no Ceagesp", disse o governador.

'Ilícito eleitoral'

Horas antes do anúncio do nome do vice da chapa à reeleição, foi noticiada a decisão da Justiça Eleitoral de impor a Lula uma multa de R$ 20 mil e a Boulos, que é deputado federal, uma sanção de R$ 15 mil.

O motivo da condenação: as comemorações do 1.º de Maio no estádio Itaquerão, na capital paulista. Na ocasião, Lula fez discurso em favor de Boulos, segundo os autores da ação - o MDB, o Novo, o Progressistas e o PSDB.

O juiz eleitoral acolheu o argumento e viu "menção expressa de pedido de voto", apontando "inquestionável prática do ilícito eleitoral".

Com relação a Boulos, a avaliação do magistrado foi a de que o pré-candidato, "ao se manter omisso" ante a conduta do presidente, acabou por chancelar a conduta de Lula e passou a ser "ciente e beneficiário" da mesma, devendo assim ser responsabilizado.

VEJA TAMBÉM - DIREITA OU ESQUERDA? TABATA AMARAL FALA SOBRE OS PLANOS PARA CIDADE DE SÃO PAULO

Nunes e o consenso

Na pré-campanha adversária, o nome do pré-candidato a vice de Nunes foi escolhido por consenso, segundo Nunes.

"A minha decisão foi de ter uma decisão conjunta, onde pudesse ter a participação das principais lideranças, do ex-presidente Bolsonaro, do governador Tarcísio e dos 12 partidos que compõem nossa frente ampla", disse o emedebista, em referência Boulos, cuja vice, Marta Suplicy (PT), foi fruto de articulação de Lula.

A ideia da campanha de Nunes é explorar a gestão feita pelo coronel no Ceagesp e apresentá-lo como alguém técnico, e não político, participando inclusive da formulação do plano de governo na área de segurança pública.

O tema é de responsabilidade do governo estadual, mas tem aparecido entre as prioridades do eleitor paulistano nas pesquisas mais recentes.

A entrada de Mello Araújo na chapa explicita a aliança entre Nunes e Bolsonaro, algo que o prefeito vinha tentando evitar por causa da rejeição do ex-presidente em São Paulo.

  • As melhores recomendações da Empiricus na palma da sua mão: casa de análise liberou mais de 100 relatórios gratuitos; acesse aqui

Marçal antecipou decisão?

Mas pessoas com trânsito na campanha do prefeito consideram que a nacionalização já ocorreria de qualquer forma. E a entrada no páreo do influenciador Pablo Marçal (PRTB) precipitou a decisão, já que ele divide os votos bolsonaristas. Acabou unindo os partidos de direita em torno do atual prefeito.

Aliados de Nunes confiam que a segurança pública pode ser um fator de forte desgaste para Boulos porque parte da população é crítica à sua trajetória como coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

O próprio Tarcísio e aliados do prefeito preferiam outros nomes como vice pois consideravam que o Mello Araújo deslocaria a chapa para a extrema-direita e prejudicaria a tentativa de conseguir votos em eleitores de centro - o que pode dificultar a vida do prefeito em um eventual segundo turno.

Escolha gerou insatisfação entre aliados de Nunes

Mesmo sem sinais de que os partidos possam romper com a pré-candidatura do prefeito, a insatisfação permanece.

"Vamos levando. É torcer para a gente não perder por causa desse cara [MELLO ARAÚJO]. E vamos trabalhar para tentar eleger nosso amigo Ricardo Nunes. Esse cara não traz voto nenhum. Ao contrário: está trazendo discórdia", afirmou o deputado estadual Delegado Olim (PP).

O governador organizou jantar no Palácio dos Bandeirantes na última quarta-feira onde presidentes nacionais e representantes dos 12 partidos da coligação aceitaram que o PL indicaria o vice.

Compartilhe

REGULAMENTAÇÃO DA TECNOLOGIA

‘A inteligência artificial só não é mais perigosa que a burrice humana’: o que o presidente do Senado pensa sobre a regulação da IA no Brasil

10 de julho de 2024 - 13:11

A proposta é de autoria do próprio Pacheco e tramita na Casa sob relatoria do senador Eduardo Gomes (PL-TO)

GENIAL/QUAEST

Pesquisa aponta que maioria apoia críticas de Lula contra Roberto Campos Neto na condução do Banco Central

10 de julho de 2024 - 8:42

A aprovação do presidente da República melhorou em relação à pesquisa passada, quando atingiu o menor patamar desde fevereiro de 2023

INQUÉRITO DA PF

Da Arábia Saudita à Polícia Federal: Como a PF ligou as joias a Jair Bolsonaro — e o que pode acontecer com ex-presidente

9 de julho de 2024 - 9:04

Segundo a PF, o valor parcial dos presentes entregues por autoridades estrangeiras ao então presidente somou US$ 1.227.725,12

FAZENDO AS CONTAS

Previdência em risco: desvincular benefício do salário mínimo para cumprir meta fiscal pode criar efeito rebote nas contas

7 de julho de 2024 - 16:48

Em entrevista à Agência Brasil, especialista em Previdência Social afirma que os benefícios previdenciários e assistenciais não vão para a poupança, mas para custo de vida

ANTECIPAÇÃO

Cotado como ‘nome da direita’ para disputa presidencial, Tarcísio De Freitas diz que é preciso ‘começar a construir 2026’

7 de julho de 2024 - 9:20

O governador paulista discursou, ao lado de Bolsonaro, na Conferência de Política e Ação Conservadora (CPAC Brasil), em Balneário Camboriú (SC)

CONFERÊNCIA CONSERVADORA

Bolsonaro ignora indiciamento pela PF e critica imprensa e o PT em evento de conservadores com Javier Milei

6 de julho de 2024 - 15:39

A fala de Bolsonaro abriu a Conferência de Política Ação e Conservadora (CPAC Brasil) na manhã deste sábado (6) em Balneário Camboriú

Disputa pela prefeitura

Datafolha mostra Nunes com 24% e Boulos com 23% das intenções de voto em São Paulo, invertendo a pesquisa anterior

5 de julho de 2024 - 18:26

Três candidatos aparecem empatados na terceira colocação, segundo o instituto de pesquisa

PLEITO MUNICIPAL

Cabeça a cabeça, Boulos e Nunes empatam nas eleições para prefeitura de São Paulo, mas segundo turno será mais difícil para um deles

2 de julho de 2024 - 9:27

Em um eventual segundo confronto entre os dois, Nunes é preferido por 46%, enquanto 39% optam pelo deputado do PSOL

DE OLHO NAS REDES

Nem Boulos, nem Nunes: o maior inimigo de Tabata Amaral na corrida para a prefeitura de São Paulo é outro; aqui está

25 de junho de 2024 - 16:13

“Eu vou enfrentar quem tiver que enfrentar”. É assim que a deputada e pré-candidata à prefeita do município de São Paulo, Tabata Amaral (PSB), responde ao ser questionada sobre qual seria seu adversário ideal em um possível segundo turno das eleições.  Em entrevista ao podcast Touros e Ursos, do Seu Dinheiro, Tabata ainda destaca que […]

MEMÓRIA (DO) REAL

Nos 30 anos do Plano Real, Pedro Malan relata como o Brasil venceu a “marcha da insensatez”

24 de junho de 2024 - 6:24

Em evento em SP, Malan revelou bastidores da formação da equipe econômica responsável pela criação do Plano Real

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar