🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

João Escovar
Jornalista especializado em Finanças
Conteúdo Empiricus

Pix agendado de US$ 1 milhão ou R$ 6 milhões: o que você gostaria de receber daqui a 10 anos?

Decisão hoje parece simples, mas diferenças entre as moedas tendem a se acentuar em uma década; entenda

João Escovar
14 de junho de 2024
12:00 - atualizado às 14:30
Pix dólar real
Imagem: Montagem/Canva

Caro leitor, imagine que você possa escolher agora, com a cotação do dólar a R$ 5,40, qual maleta (ou Pix) gostaria de receber daqui a 5 anos:

  • Uma com US$ 1 milhão, hoje equivalente a 5,4 milhões de reais;
  • Ou uma com 6 milhões de reais?

Naturalmente, se a maleta fosse recebida hoje, faria sentido optar pelos 6 milhões de reais. Mas daqui a 10 anos, o que você acha que é mais provável:

  1. Que o dólar se valorize perante o real e ultrapasse a cotação de 6 para 1?
  2. Que a moeda brasileira ganhe força ou ao menos mantenha a proporção atual?

E tirando as questões cambiais, quanto você acha que R$ 1 em 2034 terá de poder de compra em relação a hoje? Será que o dólar vai ser mais ou menos afetado pela inflação do que o real?

Se você ainda não tem a resposta escancarada, alguns números podem te ajudar a escolher…

Em 10 anos, dólar valorizou 130% em relação ao real

No início de 2014, o dólar era cotado a R$ 2,34. Hoje, cada “verdinha” pode ser trocada por R$ 5,40.

Isso quer dizer que, no período, a moeda americana se valorizou 130% em relação à brasileira.

Caso alguém tivesse, em 2014, sido perguntado se preferiria receber, após 10 anos, uma maleta com 1 milhão de dólares ou 3 milhões de reais, quem tivesse escolhido os dólares hoje teria o equivalente a R$ 5,4 milhões.

Já quem tivesse optado pelos R$ 3 milhões reais, hoje teria cerca de 555 mil dólares.

Ou seja, embora na época essa não fosse a melhor decisão, a disparidade que uma década gera entre a moeda mais forte do planeta e uma divisa exótica e instável, como a brasileira, chega a ser cruel.

E isso não vale apenas para o câmbio, mas também para a inflação…

Desde 2014, dólar foi bem menos corroído pela inflação do que o real

Olhando sob a perspectiva do poder de compra, a opção pelo dólar também é historicamente mais inteligente.

Nos últimos 10 anos, o IPC (índice oficial de inflação dos Estados Unidos) acumulado foi de 31,6%. No mesmo período, o IPCA acumulado ficou em 77,5%, ou seja, quase 2,5 vezes maior.

Isso quer dizer que US$ 1 milhão hoje compra o mesmo que US$ 760 mil em 2014, ou seja, houve uma perda do poder de compra de 24%.

Já R$ 3 milhões hoje compram em 2024 o mesmo que R$ 1,7 milhão em 2024 - uma perda de poder de compra de 44%.

VÍDEO: ‘ESCOLHA SUA MALETA’ AGORA

Entenda por que é ‘inconcebível’ não investir no exterior

A simples dinâmica da inflação e do câmbio já mostra que quem preferiu dólares a reais em 2014 hoje está em uma melhor situação financeira.

Além de o dólar ser a principal moeda de transações globais, é nele que está lastreada boa parte das reservas internacionais dos países.

Os Estados Unidos, por outro lado, são a principal potência econômica do mundo - e a credibilidade de sua moeda fiduciária é muito maior do que a da brasileira.

Já em relação à inflação, as metas americanas são bem mais restritas que as nossas (cerca de 2% ao ano), o que, no longo prazo, faz o dinheiro ser menos corroído. No Brasil, temos ainda um grave histórico fiscal e de equilíbrio de contas, o que tende a gerar inflação e fazer o real perder valor.

Só que, para além dessa dinâmica Brasil x EUA, o dólar permite que o investidor acesse mercados muito mais dinâmicos e complexos.

Quem guiou os ganhos com tecnologia e ciência nos últimos anos foram majoritariamente as ações americanas - e a tendência deve ser repetir com a onda de inteligência artificial e semicondutores.

É por isso que, na visão do analista Enzo Pacheco, especializado em ativos internacionais, “é inconcebível que um investidor não tenha parte do patrimônio no exterior”.

Naturalmente, a fatia ideal depende dos objetivos de vida de cada um e de quão “dolarizado” é seu custo de vida. Mas ficar refém do real, da insegurança jurídica brasileira e da limitação do nosso mercado de capitais não é a melhor opção.

PLANO INVESTIDOR GLOBAL: VEJA COMO ABRIR SUA CARTEIRA PARA O MUNDO

Entenda por que o Brasil é um dos piores lugares do mundo para se investir

Quem compartilha da mesma opinião de Pacheco, mas com um tom bem mais crítico, é o empresário Caio Mesquita, CEO da Empiricus, a maior casa de análise de investimentos independente do país.

A perda massiva de valor do real e a insignificância do nosso mercado de capitais, sem contar os imbróglios políticos e jurídicos, colocam o Brasil, na visão de Mesquita, na lista dos piores lugares do mundo para se investir.

Claro que é até natural que os brasileiros comecem a investir no Brasil, tanto pela proximidade como pela exposição de seu custo de vida ao real. Mas, na visão do empresário, é preciso diversificar globalmente o mais rápido possível.

“Se o seu patrimônio está praticamente todo aqui no país, eu diria, sem exagero, que você pode estar colocando o futuro financeiro da sua família em risco”, afirma de maneira categórica.

Mesquita é um dos idealizadores do plano Investidor Global, um projeto amplo da Empiricus para auxiliar o investidor a diversificar e sofisticar sua carteira globalmente.

O plano ajuda tanto investidores que possuem 0% de patrimônio no exterior e querem “molhar o pé”, mas também aqueles que ainda estão limitados apenas aos BDRs ou às ações americanas.

Trata-se de não só buscar ganhos em dólar, mas de constituir patrimônio lastreado na principal economia do planeta.

ASSISTA AGORA À APRESENTAÇÃO DO PLANO INVESTIDOR GLOBAL

Documentário gratuito apresenta plano para investir no exterior

Para tornar clara a estratégia do plano Investidor Global, a Empiricus elaborou um documentário gratuito a respeito do projeto.

Apresentado por Mesquita, o conteúdo aborda temáticas como:

  • A fragilidade do investimento no Brasil;
  • Alternativas para diversificar sua carteira globalmente;
  • Introdução à estratégia capitaneada pelo empresário e sua equipe de analistas.

Para receber acesso ao documentário de maneira gratuita, basta fazer o cadastro na lista de interessados, clicando no botão abaixo:

QUERO ASSISTIR AO DOCUMENTÁRIO

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Sabesp (SBSP3): ‘privatização pode destravar muito valor’, mas grupo de analistas não recomenda investir na ação – entenda por quê

21 de julho de 2024 - 14:00

Privatização da Sabesp chama atenção do mercado e movimenta R$ 14,8 bilhões, mas ação SBSP3 ficou de fora de carteira de top 10 papéis da bolsa

Conteúdo Empiricus

‘Você pode estar sentado em uma fábrica de dinheiro’: como é possível transformar o valor do seu imóvel em dinheiro líquido na conta (sem vendê-lo)

21 de julho de 2024 - 12:00

‘Patrimônio Alavancado com Consórcio’ é uma parceria entre o empresário Decio Oliveira Jr. e o Grupo Empiricus para quem busca até sextuplicar o patrimônio investido

Conteúdo Empiricus

130% do CDI: Novo CDB do Mercado Pago vale mesmo a pena? Veja o quanto você pode ganhar com o título

21 de julho de 2024 - 10:00

Analista da Empiricus indica produtos de renda fixa mais favoráveis para ganhos no longo prazo

Conteúdo Empiricus

‘O Bitcoin foi feito para esse cenário’: economista diz que Satoshi foi um ‘profeta’ e abre lista de criptomoedas que pode entregar até R$ 1 milhão

21 de julho de 2024 - 8:00

Tensão geopolítica, inflação e emergência da IA são alguns fatores que fazem o cenário atual perfeito para criptos decolarem, segundo Valter Rebelo

Conteúdo Empiricus

Apple ou Nvidia? Veja quem baterá US$ 4 trilhões em valor de mercado primeiro, segundo este analista

20 de julho de 2024 - 14:00

Apple, Microsoft e Nvidia ocupam o pódio das três empresas mais valiosas do mundo

Conteúdo Empiricus

‘Not like us’? Rapper famoso perde US$ 300 mil em aposta com Bitcoin e empresa revela criptos que podem transformar R$ 1 mil em até R$ 1 milhão

20 de julho de 2024 - 12:00

Enquanto Drake vira ‘chacota’ pra seleção argentina, você pode ser um dos mil novos milionários que empresa pretende formar em até 14 meses

Conteúdo Empiricus

Inteligência artificial acerta 72,6% das operações e é disponibilizada para investidores

20 de julho de 2024 - 10:00

Conheça o robô trader que busca lucro médio a partir de R$ 575 por mês com apenas um clique

Conteúdo Empiricus

Bolha ou não, IA pode ‘carregar’ S&P 500 aos 7.000 pontos em 2025, segundo consultoria; conheça as melhores ações americanas para comprar enquanto isso

20 de julho de 2024 - 8:00

Analista da Empiricus indica papéis americanos com potencial de valorização para além da Inteligência Artificial

Conteúdo Empiricus

A ‘mamata’ da renda fixa isenta de IR não acabou: títulos premium cresceram 5x em captações e podem pagar até IPCA +7,4%

19 de julho de 2024 - 18:00

Em meio à escassez de LCAs e LCIs, outro tipo de renda fixa isenta de IR cresceu 407% em captações no 1º semestre – analista revela os 4 melhores títulos dessa classe

Conteúdo Empiricus

Aluguel sobe 3x mais que a inflação em 2024; como sair dessa ‘cilada’ e pagar até 66% menos num imóvel (sem financiar)?

19 de julho de 2024 - 16:00

Empresário revela estratégia para quem busca fugir do aluguel e comprar imóvel parcelado pagando até 3x menos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar