🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
NOVO CAPÍTULO

Entrou na briga: após críticas de Elon Musk a Alexandre de Moraes, governo Lula corta verba de publicidade do X, antigo Twitter

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
13 de abril de 2024
16:43 - atualizado às 15:33
O bilionário Elon Musk e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, junto com o presidente Lula.
O bilionário Elon Musk e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, junto com o presidente Lula. - Imagem: Imagem: Freepik/Shutterstock/Montagem Seu Dinheiro

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu suspender novos contratos de publicidade no X (antigo Twitter), em reação às atitudes do dono da plataforma, Elon Musk, contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

A informação foi divulgada primeiro pelo ICL Notícias. De acordo com regras da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), há uma norma que "coibe a monetização" em ações publicitárias do governo de sites, aplicativos e produtores de conteúdo na internet que ensejem risco de danos à imagem das instituições do Poder Executivo federal. 

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento.

Segundo os dados do portal de despesas com publicidade organizado pela própria Secom, cerca de R$ 5,4 milhões foram veiculados em anúncios do governo no X entre 2023 e 2024. No ano passado, o X recebeu menos verbas do que a Meta, TikTok e Google.

Musk vem recebendo apoio de bolsonaristas, desbloqueou contas de investigados por fake news, e agora também é investigado pela Polícia Federal.

  • Já sabe como declarar seus investimentos no Imposto de Renda? Baixe nosso guia de IR e acesse o curso completo da jornalista Julia Wiltgen, de forma totalmente gratuita. É só clicar aqui. 

Adeus, Elon Musk! Saída de representante do Brasil

O representante e administrador responsável pelo X, antigo Twitter, no Brasil, o advogado Diego de Lima Gualda, renunciou ao cargo, segundo documento da Junta Comercial de SP.

A ficha cadastral da empresa no órgão data a carta de renúncia como tendo sido protocolada no dia 8 de abril, dois dias após Elon Musk, dono da empresa, ameaçar descumprir ordens judiciais do Supremo Tribunal Federal (STF) e atacar o ministro Alexandre de Moraes.

Gualda assumiu o cargo em agosto de 2023 como procurador e administrador da empresa no País, e já havia ocupado a função de diretor jurídico.

Em sua conta no LinkedIn, o advogado data o fim de sua atuação na empresa em abril de 2024. Não há registros no sistema da Junta de um novo nome ocupando a função. A reportagem tenta contato com o advogado.

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar