🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
TREMOR DE TERRA

Terremoto de Taiwan coloca fabricante de 90% dos semicondutores do mundo em alerta; economia global está em xeque?

As estimativas variam entre 60% e 90% da fabricação global de microchips de alto desempenho, que ganharam destaque graças ao avanço da Inteligência Artificial (IA)

Renan Sousa
Renan Sousa
3 de abril de 2024
16:51 - atualizado às 14:34
Terremoto em Taiwan coloca empresa de semicondutores no centro do debate global
Terremoto em Taiwan coloca empresa de semicondutores no centro do debate global - Imagem: Montagem Seu Dinheiro

Durante a madrugada no Brasil, a ilha de Taiwan foi atingida por um terremoto de magnitude 7,5, o mais poderoso em pelo menos 25 anos. O tremor foi tão forte que foram emitidos alertas para possíveis tsunamis no Japão e nas Filipinas, nas proximidades da região. 

Fonte: Google Maps

Para além da tragédia humanitária, os analistas estão de olho na paralisação das fábricas da maior produtora de chips e semicondutores do mundo, a Taiwan Semiconductors Manufacturing (TSMC). 

Pela manhã, a empresa foi obrigada a evacuar algumas áreas industriais, o que tem potencial de atrasar a produção. Acontece que a TSMC é responsável por boa parte da produção de chips e semicondutores do planeta. 

As estimativas variam entre 60% e 90% da fabricação global de microchips de alto desempenho, que ganharam destaque graças ao avanço da Inteligência Artificial (IA), mas que estão presentes hoje em praticamente todos os eletrônicos do mundo.

Grandes empresas como Apple, Nvidia, Qualcomm, entre outras, dependem dos chips da TSMC. Em outras palavras, o atraso na entrega de semicondutores pode ser um ponto de estrangulamento na cadeia de suprimentos global.

Após o impacto: o tamanho das consequências para o mundo

Sabendo disso, os analistas do Itaú BBA avaliaram quais seriam os efeitos de tal paralisação nos negócios. 

“Acreditamos que os impactos serão provavelmente menores. O terremoto teve maior intensidade na costa leste da ilha, enquanto as instalações da TSMC estão na costa oeste, onde a intensidade foi menor”, dizem os analistas.

“Além disso”, continuam os analistas, “as instalações da TSMC são projetadas para resistir a terremotos de até 7,0 graus”. 

Notícias mais recentes também indicam que algumas das fábricas da empresa foram evacuadas após o terremoto, mas já começaram a retornar ao trabalho pela tarde. Outras unidades só devem voltar a operar após inspeções.

Ao que tudo indica até o momento, as fábricas estão "normais", de acordo com um porta-voz da TSMC.

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

Mas um alerta para Taiwan

Vale lembrar que, durante a pior fase da pandemia de covid-19, um dos gargalos da cadeia de produção era justamente a distribuição de semicondutores, cuja produção estava praticamente inteira concentrada em Taiwan. 

Os analistas do Itaú ainda destacam que o terremoto é um alerta para os investidores, que devem levar em conta a possibilidade de desastres naturais na região.

Porém, o banco ainda enxerga que a recente baixa nas ações — motivadas pelo medo de maiores problemas nas fábricas da TSMC — abre uma oportunidade de compra das ações. Por fim, vale destacar que os desastres naturais são apenas uma face dos problemas envolvendo Taiwan.

A região é palco de um conflito velado entre China e Estados Unidos que, em caso de escalada, pode impactar a cadeia de distribuição de semicondutores globais — mais do que o terremoto.

Compartilhe

MEIOS DE PAGAMENTO

Cielo se prepara para sair da bolsa e uma dupla de empresas de maquininhas pode surfar essa onda, mas o Santander tem uma favorita

12 de junho de 2024 - 17:33

Os analistas avaliam que existe uma boa janela de curto prazo para a Stone e a PagSeguro em meio à queda das ações e à OPA da Cielo; veja quem é a preferida

Rali das “meme stocks”

‘Efeito Roaring Kitty’ faz GameStop levantar mais de US$ 2 bilhões com venda de ações

12 de junho de 2024 - 16:04

Varejista de videogames vendeu 75 milhões de ações após volta de trader que inspirou o épico ‘short squeeze’ em 2021

Mercado acionário

Bank of America corta preço-alvo para ações de bancões brasileiros, mas mantém recomendação

12 de junho de 2024 - 15:10

Combinação de receitas diversificadas, funding, controle de custos e balanços fortes são os fatores positivos apontados pelos analistas

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos milionários: Grupo Mateus (GMAT3) vai pagar mais de R$ 134 milhões para acionistas; confira os prazos e como receber

12 de junho de 2024 - 12:50

O anúncio da distribuição do JCP ocorre em um momento positivo para a companhia, que vem contrariando a crise no varejo

Quem vai ficar com ela

Acionistas da Braskem descartam negociação com a Petrochina

12 de junho de 2024 - 11:42

Companhia informou à CVM que seus controladores, Petrobras e Novonor, negam as negociações

UM NOVO PEDIDO

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta bilionária por desastre em Mariana — mas ainda é menos do que o governo exige

12 de junho de 2024 - 10:39

Junto com a BHP Brasil e a Samarco, as mineradoras se propuseram a pagar R$ 140 bilhões pela tragédia na barragem

MAIS UMA FATIA

Do papel ao pano, Suzano (SUZB3) entra no ramo têxtil e compra 15% de fabricante de fibras por cerca de R$ 1,3 bilhão

12 de junho de 2024 - 8:54

Além da aquisição, o acordo com acionistas da B&C inclui o direito da Suzano a duas cadeiras no conselho de administração da Lenzing

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Diversidade de gênero: presidente da ABVCAP anuncia iniciativa para impulsionar mulheres em carreiras de investimentos

11 de junho de 2024 - 19:45

Em entrevista ao Seu Dinheiro, Priscila Rodrigues, presidente da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital contou detalhes do projeto de incentivo a mulheres

CONFIRA OS CENÁRIOS

Rede D’Or (RDOR3) quer recomprar até R$ 1 bilhão em ações e deve usar reserva de lucros para isso; como ficam os acionistas?

11 de junho de 2024 - 18:38

A empresa poderá adquirir até 30 milhões de ações ordinárias, soma que corresponde a 10% do total em circulação no pregão de ontem

APÓS FUSÃO FRUSTRADA

Santander corta o preço-alvo da PetroReconcavo (RECV3), mas mantém recomendação de compra e ações saltam 4% na bolsa

11 de junho de 2024 - 15:25

Para o segundo semestre, a expectativa é de que a PetroReconcavo pise no acelerador, para uma média de 27 mil boed até o fim de 2024 e de 31 mil boed em 2025

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar