🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
IR 2024

Como a Receita calcula o imposto de renda devido e o valor das restituições

Jeito de calcular o imposto de renda devido e a eventual restituição varia de acordo com o modelo escolhido de declaração, se completo ou simplificado

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
15 de maio de 2024
8:03 - atualizado às 5:41
Leão do imposto de renda 2024
Quem pagou IR a maior em 2023 terá direito a restituição do imposto de renda em 2024. Imagem: Andrei Morais/Adobe Firefly

Quando chega a hora de declarar o imposto de renda, muita gente fica em dúvida sobre qual será o resultado da declaração: imposto a restituir ou mais IR a pagar. O resultado aparece no próprio Programa Gerador da Declaração, no campo inferior esquerdo, depois que você concluir o preenchimento. Mas você sabe como é feito o cálculo da restituição do imposto de renda e do IR devido?

Para cada modelo de declaração – completo ou simplificado – há uma regra de cálculo. Saiba como escolher entre a declaração simplificada ou a completa, por deduções legais do imposto de renda 2024.

Como é feito o cálculo da restituição do imposto de renda e do IR devido

No modelo simplificado

Para fazer o cálculo do imposto de renda devido na declaração simplificada, primeiro a Receita Federal consolida todos os rendimentos tributáveis recebidos pela pessoa ao longo do ano-calendário.

Alguns exemplos de rendimentos tributáveis são salários, aposentadorias e pensões da Previdência Social, ganhos de trabalhos como profissional autônomo e rendimentos de aluguéis.

Os rendimentos isentos – como doações, heranças e o retorno da caderneta de poupança – e os rendimentos de tributação exclusiva e definitiva – como os rendimentos de aplicações financeiras tributados na fonte – ficam de fora desta conta.

Em seguida, a Receita Federal aplica um desconto de 20% sobre os rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34, e chega a um valor que é chamado de base de cálculo do imposto de renda.

A Receita Federal verifica, então, em qual faixa de tributação a base de cálculo do IR do contribuinte se enquadra, e aplica a alíquota correspondente:

Tabela progressiva anual válida para 2023

Base de cálculoAlíquotaDedução
Até R$ 24.511,92--
De R$ 24.511,93 até R$ 33.919,807,5%R$ 1.838,39
De R$ 33.919,81 até R$ 45.012,6015,0%R$ 4.382,38
De R$ 45.012,61 até R$ 55.976,1622,5%R$ 7.758,32
Acima de R$ 55.976,1627,5%R$ 10.557,13
Fonte: Receita Federal

Em seguida, a Receita verifica quanto a pessoa já pagou de imposto de renda ao longo do ano-calendário (2023, no caso), seja em descontos no salário ou imposto pago mensalmente por meio de Carnê-Leão. Todo o imposto já pago é subtraído do IR devido.

Após esta subtração, o Fisco chega ao valor final de imposto, o que pode levar a uma restituição do imposto de renda pago a maior ou a um valor a mais a ser pago pelo contribuinte até o final do prazo de entrega da declaração.

Em resumo, o cálculo do imposto de renda no modelo simplificado é feito da seguinte maneira:

1) Soma dos rendimentos tributáveis - desconto de 20% = base de cálculo
2) Alíquota de IR é aplicada sobre esta base de cálculo = imposto devido
3) Imposto devido - imposto já pago = imposto a pagar ou a restituir

No modelo completo, por deduções legais

O cálculo do imposto de renda devido no modelo completo é muito parecido, mas neste caso os descontos com deduções não são fixos em 20% e podem passar de R$ 16.754,34.

A Receita Federal soma todos os rendimentos tributáveis do contribuinte e subtrai as despesas dedutíveis que ele mesmo informou na sua declaração. O resultado é a base de cálculo do imposto de renda, sobre a qual é aplicada a alíquota conforme a tabela progressiva apresentada anteriormente.

Finalmente, a Receita desconta o imposto de renda já pago ao longo do ano, como aquele que é retido na folha de pagamento de quem é assalariado e o IR pago pelo Carnê-Leão.

Após esta subtração, o Fisco chega ao valor final do IR devido, o que pode levar a uma restituição do imposto de renda pago a maior ou a um valor a mais a ser pago pelo contribuinte até o final do prazo de entrega da declaração.

Em resumo, o cálculo do imposto de renda no modelo completo é feito da seguinte maneira:

1) Soma dos rendimentos tributáveis - soma das deduções = base de cálculo
2) Alíquota de IR é aplicada sobre esta base de cálculo = imposto devido
3) Imposto devido - imposto já pago = imposto a pagar ou a restituir

Veja o calendário com as datas de pagamento das restituições em 2024.

VEJA TAMBÉM: QUER SONEGAR IMPOSTO DE RENDA? VEJA OS RISCOS!

Compartilhe

IR 2024

Os 5 principais erros na declaração de imposto de renda que podem te levar à malha fina

20 de maio de 2024 - 8:04

Omissões de rendimentos e erros na declaração de despesas de saúde estão entre os principais erros que podem levar o contribuinte à malha fina. Veja como evitá-los

IR 2024

8 maneiras de aumentar a sua restituição do imposto de renda na declaração de IR 2024

17 de maio de 2024 - 7:13

Ainda não declarou e deseja engordar a restituição? Siga essas dicas

IR 2024

Vai declarar ações ou fundos imobiliários no imposto de renda 2024? Saiba como obter o CNPJ de todas as empresas e FII da B3

16 de maio de 2024 - 8:07

Informar no imposto de renda o CNPJ da empresa emissora da ação ou do fundo emissor da cota é obrigatório

IR 2024

Como doar parte do seu imposto de renda para o Rio Grande do Sul e ajudar a população após as enchentes

14 de maio de 2024 - 18:33

Doações incentivadas na própria declaração podem ser direcionadas aos fundos da Criança e do Adolescente e fundos do Idoso do estado

IR 2024

Deixou o Brasil em 2023? Veja como preencher a declaração de saída definitiva do país

14 de maio de 2024 - 8:02

O documento é necessário para encerrar as obrigações fiscais no país e evitar dores de cabeça com a dupla tributação e outros problemas no futuro

Ficou mais fácil

B3 passa a permitir portabilidade digital entre corretoras de ativos negociados em bolsa, como ações, ETFs e fundos imobiliários

13 de maio de 2024 - 19:00

A portabilidade de investimentos já era possível, mas era um processo totalmente manual; agora, 15 corretoras já permitem a portabilidade digital de ativos negociados em bolsa, como ações

IR 2024

IR 2024: por que ainda vale a pena deixar para entregar a declaração de imposto de renda na última hora

13 de maio de 2024 - 7:19

Prazo de entrega da declaração de IR 2024 vai de 15 de março a 31 de maio; veja as vantagens de entregar apenas no final

AUTOMÓVEIS

Chama o síndico! Instalação de tomadas de carros elétricos é a treta da vez nos condomínios; saiba quem está certo nessa discussão

12 de maio de 2024 - 8:26

Crescimento das vendas de carros elétricos gera nova demanda em empreendimentos residenciais e comerciais — e também muitas discussões

IR 2024

Vai preencher a declaração de imposto de renda para parentes ou amigos? Esta ferramenta vai te ajudar

10 de maio de 2024 - 7:10

Contribuinte que faz a declaração de terceiros pode receber autorização de acesso à declaração pré-preenchida deles; veja como funciona

IR 2024

Eles também precisam ser declarados! Saiba quais são os rendimentos isentos e não tributáveis no imposto de renda

9 de maio de 2024 - 7:44

Entre os principais rendimentos isentos estão pensões alimentícias, lucros e dividendos de empresas, indenização por rescisão de contrato de trabalho, além de rendimentos de aplicações financeiras. Confira como declará-los no imposto de renda 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar