🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
O PRATO QUE SE COME FRIO

A resposta de Israel ao Irã ainda não veio: por que você deveria estar preocupado mesmo assim

Os preços do petróleo ainda rondam patamares elevados e algumas das principais bolsas do mundo operaram em queda nesta segunda-feira (15)

Imagem gerada por inteligência artificial traz um gráfico de bolsas ao fundo, um barril de petróleo pegando fogo ao centro, com as bandeiras de Irã e Israel de cada lado
Imagem: DAll E / ChatGPT

Vingança é um prato que se come frio e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, desligou o fogo da resposta ao Irã — mas a mesa do revide está posta. Embora as maiores potências do mundo tenham conseguido conter uma resposta imediata a Teerã, Tel Aviv não desistiu da revanche. 

“Este lançamento de tantos mísseis, mísseis de cruzeiro e drones em território israelense terá uma resposta”, disse o chefe do Estado-Maior Herzi Halevi, falando da base aérea de Nevatim, no sul de Israel, que sofreu alguns danos no ataque.

A ofensiva do Irã no final de semana foi uma resposta à morte de sete oficiais das forças de elite do Irã em ataque ao complexo da embaixada iraniana em Damasco, em 1 de abril. O Seu Dinheiro contou tudo o que você precisa saber sobre essa rivalidade

  • Como proteger os seus investimentos: dólar e ouro são ativos “clássicos” para quem quer blindar o patrimônio da volatilidade do mercado. Mas, afinal, qual é a melhor forma de investir em cada um deles? Descubra aqui.

Israel x Irã: a mesa está posta

O apetite do Irã, ao que parece, foi saciado com os ataques do final de semana. Mas Teerã alertou nesta segunda-feira (15) que, embora não deseje o aumento das tensões, responderá imediatamente e com mais força

O chefe militar iraniano, major-general Mohammad Bagheri, disse à televisão estatal que uma resposta “muito maior” aguarda Israel “se retaliar contra o Irã”.

Segundo Bagheri, o ataque iraniano a Israel “alcançou todos os objetivos e, em nossa opinião, a operação terminou e não pretendemos continuar”.

Na manhã desta segunda-feira, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Nasser Kanaani, disse que o ataque do Irã a Israel era “necessário e apropriado” e visava alvos militares.

Ele afirmou que a ação militar se tornou necessária após a “falta de ação” do Conselho de Segurança das Nações Unidas e também devido ao “comportamento irresponsável” demonstrado pelos Estados Unidos, Reino Unido e França.

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

Por que você deveria se preocupar com isso

Com a aparente redução das brasas do conflito no Oriente Médio, os preços do petróleo passaram a cair nesta segunda-feira — mas nem por isso o pior passou

O barril do Brent — usado como referência no mercado internacional — ainda ronda os US$ 90, enquanto o WTI — a referência do mercado norte-americano — está na casa dos US$ 85 depois de ter iniciado o ano em US$ 70. 

Os preços se mantêm em patamares elevados por conta dos relatos de que Israel está  preparando um ataque direto ao Irã —- no que seria a maior escalada de tensões na região desde o início da guerra Israel-Hamas em outubro passado.

As bolsas, por sua vez, operam majoritariamente em queda. Em Wall Street, os índices de ações recuam com um movimento contínuo dos investidores para ativos considerados mais seguros, a exemplo do dólar. O Ibovespa também sofre, com a moeda norte-americana testando os R$ 5,20 por aqui. 

Emily Bowersock Hill, CEO da Bowersock Capital Partners, lembrou à CNBC que, historicamente, os choques geopolíticos causam volatilidade no curto prazo. 

“No entanto, no atual ambiente, o risco de um período prolongado de volatilidade é maior, dados os choques inflacionários nos preços do petróleo que podem emanar do aumento das tensões no Médio Oriente.”

*Com informações da CNBC e do The Guardian

Compartilhe

NÃO DEIXOU BARATO

Na mira de Xi Jinping: China impõe sanções à Boeing e mais duas empresas dos EUA por venda de armas a Taiwan

20 de maio de 2024 - 19:22

A medida é a mais recente de uma série de sanções anunciadas pelo Gigante Asiático nos últimos anos contra companhias pelo fornecimento de armamento a Taipé

INTERNACIONAL

Presidente do Irã morre em queda de helicóptero; aiatolá já decidiu quem será o sucessor

20 de maio de 2024 - 7:53

Além de Ebrahim Raisi, seu ministro das Relações Exteriores e mais 7 pessoas morreram no incidente, ocorrido no norte do Irã

LOBBY DE BANCOS

CEO do JP Morgan levou outros presidentes de bancos para pressionar Federal Reserve por normas mais frouxas

19 de maio de 2024 - 16:47

Agora, o Fed e dois outros reguladores querem um novo plano, que reduziria o aumento obrigatório de capital — de quase 20% — para os maiores bancos dos EUA

NO ORIENTE MÉDIO

Membro do gabinete de Guerra de Israel ameaça pedir demissão caso não haja plano para conflito em Gaza

19 de maio de 2024 - 14:55

Benny Gantz reconheceu o impacto prejudicial que a guerra está tendo sobre os civis, mas insistiu que a “decisividade” é necessária

NO ORIENTE MÉDIO

Helicóptero que levava presidente e ministros do Irã faz pouso forçado; equipes tentam acessar o local

19 de maio de 2024 - 13:23

Houve registro de chuva forte e neblina com algum vento, o que poderia ter causado uma instabilidade na aeronave

SÓ UMA PROMESSA?

Vai fechar o banco central, Milei? A nova declaração do presidente da Argentina sobre o futuro do BC do país

17 de maio de 2024 - 18:45

O presidente argentino está na Espanha e deu diversas declarações polêmicas a um público que o aplaudiu calorosamente; veja o que mais ele disse

O CUSTO DA NOVA ORDEM MUNDIAL

Xi Jinping na Rússia: o presidente da China está disposto a pagar o preço pela lealdade de Putin?

16 de maio de 2024 - 18:37

O líder chinês iniciou nesta quinta-feira (16) uma visita de Estado de dois dias à Rússia e muito mais do que uma parceria comercial está em jogo, mas o momento para Pequim é delicado

UM SUSPIRO

Os juros continuarão altos nos EUA? Inflação de abril traz alívio, mas Fed ainda tem que tirar as pedras do caminho

15 de maio de 2024 - 14:54

O índice de preços ao consumidor norte-americano de abril desacelerou para 3,4% em base anual assim como o seu núcleo; analistas dizem o que é preciso agora para convencer o banco central a iniciar o ciclo de afrouxamento monetário por lá

DESINFLAÇÃO ACELERADA

Boas notícias para Milei: Argentina tem inflação de um dígito e Banco Central promove corte de juros maior que o esperado

15 de maio de 2024 - 10:19

Os preços tiveram alta de 8,8% em abril, em linha com o esperado pelo mercado, que estimavam um avanço de preços entre 8% e 9%

UM PRATO QUE SE COME FRIO

A vingança da China: EUA impõem pacote multibilionário de tarifas a carros elétricos chineses e Xi Jinping quer revanche

14 de maio de 2024 - 20:03

O governo chinês disse que o país tomaria medidas resolutas para defender os seus direitos e interesses e instou a administração Biden a “corrigir os seus erros”

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar