🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Bruna Martins
Bruna Martins
Jornalista formada pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e redatora dos portais Seu Dinheiro, Money Times e Empiricus. Já foi repórter do Metro Jornal SP e colaborou para Casa Vogue, além de ter experiência em comunicação corporativa e assessoria de imprensa.
Conteúdo Empiricus

Tchau, Microsoft (MSFT34): veja por que o BDR saiu de carteira recomendada mensal – e qual big tech que ‘surfa’ a onda de IA entrou no lugar

Para Empiricus, BDR da Microsoft (MSFT34) ficou ‘caro’ demais; veja a seleção de ações internacionais para buscar lucros em dólar

Bruna Martins
Bruna Martins
11 de junho de 2024
16:00 - atualizado às 14:30
microsoft msft34 bdr acao bolsa
Imagem: Canva/Divulgação / Montagem: Bruna Martins

As ações da Microsoft (MSFT34) não estão mais entre as “queridinhas” do mercado internacional para se ter na carteira agora. Essa é a opinião do analista Enzo Pacheco, responsável pela carteira recomendada de BDRs da Empiricus Research, casa de análise do grupo BTG Pactual. 

O analista atualizou recentemente o portfólio em que recomenda 10 ações gringas para quem deseja buscar lucros com algumas das maiores empresas do mundo. E a principal mudança ocorrida foi a retirada do papel da Microsoft, que ocupava 10% da carteira.

No lugar de MSFT34, Pacheco incluiu o BDR de uma outra big tech norte-americana, que pela primeira vez está entre as recomendações da Empiricus.

Segundo o analista, a entrada representa uma ótima oportunidade de buscar lucros com o crescimento da inteligência artificial ao longo dos próximos meses. 

Por que Microsoft (MSFT34) saiu da carteira do analista?

A Microsoft ainda é a maior empresa do mundo em valor de mercado, valendo hoje cerca de 3,17 trilhões de dólares. No entanto, o analista Enzo Pacheco acredita que não vale mais a pena investir no BDR da companhia. 

Acontece que, na opinião dele, o papel MSFT34 se tornou caro demais para o investidor.

“Apesar de ainda gostar das ações da Microsoft, entendo que ela pode sofrer mais em uma eventual realização dos mercados, dado o seu patamar de valuation atual”, justifica Pacheco. 

O BDR da companhia negocia hoje a um múltiplo Preço sobre Lucro projetado de 35 vezes, o maior dentre as big techs, com exceção da Nvidia (NVDC34). 

“Além disso, mesmo que entenda que as maiores empresas de tecnologia possam se beneficiar em um cenário de juros altos por mais tempo, não gostaria de ter a carteira extremamente concentrada no segmento”, explica o analista no relatório.

Vale lembrar que as expectativas do mercado apontam para um primeiro corte nas taxas de juros dos Estados Unidos apenas entre setembro e dezembro deste ano.

Por isso, entre as mudanças feitas na sua carteira recomendada de BDRs para este mês, o analista reduziu a exposição total da carteira às big techs de 35% para 30%.

E, dentro dessa parcela do portfólio, está a empresa conectada à inteligência artificial e que substituiu o papel MSFT34 (veja o ticker aqui).

Um papel que ‘ficou para trás’ e com grande potencial de valorização

Não dá para o investidor do mercado internacional fechar os olhos diante do avanço da inteligência artificial. Quem deseja ganhar dinheiro com as “gigantes” da indústria precisa estar de olho nesse tema. 

É por isso que a substituição feita por Enzo Pacheco em sua carteira recomendada busca manter o vetor de computação em nuvem, antes representado pela Microsoft. Segundo o analista, os negócios desse setor serão um dos primeiros a se beneficiarem com a maior adoção da IA no mundo. 

Mas o que diferencia o papel dessa companhia – e a fez entrar no portfólio do analista – é seu preço atual. 

“Diferentemente de suas concorrentes, os investidores estão levemente descontentes com a atuação dessa big tech nesse sentido – o que, inclusive, levou à troca de comando em um setor importante da companhia recentemente”, explica. 

Em outras palavras, o papel dessa gigante de tecnologia ficou barato e em um bom ponto de entrada para o investidor. 

Essa troca de comando deve trazer bons resultados para a empresa, segundo Pacheco, o que pode gerar valorização dos papéis nos próximos meses. 

Além disso, ela tem melhorado os números de suas operações nos Estados Unidos e mundo afora, o que tem aumentado significativamente sua lucratividade nos últimos trimestres.

Potencial de ter a maior receita do mundo

Sendo hoje uma das maiores companhias do mundo, a empresa recomendada pelo analista atua nos mais diversos segmentos – inclusive o de comércio eletrônico. 

E as perspectivas nesse âmbito são ótimas: “em um cenário de possível desaceleração da economia global por conta dos juros mais altos, entendo que a empresa possa se beneficiar com os consumidores recorrendo aos produtos vendidos por ela”.

E mais: na visão do analista, essa companhia tende a se tornar a de maior receita no mundo dentro dos próximos anos. 

O que, é claro, pode se converter em valorização dos papéis e maior distribuição de lucros a seus acionistas. 

10 ações internacionais para você buscar lucros em dólar (não tem MSFT34)

Esse é, mais do que nunca, o momento de você buscar a diversificação da sua carteira. A Bolsa de Valores brasileira passa por um momento difícil, com o Ibovespa acumulando uma queda de quase 9% em 2024.

E a tendência de que a taxa básica de juros (Selic) se estabilize em 10,50% até o final do ano, segundo boa parte do mercado, não ajuda nas expectativas. 

Por isso, uma ótima forma de você diversificar seus investimentos é alocando uma parte do seu patrimônio em ativos do mercado internacional que são “imunes” à instabilidade brasileira. 

Segundo o analista especializado em mercado internacional da Empiricus Research, Enzo Pacheco, existem 10 BDRs que são grandes oportunidades de investimento agora.

São gigantes que atuam em diversos segmentos, como tecnologia, energia, alimentação e varejo, e que têm o potencial de gerar lucros dolarizados na sua conta com consistência e regularidade. 

Você pode conhecer agora mesmo essas 10 oportunidades de investimento no mercado internacional (e sem pagar nada).

Basta você clicar aqui ou no botão abaixo e, em poucos minutos, o relatório gratuito estará disponível no seu computador ou celular. 

Depois disso, é só ler com atenção as recomendações feitas pelo analista e decidir a melhor alocação entre os BDRs indicados para a sua carteira de investimentos.

Aproveite essa oportunidade de buscar lucros em dólar com algumas das maiores empresas do mundo:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Mais dividendos vêm aí? IPO da Moove pode ‘turbinar’ pagamentos aos acionistas de Cosan (CSAN3), diz analista

13 de julho de 2024 - 14:00

Dividendos da Cosan podem aumentar com IPO da Moove, mas ação já despencou 25% em 2024 – veja se vale a pena investir na ação da holding

conteúdo empiricus

Adeus, Arezzo (ARZZ3): varejista dá espaço para ação que ‘pode surpreender positivamente’ em julho e saltar até 52%

13 de julho de 2024 - 12:00

Casa de análise substituiu a recomendação de compra em Arezzo (ARZZ3) em carteira com as 10 ações mais promissoras do mês por uma ação “esquecida” na bolsa brasileira

Conteúdo Empiricus

Sabendo que “o tombo no day trade é certo”, ele criou um robô capaz de gerar lucros de até R$ 5.754 por mês

13 de julho de 2024 - 10:00

Ferramenta será disponibilizada a investidores ainda este mês

Conteúdo Empiricus

Como fazer um consórcio sem cair em armadilha? Conheça as 6 melhores maneiras de adquirir imóveis sem financiamento

13 de julho de 2024 - 8:00

Curso ‘Patrimônio Alavancado com Consórcio’ será liberado no dia 24 de julho e conta com técnicas exclusivas de especialista que já comprou mais de 20 imóveis

Conteúdo Empiricus

Patrimônio atrelado ao dólar: Segundo analista, o mundo inteiro está investindo na bolsa americana, e você pode fazer o mesmo; entenda

12 de julho de 2024 - 16:00

Expectativa é de queda de juros para o futuro próximo nos EUA, o que pode potencializar os ganhos em renda variável

Conteúdo Empiricus

Agora vai, Ibovespa? Queda da inflação nos EUA é sinal de que ‘alta da bolsa nesta semana pode ser só um aperitivo’

12 de julho de 2024 - 14:00

Índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos recuou 0,1% em junho; mercado espera primeiro corte de juros em setembro

Conteúdo Empiricus

Bezerra vai virar vaca leiteira? Dividendos de R$ 1,60 por ação são ‘fichinha’ perto do que esta empresa pode pagar ao longo do tempo, avaliam analistas

12 de julho de 2024 - 11:48

Melhoria operacional e bom momento para as incorporadoras de baixa renda podem fazer yields da Direcional “crescerem ao longo do tempo”, dizem analistas

Conteúdo Empiricus

Brasileiro desenvolve código-fonte capaz de gerar lucros médios de R$ 274 por dia

12 de julho de 2024 - 11:24

Tecnologia utiliza da análise técnica para buscar oportunidades na bolsa de valores

Conteúdo Empiricus

Eletrobras (ELET6) vai recomprar ações; veja se vale a pena investir agora

11 de julho de 2024 - 16:00

No ano, os papéis preferenciais e ordinários da Eletrobras caem 4% e 8% respectivamente; será que o programa de recompra pode ser bom para o investidor?

conteúdo empiricus

Se cuidem, Shein e Temu: varejista lança estratégia para ‘bater de frente’ com chinesas e entra para top 10 melhores ações de julho

11 de julho de 2024 - 14:34

Varejista norte-americana se prepara para “competir” com as chinesas e Empiricus avalia que a ação pode ter a maior receita anual do mundo nos próximos anos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar