🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
ESCOLHA A FRANÇA

Em busca de capital estrangeiro, Macron atrai gigantes como Amazon para impulsionar investimentos na França

O presidente francês garantiu investimentos da Amazon, Pfizer e Astrazeneca, enquanto Morgan Stanley prometeu adicionar empregos no país

Emmanuel Macron, presidente da França
Imagem: Shutterstock

Emmanuel Macron acaba de conquistar uma série de investimentos estrangeiros para a França, incluindo um acordo bilionário com a gigante do varejo digital Amazon.

Prestes a dar início ao evento anual “Escolha a França”, que busca conquistar negócios internacionais, a segunda maior economia da Zona do Euro garantiu neste domingo (12) novos empregos e investimentos com a Amazon, Pfizer, Astrazeneca e Morgan Stanley.

A cúpula de investimento estrangeiro terá início na próxima segunda-feira (13). A edição de 2023 arrecadou 13 bilhões de euros em capital gringo, equivalente a R$ 72,06 bilhões nas cotações atuais.

O presidente francês disse hoje que a Amazon anunciaria um investimento extra de 1,2 bilhão de euros (R$ 6,65 bilhões) na França, o que poderia gerar 3 mil novos empregos no país.

Enquanto isso, as empresas de saúde Pfizer e AstraZeneca se comprometeram a investir em torno de 1 bilhão de euros (R$ 5,54 bilhões), no total. 

O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, acrescentou que o banco de investimentos norte-americano Morgan Stanley pretende contratar mais 100 funcionários em Paris. A meta da instituição é elevar o quadro de funcionários na capital francesa para 500 pessoas até 2025.

Além disso, o consórcio europeu FertigHy pretende investir 1,3 bilhão de euros (R$ 7,21 bilhões) para desenvolver uma fábrica de fertilizantes na região de Somme, no norte de França, segundo afirmou o ministro da Indústria, Roland Lescure, ao jornal francês La Tribune Dimanche.

As metas de Macron para a França

O presidente francês quer desenvolver o papel de Paris como uma das principais capitais empresariais europeias. 

Isso porque a capital da França tem ficado atrás de Nova York e Londres como centros financeiros globais.

A economia da França ainda enfrenta pressão devido ao seu déficit orçamental, enquanto o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre foi de apenas 0,2%.

O ministro das Finanças, Bruno Le Maire, afirmou que a França e a União Europeia devem aumentar ainda mais as defesas contra a crescente concorrência da China e dos EUA.

Numa reunião da UE nesta semana, Le Maire garantiu que reforçaria a necessidade de uma união dos mercados de capitais europeus para facilitar os investimentos em novas áreas da economia, como energias renováveis e inteligência artificial.

"A Europa precisa de dinheiro. Caso contrário, continuará a perder em termos de produtividade para os Estados Unidos e a China", disse o ministro.

Le Maire acrescentou que terá reuniões com os CEOs dos bancos JP Morgan, Goldman Sachs, Morgan Stanley e Bank of America (BofA) na segunda-feira, durante o evento “Choose France”.

“Estas mesas redondas nos darão a oportunidade de nos aproximar mais uma vez dos grandes investidores financeiros, para que eles possam continuar a abrir unidades em Paris e a financiar os grandes projetos industriais e econômicos em que temos trabalhado com o presidente”, concluiu.

*Com informações de Reuters, France 24 e AFP.

Compartilhe

ELEIÇÕES NOS EUA

Não deu para Biden: presidente dos EUA cede à pressão e desiste da reeleição — saiba o que acontece daqui para frente 

21 de julho de 2024 - 15:44

No que depender de Biden, sua vice Kamala Harris deve ser o nome do partido para enfrentar Donald Trump nas urnas em 5 de novembro; Trump se manifesta sobre a desistência

ATUALIZANDO O PORTFÓLIO

Por que Warren Buffett decidiu vender US$ 1,48 bilhão em ações de um bancão norte-americano

20 de julho de 2024 - 17:48

A Berkshire Hathaway vendeu cerca de 33,9 milhões de ações desta instituição financeira em diversas transações nesta semana

MELHORES MOMENTOS GIRO DO MERCADO

Trump mais vivo do que nunca: os impactos no dólar, cripto e juros — e os principais riscos da provável vitória do republicano 

19 de julho de 2024 - 18:14

Donald Trump saiu do atentado do último sábado mais vivo do que nunca. Agora, se já não era antes, o republicano é o nome mais forte na corrida e provavelmente voltará a ocupar a Casa Branca — e os mercados já estão tentando prever os impactos disso.  A percepção de que o ex-presidente saiu ganhando […]

ELEIÇÕES NOS EUA

Pseudoconciliação e promessa de deportação em massa: o que você precisa saber sobre o último discurso de Trump

19 de julho de 2024 - 11:10

Donald Trump discursou no fim da noite de quinta-feira ao aceitar a indicação do Partido Republicano para concorrer à presidência dos EUA em novembro

UNINDO FORÇAS

O “quarteto mortal”: os países que vão tirar o sono dos EUA e da Europa e podem levar a uma nova guerra global

18 de julho de 2024 - 19:58

Especialistas destacam o poder econômico do Ocidente, mas reconhecem que a missão de conter o avanço do grupo de quatro países não é fácil

MAIS POLÊMICA

CEO de empresa ligada à rede social de Trump é alvo de investigação por fraude nos Estados Unidos

18 de julho de 2024 - 14:00

Patrick Orlando é acusado pela SEC americana de mentir sobre os planos de sua “companhia do cheque em branco” de se fundir com a startup por trás da Truth Social

Restrição monetária

Lagarde mantém juros restritivos na Europa e diz o que é preciso para as taxas baixarem

18 de julho de 2024 - 13:07

Banco Central Europeu procura trazer a inflação da zona do euro para a meta de 2%

ELEIÇÕES NOS EUA

Biden revela o que o faria desistir de disputar presidência contra Trump em entrevista divulgada horas após diagnóstico de covid

18 de julho de 2024 - 10:59

Biden recebeu diagnóstico de infecção por covid-19 na quarta-feira e precisou interromper sua campanha à reeleição

MILES GUO

Ex-magnata chinês aliado de Steve Bannon é condenado por fraude bilionária nos EUA

17 de julho de 2024 - 15:00

Miles Guo vivia exilado nos Estados Unidos e é crítico do Partido Comunista chinês

CABO DE GUERRA

A disputa pelo fundo do mar: a próxima fronteira da briga tecnológica entre EUA e China

16 de julho de 2024 - 20:00

Projetados para transportar conexões de dados e telecomunicações entre continentes, os cabos submarinos se tornaram uma nova fonte para conflitos geopolíticos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar