🔴 RENDA MÉDIA DE ATÉ R$238,02 POR DIA COM APENAS 4 CLIQUES – SAIBA COMO

Isabelle Santos
Isabelle Santos
Comunicóloga formada pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). É redatora do Money Times, Seu Dinheiro e Empiricus.
Conteúdo Empiricus

Selic vai a 10,75%, mas Ibovespa continua caindo; analista explica o movimento e diz que ainda há oportunidades de lucro com ‘Kit Brasil’

Segundo Matheus Spiess, fatores internos e externos continuam pressionando o Ibovespa, apesar de uma Selic menor

Isabelle Santos
Isabelle Santos
24 de março de 2024
8:00 - atualizado às 14:15
bolsa brasileira ações ibovespa investimentos weg wege3 eletrobras elet6 itau itub4
Imagem: Shutterstock

Na última quarta-feira (20) aconteceu a segunda reunião do Copom em 2024. E o colegiado decidiu por mais uma redução de 0,50 p.p. na taxa básica de juros. 

A decisão de levar a Selic a 10,75% ao ano não foi uma grande surpresa para os mercados. O curioso mesmo foi que, durante a quinta-feira (21), o Ibovespa operava em queda e fechou o pregão negativo em 0.75%.

Aliás, desde que o Banco Central deu início ao ciclo de corte de juros, esperava-se uma reação mais positiva dos ativos de risco brasileiros. Entretanto, mesmo após seis cortes consecutivos na taxa Selic, o Ibovespa cai 4% no ano.

Nesse cenário, a pergunta que fica é: 

O que está segurando o Ibovespa?

Na edição especial do Giro do Mercado desta quinta-feira (21), o analista da Empiricus Research, Matheus Spiess apontou que alguns fatores contribuem para o desempenho aquém das expectativas nos ativos de risco em 2024:  

1. Ruídos do governo

Entre os fatores internos citados pelo analista está a postura do governo. A interferência na distribuição dos dividendos da Petrobras (PETR4), a expansão dos gastos, bem como as falas do presidente têm causado muitos ruídos que acabam aumentando a percepção de risco em relação à Bolsa. 

2. Resgates de fundos de investimento

Matheus explica que, com a Selic batendo nos 13,75% ao ano, como aconteceu neste último ciclo de alta dos juros, houve uma “sangria" nos fundos de investimento. 

Com isso, os investidores institucionais precisaram se desfazer de suas posições na bolsa para honrar os resgates de seus investidores. 

O analista aponta que com a queda da Selic esses resgates diminuíram, mas ainda não acabaram pois os juros continuam altos, mesmo que o novo patamar seja de 10,75% ao ano. 

Na prática, isso significa que os fundos de investimento ainda estão vendendo mais do que comprando ações, o que contribui para a queda do Ibovespa.

3. Saída dos investidores estrangeiros

Spiess também destacou fatores externos que têm contribuído para o desempenho fraco da bolsa brasileira, como por exemplo a saída do capital estrangeiro

Assim como no Brasil, nos últimos dois anos outros países elevaram os juros. Nos Estados Unidos a taxa vem sendo mantida entre 5,25% e 5,50% desde julho de 2023. 

Diante disso, os yields dos Treasuries de 10 anos (títulos do tesouro americano) estão oferecendo prêmios de 4,3% ao ano

Essa dinâmica acaba fazendo com que os investidores estrangeiros deixem o Brasil, Afinal, se eles podem ter retorno de quase 5% ao ano, no ativo mais seguro do mundo e em dólar, por que se arriscar em um mercado emergente como o do Brasil?

4. O boom da IA e ações de growth

Um dos fatores que costuma atrair investidores internacionais para os mercados emergentes são ações de growth (crescimento). Ou seja, ativos que podem entregar valorizações exponenciais no curto espaço de tempo. 

Contudo, com o boom das empresas de tecnologia e especialmente de inteligência artificial, o analista aponta que, neste momento, as melhores oportunidades estão nos EUA. 

Spiess explica que nesse cenário, o custo de oportunidade acaba sendo mais um motivo para o investidor estrangeiro deixar a bolsa brasileira.

A junção de todos esses fatores é o que pode estar atrapalhando a bolsa de engatar em um primeiro momento, aponta o analista acredita. Contudo, ele continua defendendo a tese de que vale a pena apostar no ‘Kit Brasil’ para os próximos 12 meses

‘Kit Brasil’: 10 ações para buscar lucro na bolsa brasileira

Em algumas ocasiões, os analistas da Empiricus Research reforçaram que, além dos fatores externos, o padrão de queda do Ibovespa nos meses seguintes ao início do ciclo de cortes é um comportamento que já aconteceu em outros períodos. 

Veja só a imagem abaixo, ela mostra o desempenho do Ibovespa em 10 ciclos de queda da Selic entre 1999 e 2020. 

Em todos os ciclos, é possível observar o comportamento da bolsa em um período de 12 meses antes dos cortes e até 24 meses após o início do afrouxamento da economia. 

Fonte: Market Makers

Perceba que, na coluna do mês seguinte ao início do ciclo de cortes na Selic, o Ibovespa teve desempenho médio negativo em 2%. Contudo, avaliando a faixa dos 12 meses o retorno médio do Ibovespa é de 21%

Por esse motivo, Matheus Spiess reforça que a expectativa para os próximos 12 meses ainda é positiva. Além do histórico da Bolsa, o analista enxerga outros pontos positivos como gatilho: balança comercial favorável, crescimento do PIB e o mercado de trabalho ativo. 

Ele reforça que não será um passeio no parque. Ou seja, haverá altos e baixos ao longo do caminho e a carteira do investidor precisa estar preparada para atravessar esses períodos. 

Assim, o analista considera que o investidor terá a chance de buscar lucro investindo no que ele chamou de “Kit Brasil”. São ações de qualidade, de diferentes setores, inclusive aquelas beneficiadas pelo ciclo de juros.

Nesse sentido, a Empiricus Research, selecionou as 10 melhores ações para investir e buscar valorização agora. 

O melhor de tudo é que você pode ter acesso a carteira completa de graça. A Empiricus, empresa do Grupo BTG, está oferecendo como cortesia o relatório completo com as 10 ações para comprar agora. 

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Objetivo: R$ 238 por dia, em média, com apenas alguns minutos; conheça o Gradiente Linear, estratégia revolucionária de day trade

28 de maio de 2024 - 12:00

Agora você pode lucrar uma média de até R$ 238 por dia na Bolsa com apenas quatro cliques; novo ‘robô’ de investimentos automatiza todo o processo

Conteúdo Empiricus

Lucros de até 39.900% com criptomoedas: só 0,08% dos investidores brasileiros estão aptos a buscar esse retorno – veja como ser um deles

28 de maio de 2024 - 8:00

Head de criptoativos explica que o maior potencial lucrativo não está no Bitcoin e quer aumentar a estatística de brasileiros que investem nos ativos mais promissores

Conteúdo Empiricus

Multiplicação por 400 vezes? Conheça as criptomoedas menores que podem valorizar até 39.900% depois da aprovação dos ETFs de Ethereum

27 de maio de 2024 - 12:13

Mercado de criptomoedas vive ‘maré perfeita’ e as maiores beneficiadas são as moedas menores, que podem entregar multiplicações fora da curva; entenda

Conteúdo Empiricus

É hoje: trader ‘abre o jogo’ sobre as técnicas que usa para buscar lucros médios de R$ 2 mil por dia na bolsa

27 de maio de 2024 - 8:00

André Machado possui mais de vinte anos de experiência no mercado financeiro e uma metodologia consolidada

Conteúdo Empiricus

Hora de fugir de Americanas (AMER3)? Mesmo com proposta para deixar de ser ‘penny stock’, analista não recomenda compra; entenda os principais motivos

26 de maio de 2024 - 12:00

Americanas anuncia grupamento de ações e aumento de capital de até R$ 40,7 bilhões, mas indicadores desfavoráveis fazem ativo ser ‘furada’; conheça melhores varejistas para investir

conteúdo empiricus

Debêntures incentivadas superam ações e podem chegar a R$ 100 bilhões este ano; veja 4 títulos para buscar até IPCA +7,1%

26 de maio de 2024 - 10:00

De janeiro a abril, as emissões de debêntures já somaram R$ 32,5 bilhões, número recorde para o período – veja onde estão as melhores oportunidades para investir

Conteúdo Empiricus

Conheça ‘segredo’ de Trump, Neymar e Justin Bieber para lucrar mais de 98% em 2024

26 de maio de 2024 - 8:00

A carteira de investimentos dos astros é composta por ativos acessíveis ao brasileiros e que podem se multiplicar por até 400x

Conteúdo Empiricus

Enquanto o Maxi Renda (MXRF11) anuncia emissão de cotas, outro FII pode pagar IPCA+7,7%; entenda

25 de maio de 2024 - 12:00

Dividendos do MXRF11 vem diminuindo ao longos dos meses, mas existem outras opções mais rentáveis no mercado de FIIs

conteúdo empiricus

Média de R$ 5 mil por mês: um dos maiores sistemas de trading quantitativo do Brasil pode gerar essa quantia com 4 cliques; entenda

25 de maio de 2024 - 10:00

Conheça o Gradiente Linear, sistema de trading quantitativo automatizado que foi desenvolvido por Valério Krug, trader com 18 anos de experiência neste mercado

Conteúdo Empiricus

De US$ 3 mil a US$ 46 milhões: PEPE atinge máxima histórica e trader lucra mais de 15.000 vezes; veja as criptomoedas para buscar lucros exponenciais

25 de maio de 2024 - 8:00

Não aproveitou o rali de Pepe Coin? Fique tranquilo: há outras moedas de elevado potencial de retorno que têm fundamento e que não são “meme”; veja quais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar