🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Bruna Martins
Bruna Martins
Jornalista formada pela Universidade de São Paulo (ECA-USP) e redatora dos portais Seu Dinheiro, Money Times e Empiricus. Já foi repórter do Metro Jornal SP e colaborou para Casa Vogue, além de ter experiência em comunicação corporativa e assessoria de imprensa.
Conteúdo Empiricus

Ouvi um amém? Mudança do cálculo do FGTS beneficia essa construtora de baixa renda; veja recomendação

Para analista, decisão pode destravar os papéis dessa que é ‘a melhor construtora do segmento de baixa renda’

Bruna Martins
Bruna Martins
16 de junho de 2024
16:00 - atualizado às 16:13
construtora ação construção civil fgts
Imagem: Canva Pro

A última quarta-feira, dia 12 de junho, ficou marcada não só pelo Dia dos Namorados comemorado aqui no Brasil – mas também por diversas decisões do âmbito político e econômico. E uma delas foi relativa ao FGTS, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. 

O STF (Supremo Tribunal Federal) finalmente bateu o martelo e alterou a base de cálculo do FGTS. Com a decisão, o rendimento das contas deve assegurar, no mínimo, a inflação medida pelo IPCA. 

Essa remuneração é feita pela sistemática que envolve: TR (taxa referencial) + 3% ao ano + distribuição de lucros do fundo.

A partir de agora, se essa soma for menor do que a inflação do período, será reposto o IPCA.

Na prática, a novidade significa um aumento potencial na atual remuneração das contas de cada trabalhador vinculadas ao fundo. 

Esse tema vinha sendo analisado pelo STF desde abril de 2023. Por um lado, os próprios trabalhadores aguardavam ansiosos pelo seu desfecho. 

Por outro, as empresas do setor de construção e incorporação também nutriam expectativas – e até mesmo um certo temor – acerca da resolução a ser tomada pelos ministros.

Quem explica é a analista de ações Larissa Quaresma, que atua pela Empiricus Research, empresa do grupo BTG Pactual.

Por que o setor de construção civil disse ‘amém’ à decisão do FGTS?

O novo sistema de correção dos valores de correção do FGTS não era a única proposta que corria sobre o tema.

Em novembro de 2023, o ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso, apresentou a ideia de que a remuneração do FGTS deveria corresponder ao rendimento das contas de poupança.

Cálculos do governo federal apresentados ao STF um mês antes, em outubro, apontavam que essa equiparação à poupança elevaria a despesa do orçamento da União em cerca de R$ 8,6 bilhões para um período de quatro anos.

O governo também disse que haveria aumento de até 2,75% na taxa de juros do financiamento habitacional para a faixa de renda familiar de até R$ 2 mil.

A analista de ações Larissa Quaresma explica que, caso essa decisão fosse tomada, construtoras que atendem às classes mais baixas, especialmente aquelas contempladas pelo programa Minha Casa, Minha Vida, poderiam ter seus resultados profundamente afetados.

“Isso elevaria o custo de capital para o financiamento das faixas mais baixas do MCMV, encarecendo os empréstimos imobiliários e comprometendo as vendas do segmento”, diz Quaresma. 

“A decisão de atrelar a remuneração ao IPCA elimina um dos ‘overhangs’ sobre o setor de construção civil”, ressalta a analista. 

Em outras palavras, isso significa que as empresas do setor – e os próprios investidores – podem finalmente respirar aliviadas, uma vez que deixa de existir o risco sobre uma definição que pudesse afetar negativamente os papéis.

Por isso, a decisão faz sobrar mais espaço para os fundamentos das empresas fazerem preço no mercado – o que pode ajudar a destravar alta das ações desse setor na bolsa de valores.

Conheça uma construtora listada na bolsa que é beneficiada pela decisão

Dentre todas as empresas de construção civil listadas na bolsa brasileira, existe uma que é amplamente beneficiada pela decisão que foi tomada pelo STF, dentre as propostas disponíveis, a respeito do cálculo de FGTS. 

“O segmento de baixa renda é um nicho de atuação importante para essa construtora, e o fato de ter vindo um custo de capital menor que o temido favorece os resultados da companhia”, explica. 

E, por esse e outros motivos, é a melhor ação de construtora para se investir agora, na visão da analista Larissa Quaresma. 

Quaresma se refere à uma companhia que adota um modelo industrial de construção, com moldes preenchidos de concreto, sem desperdício e com baixo custo. “Isso a torna uma das construtoras mais eficientes e com as margens mais altas do setor”, destaca a analista. 

Na visão de Quaresma, trata-se da construtora “campeã” em dois quesitos:

  • A melhor executora do setor de incorporação;
  • E o melhor player do segmento de baixa renda. 

Além disso, existe outro ponto muito importante, que faz a analista recomendar a compra dessa ação: seu preço

“Ela negocia a um múltiplo P/L (preço sobre lucro) de 7,6x para 2024, algo bem atrativo em minha visão, em um ciclo de crescimento de lucro sustentável para os próximos trimestres”, justifica. 

Com um desconto relevante no preço de suas ações, em relação ao seu múltiplo histórico, essa construtora está em ótimo ponto de entrada na bolsa, na visão da analista. 

Não é à toa que Larissa Quaresma incluiu o papel em uma lista seleta: as 10 melhores ações da bolsa brasileira para comprar agora.

Essa é uma carteira totalmente gratuita e que pode ser acessada a qualquer momento pelo investidor brasileiro disposto a capturar os maiores lucros da bolsa. É só você clicar no botão abaixo para receber as recomendações no seu computador ou celular:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Mais dividendos vêm aí? IPO da Moove pode ‘turbinar’ pagamentos aos acionistas de Cosan (CSAN3), diz analista

13 de julho de 2024 - 14:00

Dividendos da Cosan podem aumentar com IPO da Moove, mas ação já despencou 25% em 2024 – veja se vale a pena investir na ação da holding

conteúdo empiricus

Adeus, Arezzo (ARZZ3): varejista dá espaço para ação que ‘pode surpreender positivamente’ em julho e saltar até 52%

13 de julho de 2024 - 12:00

Casa de análise substituiu a recomendação de compra em Arezzo (ARZZ3) em carteira com as 10 ações mais promissoras do mês por uma ação “esquecida” na bolsa brasileira

Conteúdo Empiricus

Sabendo que “o tombo no day trade é certo”, ele criou um robô capaz de gerar lucros de até R$ 5.754 por mês

13 de julho de 2024 - 10:00

Ferramenta será disponibilizada a investidores ainda este mês

Conteúdo Empiricus

Como fazer um consórcio sem cair em armadilha? Conheça as 6 melhores maneiras de adquirir imóveis sem financiamento

13 de julho de 2024 - 8:00

Curso ‘Patrimônio Alavancado com Consórcio’ será liberado no dia 24 de julho e conta com técnicas exclusivas de especialista que já comprou mais de 20 imóveis

Conteúdo Empiricus

Patrimônio atrelado ao dólar: Segundo analista, o mundo inteiro está investindo na bolsa americana, e você pode fazer o mesmo; entenda

12 de julho de 2024 - 16:00

Expectativa é de queda de juros para o futuro próximo nos EUA, o que pode potencializar os ganhos em renda variável

Conteúdo Empiricus

Agora vai, Ibovespa? Queda da inflação nos EUA é sinal de que ‘alta da bolsa nesta semana pode ser só um aperitivo’

12 de julho de 2024 - 14:00

Índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos recuou 0,1% em junho; mercado espera primeiro corte de juros em setembro

Conteúdo Empiricus

Bezerra vai virar vaca leiteira? Dividendos de R$ 1,60 por ação são ‘fichinha’ perto do que esta empresa pode pagar ao longo do tempo, avaliam analistas

12 de julho de 2024 - 11:48

Melhoria operacional e bom momento para as incorporadoras de baixa renda podem fazer yields da Direcional “crescerem ao longo do tempo”, dizem analistas

Conteúdo Empiricus

Brasileiro desenvolve código-fonte capaz de gerar lucros médios de R$ 274 por dia

12 de julho de 2024 - 11:24

Tecnologia utiliza da análise técnica para buscar oportunidades na bolsa de valores

Conteúdo Empiricus

Eletrobras (ELET6) vai recomprar ações; veja se vale a pena investir agora

11 de julho de 2024 - 16:00

No ano, os papéis preferenciais e ordinários da Eletrobras caem 4% e 8% respectivamente; será que o programa de recompra pode ser bom para o investidor?

conteúdo empiricus

Se cuidem, Shein e Temu: varejista lança estratégia para ‘bater de frente’ com chinesas e entra para top 10 melhores ações de julho

11 de julho de 2024 - 14:34

Varejista norte-americana se prepara para “competir” com as chinesas e Empiricus avalia que a ação pode ter a maior receita anual do mundo nos próximos anos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar