🔴 SÉRIE EMPIRICUS IN$IGTS: +100 RELATÓRIOS CORTESIA – LIBERE GRATUITAMENTE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
ANO NOVO, VIDA NOVA?

Viagens e gastos de turistas durante ano-novo na China superam níveis pré-pandemia, mas algo ainda incomoda os economistas

Deslocamentos internos e gastos em viagens pela China mostram recuperação enquanto governo tenta impulsionar o consumo

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
19 de fevereiro de 2024
11:37 - atualizado às 12:01
china
Imagem: Shutterstock

A atividade interna tem sido apontada por especialistas como uma de suas principais preocupações em relação à economia da China. No que depender dos primeiros dados do ano 4722 do calendário chinês, porém, os economistas vão continuar com uma pulga atrás da orelha.

O número de deslocamentos e os gastos totais com viagens superaram os níveis pré-pandemia durante o feriado prolongado que marcou a chegada do ano do dragão.

Mais de 474 milhões de viagens domésticas foram feitas durante o feriado de ano-novo. Trata-se de um aumento de 34,3% em relação ao ano anterior.

Durante esses deslocamentos, os turistas gastaram 632,7 bilhões de yuans (US$ 87,95 bilhões), um salto de 47,3% na mesma base de comparação.

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Cultura e Turismo da China.

Quando comparadas com o período pré-pandemia, as viagens domésticas cresceram 19% e os gastos dos turistas em seus deslocamentos aumentaram 7,7%.

Governo da China se esforça para impulsionar consumo

Os números vêm à tona em um momento no qual o governo da China se esforça para impulsionar o consumo interno ao mesmo tempo em que o país atravessa um momento de deflação dos preços.

O ano-novo é o feriado mais importante do calendário chinês. Os indicadores econômicos do período são apontados como fundamentais para projetar os dados de consumo.

Os números foram citados como um dos principais motivos para a alta de 1,56% na bolsa de Xangai, que reabriu nesta segunda-feira depois de passar toda a semana passada em recesso.

O que incomoda os economistas

Não está claro, entretanto, se a recuperação é sustentável. Isso porque as receitas do setor de turismo com as viagens ainda não recuperaram os níveis anteriores à pandemia.

Além disso, o feriado de ano-novo lunar encerrado ontem teve duração de oito dias — um a mais do que o de cinco anos atrás.

Um cálculo independente da Reuters sugere que o gasto médio por viajante ainda está 9,5% abaixo do nível pré-pandêmico.

Leia também

Analistas da Nomura recomendam cautela a seus clientes.

De acordo com a casa de análise, os números refletem uma demanda reprimida, já que este foi o primeiro ano-novo desde a pandemia realizado sem nenhuma espécie de restrição na China.

“Ao interpretar as taxas de crescimento ano após ano perceptivelmente elevadas, precisamos ter em conta a base muito baixa do ano passado”, afirmam os analistas da Nomura.

*Com informações da Reuters e da CNBC.

Compartilhe

GUERRA QUENTE

Por essa nem Putin esperava: a previsão que coloca a Rússia à frente da maior economia do mundo

17 de abril de 2024 - 18:41

O Fundo Monetário Internacional (FMI) atualizou as projeções para a economia russa e os números revelam o segredo de Putin para manter o país em expansão

COM OU SEM CHAMPANHE?

O maior bilionário do planeta ficou quase R$ 30 bilhões mais rico hoje. O que fez a fortuna do dono da Dior e da Louis Vuitton disparar?

17 de abril de 2024 - 17:55

O patrimônio do magnata de luxo francês acompanha a valorização das ações da LVMH; conheça os números do conglomerado que animaram o mercado hoje

DECRETO CONTINUA

Milei tem vitória no “STF” da Argentina e mantém decreto em vigor, mas batalha ainda não terminou  

17 de abril de 2024 - 10:31

Mesmo que a Corte resolvesse barrar o DNU, Milei ainda tem uma carta na manga: ele poderá indicar até dois novos juízes para o tribunal

MAGNATA INDONÉSIO

Como este bilionário que você provavelmente não conhece transformou uma fortuna de US$ 5 bilhões em US$ 51 bilhões de em um ano

16 de abril de 2024 - 19:33

O magnata asiático da indústria de energia conseguiu multiplicar a sua fortuna em dez vezes em um ano; entenda o que aconteceu

ELON MUSK TINHA RAZÃO?

Invasão da China: como Biden e Trump querem frear os elétricos chineses liderados pela BYD nos EUA

16 de abril de 2024 - 18:58

Os veículos elétricos ainda não são vendidos no país, mas despertam cada vez mais preocupação de políticos e empresários do segmento, que colocam planos para barrar a maré vermelha à prova

A VIDA VAI MELHORAR (?)

Segura, Javier Milei: Argentina terá inflação de “apenas” 150% em 2024, mas contração econômica será maior, diz FMI

16 de abril de 2024 - 16:47

As projeções para 2025 melhoram, com a expectativa de que a inflação fique em 45% no ano e a atividade econômica cresça 5% em relação a 2024

ÁGUA NO CHOPE DO MERCADO

Juros em alta? Presidente do Fed fala pela primeira vez após dado de inflação e dá sinal claro do que vai acontecer nos EUA — bolsas sentem

16 de abril de 2024 - 15:35

A declaração de Powell voltou a sacudir os mercados: Wall Street devolveu ganhos, com o S&P 500 no vermelho, e os yields (rendimentos) dos títulos do Tesouro norte-americano voltaram a disparar

SEM BANHO-MARIA

Fogo alto: o revide de Israel contra o Irã coloca Netanyahu em uma panela de pressão — mas há uma saída possível

16 de abril de 2024 - 14:34

O mundo se pergunta quando Israel vai revidar à ofensiva iraniana e uma autoridade do país dá uma pista do que pode acontecer daqui para frente

OS ALVOS DO BILIONÁRIO

‘Petróleo branco’, níquel e satélites: conheça interesses de Elon Musk no Brasil

15 de abril de 2024 - 19:06

Entre seus principais alvos está a mineração, que abastece suas indústrias com materiais necessários para produção

O PRATO QUE SE COME FRIO

A resposta de Israel ao Irã ainda não veio: por que você deveria estar preocupado mesmo assim

15 de abril de 2024 - 16:59

Os preços do petróleo ainda rondam patamares elevados e algumas das principais bolsas do mundo operaram em queda nesta segunda-feira (15)

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar