🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Balanço

Na renda fixa, aplicações conservadoras tiveram o melhor desempenho no semestre; confira as variações

Títulos emitidos por empresas indexados ao DI mostraram os melhores ganhos do período, segundo índices calculados pela Anbima; entre os títulos públicos, títulos Tesouro Selic foram os campeões

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
3 de julho de 2024
13:03 - atualizado às 11:48
Incertezas no ambiente macroeconômico e aversão ao risco favoreceram a rentabilidade de investimentos conservadores

Os papéis de renda fixa mais conservadores registraram as maiores rentabilidades em junho e no primeiro semestre deste ano, segundo os índices calculados pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

“As incertezas e o ambiente de aversão ao risco que dominaram a maior parte do primeiro semestre favoreceram as aplicações mais conservadoras tanto nos papéis públicos quanto nos corporativos” afirmou Marcelo Cidade, economista da instituição, em texto distribuído hoje pela Anbima.

Entre os títulos corporativos (debêntures), o IDA-DI, índice que acompanha os títulos remunerados pela taxa diária DI, tiveram a maior rentabilidade de junho e do semestre, com alta de 1,07% e 6,95%, respectivamente.

Enquanto isso, entre as debêntures indexadas ao IPCA que contam com incentivo fiscal, refletidas no IDA IPCA infraestrutura, recuaram 0,65% em junho, mas registraram ganho de 2,63% no ano.

Os papéis sem incentivo fiscal, no IDA Ex-Infraestrutura, tiveram performance parecida, com queda de 0,39% no mês e avanço de 2,89% no semestre.

Por fim, o IDA (Índice de Debêntures da Anbima) Geral, que acompanha o mercado de títulos de dívida corporativa como um todo, avançou 0,33% e 5,12% em junho e no semestre, respectivamente.

Títulos públicos

Entre os títulos públicos, os papéis Tesouro Selic, também chamados de  LFTs (Letras Financeiras do Tesouro) registraram a maior rentabilidade do mês. O IMA-S, índice da Anbima que acompanha a variação de uma cesta composta por estes papéis, valorizou-se 0,81% no mês. No semestre, o indicador acumulou 5,32% de alta.

Entre os prefixados, os papéis com vencimento de até um ano avançaram 0,63% em junho, segundo o índice que os acompanha, o IRF-M 1.

No semestre, o aumento foi de 4,51%. Já os títulos com prazos mais longos (acima de um ano) refletidos no IRF-M 1+ recuaram 0,72% em junho e avançaram 0,22% no ano.

Em relação aos títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+, também chamados de  NTN-Bs), o IMA-B 5, que reflete os papéis com vencimento de até cinco anos, registrou alta de 0,39% em junho e rentabilidade positiva de 3,32% no semestre.

Já a carteira de ativos de maior duração, o IMA-B 5+, teve queda no mês e no ano: 2,25% e 5,04%, respectivamente.

No geral, o IMA, índice da associação formado por todos os títulos que compõem a dívida pública, registrou variação positiva de 0,05% em junho, acumulando retorno de 2,42% no semestre.

Os dados do setor são divulgados no boletim de renda fixa, elaborado pela Anbima.

Entenda os índices da Anbima

A Anbima é a entidade do mercado de capitais que reúne bancos de investimento e corretoras no país. Ela calcula uma série de índices próprios por meio da Anbima Data.

Os índices são calculados com base em uma cesta de títulos da mesma categoria, porém com diversos vencimentos. Eles replicam os preços e as taxas praticadas pelo mercado.

O Índice de Mercado Anbima, por exemplo, conhecido como IMA, segundo a entidade, é referência para os investimentos em renda fixa.

“É uma das formas de os investidores acompanharem o desempenho das aplicações e também avaliarem, de forma comparativa, as opções de produtos disponíveis no mercado”, afirma a Anbima, em seu site.

O IMA é formado por uma carteira de títulos públicos semelhante à que compõe a dívida pública interna brasileira. Isso significa que o indicador apresenta os mesmos papéis, na mesma proporção, da dívida. Ele é chamado de IMA-Geral.

Para retratar essa variedade de títulos existentes, são calculados diferentes indicadores. Eles reúnem ativos de características semelhantes e são chamados de subíndices, informa.

“Essa família de índices de renda fixa é calculada com base na evolução do valor de mercado de carteiras compostas por títulos públicos prefixados, atrelados à Taxa Selic (LFT), ao IPCA (NTN-B) e ao IGP-M (NTN-C).

Leia também:

Compartilhe

informações compartilhadas

Open Finance, esse grande desconhecido dos brasileiros

17 de julho de 2024 - 19:03

Pesquisa mostra que mais da metade da população nunca ouviu falar do sistema criado pelo Banco Central que permite compartilhamento de dados financeiros

PROTEÇÃO AOS PROPRIETÁRIOS

Nova lei diminui riscos de comprador da casa própria perder imóvel por dívida que não é dele, mas ainda há uma ameaça; entenda

17 de julho de 2024 - 6:07

Especialista em direito imobiliário afirma que nova legislação aumenta segurança jurídica, mas ainda não elimina de vez os riscos

AUTOMÓVEIS

Pequena, média ou grande? Um guia completo das picapes à venda no Brasil

14 de julho de 2024 - 7:26

Seja para trabalhar, levar a família ou apenas desfilar, as picapes partem de R$ 100 mil — e tem chinesa a preço avassalador chegando por aí

NOME SUJO?

20 milhões de brasileiros estão no Serasa e não sabem; veja se você é um deles e limpe seu nome

13 de julho de 2024 - 13:57

Pesquisa do Serasa aponta ainda que 51 milhões de pessoas nunca consultaram a situação do próprio CPF

PONTO A PONTO

IVA, cashback, imposto do pecado, carne na cesta básica: entenda a reforma tributária em 11 pontos

12 de julho de 2024 - 10:12

Regulamentação da reforma tributária passou na Câmara e agora precisa ser aprovada pelo Senado antes de seguir para sanção presidencial

Faz um Pix

Mais um vazamento de dados do Pix; BC diz que, desta vez, informações são de clientes da 99Pay

10 de julho de 2024 - 11:33

Exposição de informações de clientes ocorre num momento em que o meio de pagamento registra recordes sucessivos de uso diário

A DINHEIRISTA

A pensão alimentícia que pago está indo inteira para a mãe do meu filho. Ele nem sequer mora mais no Brasil. Posso pedir reembolso?

8 de julho de 2024 - 11:38

Se fôssemos fazer um ranking de temas que mais recebemos dos leitores de A Dinheirista, pensão alimentícia certamente estaria no top 5. São dezenas de dúvidas na nossa caixa de e-mail, em especial depois de um vídeo sobre o assunto ter viralizado nas redes sociais.  A maioria tem um tópico em comum: é possível pedir […]

ONDE INVESTIR NO SEGUNDO SEMESTRE

Dólar: se você ainda não tem uma parte do patrimônio na moeda norte-americana, a hora de investir é agora

8 de julho de 2024 - 6:07

Seja para bancar uma viagem, quitar alguma dívida em moeda forte ou proteger uma parte do portfólio, especialistas avaliam que é hora de comprar

TRANSFERÊNCIA

Passo a passo: saiba como fazer a portabilidade da dívida do cartão de crédito

6 de julho de 2024 - 10:42

Especialistas e órgãos de defesa do consumidor orientam aos clientes para terem cuidado ao escolher a nova instituição para migrar a dívida do cartão de crédito

Grana no fundo da gaveta

Dinheiro esquecido: Banco Central alerta que ainda há bilhões esperando pelos seus donos; veja se você tem algo a receber

5 de julho de 2024 - 19:15

Após mais de dois anos da criação do sistema de identificação de valores a receber, apenas 32% dos correntistas buscaram seus recursos parados

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar