🔴 É HOJE! COMO BUSCAR ATÉ R$ 2 MIL DE RENDA EXTRA TODO OS DIAS – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Isabelle Santos
Isabelle Santos
Comunicóloga formada pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). É redatora do Money Times, Seu Dinheiro e Empiricus.
Conteúdo Empiricus

‘Toda carteira deveria ter esta ação’: BlackRock ‘despeja’ Copel no mercado, mas segue posicionada nesta elétrica; analista corrobora

A maior gestora de ativos do mundo é sócia de outra elétrica que rendeu em média 185% ao ano desde o seu IPO

Isabelle Santos
Isabelle Santos
6 de abril de 2024
12:00 - atualizado às 17:08
copel cple6 privatização empresa elétrica ações
Imagem: Getty Images/Montagem: Julia Shikota

A BlackRock comunicou na última terça-feira (03) a redução de participação na Copel (CPLE3). A maior gestora do mundo despejou parte das ações que detinha e manteve cerca de 4,9% dos papéis preferenciais classe B, emitidos pela elétrica.  

Em comunicado divulgado ao mercado, a BlackRock destacou que o interesse das participações na companhia era estritamente de investimento e que não havia nenhuma intenção de alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa. 

Na prática, o movimento pode ser um indicativo de que a gestora não vê mais tanto potencial nas ações da Copel (CPLE3). Por outro lado, não significa que a BlackRock abriu mão de ter papéis do setor elétrico em seu portfólio. 

Ao contrário, embora a elétrica paranaense tenha perdido espaço, a gestora continua apostando no setor, inclusive detém 5% do controle acionário de outra companhia.

Trata-se de uma ação que entregou um retorno médio de 185% ao ano, desde o seu IPO. E não é só a BlackRock que está de olho nessa elétrica. 

Os analistas da Empiricus Research recomendaram o ativo com uma das 10 melhores ações para investir em abril

Ação ‘queridinha’ da BlackRock

Assim como a BlackRock, o CEO da Empiricus Research, Felipe Miranda, aponta que este é um ativo de peso para as carteiras dos investidores. 

A elétrica em questão está entre as três maiores distribuidoras de energia do país. O principal foco de atuação dessa companhia é na reestruturação de concessões deficitárias, mas que possuem grande potencial de melhorias.  

Para os analistas da casa a empresa se destaca pelo seu management de extrema qualidade, bem como histórico comprovado na atuação em áreas difíceis. 

Além da distribuição, a elétrica também atua no setor de transmissão, ambos serviços de necessidade básica que costumam ser menos impactados em um cenário de desaceleração econômica

Ou seja, a receita da companhia mantém certa estabilidade em diferentes períodos econômicos. Essas características tornaram a elétrica uma das maiores histórias de valorização da Bolsa

Veja só o gráfico abaixo, ele mostra o retorno desta ação desde o seu IPO em abril de 2008 até março de 2024: 

Fonte: Empiricus Research

Em 16 anos a ação desta elétrica valorizou 2.966,6% contra 99,6% do Ibovespa. Ou seja, estamos falando de uma rentabilidade 2.878% acima do índice e um retorno médio de 185% ao ano considerando valorização e dividendos.  

Na prática isso quer dizer que, se você tivesse investido R$ 10.000 no IPO da ação e mantido a aplicação, reinvestindo dividendos até 31/03/2024, você teria hoje R$ 306.660

É claro que pegar toda a valorização de um ativo desde o início é um cenário bem raro. Mas é fato que, desde que a elétrica estreou na bolsa brasileira, quem investiu teve a chance de capturar lucros expressivos

Por esse motivo, o CEO da Empiricus Research, Felipe Miranda, afirmou que “toda carteira deveria começar por esta ação.”

Esta ação entregou 185% de retorno ao ano desde o IPO

Se você já investe em ações pode estar se perguntando se realmente vale a pena investir nesta elétrica agora, afinal, ela multiplicou o seu valor quase 30 vezes desde o IPO. 

Na visão dos analistas da Empiricus Research, sim, ainda é um bom momento para comprar. Acontece que, embora o preço da ação tenha subido 2.966%, este não é o fator que determina se o ativo está caro ou barato

Em geral, os analistas e gestores determinam isso por meio do seu valuation. Para tal, eles usam indicadores como o valor da firma sobre o Ebitda (EV/Ebitda). 

No caso dessa elétrica, os analistas da Empiricus avaliam que a companhia ainda está negociando a preços abaixo do que seria considerado justo. 

É claro que, retornos passados não são garantia de retornos futuros. Mas, considerando os múltiplos atuais, a ação ainda está barata e “em um ótimo ponto de entrada”, destacam os analistas. 

Por esse motivo, a ação foi recomendada na carteira com as 10 melhores ações para investir em abril.

Ação de elétrica e mais 9 ativos para buscar lucros em abril

As empresas do setor elétrico são conhecidas por apresentarem receitas previsíveis, além de serem boas pagadoras de dividendos. Por isso, a ação que valorizou 2.966,6% desde o seu IPO foi recomendada na carteira de abril, mas ela não é a única. 

Segundo os analistas da casa, este também é um bom momento para apostar em ações que se beneficiam do ciclo de queda de juros

Por isso, nas recomendações para este mês a casa selecionou ativos de diferentes setores, desde varejo até bancos e commodities

A boa notícia é que você pode conhecer a ação da elétrica e as outras 9 recomendações da carteira de abril de graça. A Empiricus Research, empresa do Grupo BTG, está liberando como cortesia o acesso ao relatório com todas as indicações. 

Para conferir sem nenhum custo, basta clicar no botão abaixo e seguir as instruções: 

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Multiplicação por 400 vezes? Conheça as criptomoedas menores que podem valorizar até 39.900% depois da aprovação dos ETFs de Ethereum

27 de maio de 2024 - 12:13

Mercado de criptomoedas vive ‘maré perfeita’ e as maiores beneficiadas são as moedas menores, que podem entregar multiplicações fora da curva; entenda

Conteúdo Empiricus

É hoje: trader ‘abre o jogo’ sobre as técnicas que usa para buscar lucros médios de R$ 2 mil por dia na bolsa

27 de maio de 2024 - 8:00

André Machado possui mais de vinte anos de experiência no mercado financeiro e uma metodologia consolidada

Conteúdo Empiricus

Hora de fugir de Americanas (AMER3)? Mesmo com proposta para deixar de ser ‘penny stock’, analista não recomenda compra; entenda os principais motivos

26 de maio de 2024 - 12:00

Americanas anuncia grupamento de ações e aumento de capital de até R$ 40,7 bilhões, mas indicadores desfavoráveis fazem ativo ser ‘furada’; conheça melhores varejistas para investir

conteúdo empiricus

Debêntures incentivadas superam ações e podem chegar a R$ 100 bilhões este ano; veja 4 títulos para buscar até IPCA +7,1%

26 de maio de 2024 - 10:00

De janeiro a abril, as emissões de debêntures já somaram R$ 32,5 bilhões, número recorde para o período – veja onde estão as melhores oportunidades para investir

Conteúdo Empiricus

Conheça ‘segredo’ de Trump, Neymar e Justin Bieber para lucrar mais de 98% em 2024

26 de maio de 2024 - 8:00

A carteira de investimentos dos astros é composta por ativos acessíveis ao brasileiros e que podem se multiplicar por até 400x

Conteúdo Empiricus

Enquanto o Maxi Renda (MXRF11) anuncia emissão de cotas, outro FII pode pagar IPCA+7,7%; entenda

25 de maio de 2024 - 12:00

Dividendos do MXRF11 vem diminuindo ao longos dos meses, mas existem outras opções mais rentáveis no mercado de FIIs

conteúdo empiricus

Média de R$ 5 mil por mês: um dos maiores sistemas de trading quantitativo do Brasil pode gerar essa quantia com 4 cliques; entenda

25 de maio de 2024 - 10:00

Conheça o Gradiente Linear, sistema de trading quantitativo automatizado que foi desenvolvido por Valério Krug, trader com 18 anos de experiência neste mercado

Conteúdo Empiricus

De US$ 3 mil a US$ 46 milhões: PEPE atinge máxima histórica e trader lucra mais de 15.000 vezes; veja as criptomoedas para buscar lucros exponenciais

25 de maio de 2024 - 8:00

Não aproveitou o rali de Pepe Coin? Fique tranquilo: há outras moedas de elevado potencial de retorno que têm fundamento e que não são “meme”; veja quais

Conteúdo Empiricus

Banco do Brasil (BBAS3): ‘não durmo tranquila com essa ação, apesar do valuation parecer barato’, diz analista

24 de maio de 2024 - 14:02

Aumento dos spreads e da inadimplência podem reduzir rentabilidade do Banco do Brasil ao longo do tempo, avaliam analistas; veja qual é a melhor ação do setor para investir

Conteúdo Empiricus

Acabou o otimismo do Ibovespa? Gestor diz se Selic em 10% a.a. em 2024 pode acabar com os planos de rali da bolsa

24 de maio de 2024 - 12:00

Ibovespa já despencou quase 5% neste ano com pessimismo no cenário internacional e incertezas sobre a Selic – veja como ficam as ações daqui para frente

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar