🔴 SÉRIE EMPIRICUS IN$IGTS: +100 RELATÓRIOS CORTESIA – LIBERE GRATUITAMENTE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
AÇO FORTE

Por que as ações da Gerdau (GGBR4) sobem na B3 apesar do lucro menor no 4T23?

Resultados da Gerdau (GGBR4) tiveram impactos da importação de aço na China e crise inflacionária na Argentina, mas vieram dentro do esperado

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
21 de fevereiro de 2024
14:47 - atualizado às 7:07
gerdau goau4 dividendos rendimento bolsa de valores ação
Imagem: Shutterstock/Montagem: Julia Shikota

Já era esperado, mas os ventos realmente não foram favoráveis à Gerdau (GGBR4) no quarto trimestre de 2023. A siderúrgica apresentou resultados fracos no período, com queda de 45,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações (Ebitda) ajustado da Gerdau atingiu R$ 2,039 bilhões no 4T23. O montante representa uma queda de 43,8% na comparação anual.

Já a receita líquida foi de R$ 14,716 bilhões no quarto trimestre, com queda de 18,1% em relação ao mesmo período de 2022 e de 13,8% em relação ao trimestre anterior.

Apesar do resultado menor, o resultado veio em linha com as previsões do mercado. A sazonalidade do período e a queda no volume de vendas em balanços anteriores já vinham apontando para resultados mais fracos no 4T23, segundo a Empiricus Research.

Além disso, a Gerdau vinha de uma base forte de comparação em 2022, quando registrou o segundo maior lucro líquido ajustado da história da siderúrgica.

Desse modo, as ações da Gerdau (GGBR4) reagem em alta aos números. Por volta das 14h, os papéis subiam por volta de 2% na B3. No mesmo horário, o Ibovespa operava próximo à estabilidade.

Gerdau: está ruim, mas deve melhorar

Os preços e volumes internos fracos prejudicaram o desempenho da Gerdau no quarto trimestre, de acordo com o Itaú BBA, que tem recomendação marketperform (equivalente a neutra) para as ações. Ainda assim os analistas destacam que os volumes superaram os da indústria siderúrgica brasileira no período.

A operação na América Latina foi o destaque negativo, com um volume de vendas 16,2% inferior na comparação trimestral. Os principais impactos foram sentidos na Argentina, com a desvalorização da moeda, e no Peru, causada pela contração da economia do país.

Por outro lado, a Gerdau apresentou números melhores na América do Norte. Apesar da queda na margem Ebitda, o indicador segue acima dos níveis históricos, de acordo com a Empiricus.

“Em um horizonte temporal mais alongado, vemos espaço para a Gerdau retomar seu nível de rentabilidade histórico no Brasil”, escreveu Henrique Cavalcante, analista da Empiricus.

Por fim, vale ressaltar que a companhia anunciou na última terça-feira (20), em conjunto com a holding Metalúrgica Gerdau, uma distribuição de dividendos no valor de aproximadamente R$ 226,6 milhões.

Impactos da China no mercado nacional

A retração da receita da Gerdau sentiu os efeitos do excesso de produção de aço global, que impactou o mercado no Brasil.

Segundo a siderúrgica, há uma contínua entrada excessiva de aço por meio da importação

De acordo com informações do Instituto Aço Brasil, a taxa de penetração do aço no país atingiu o patamar de 25% em dezembro.

“Apesar de sermos um setor moderno e de alta eficiência, não temos condições de competir com produtos que chegam subsidiados ao nosso país”, afirmou a Gerdau em relatório.

Compartilhe

AS ÁGUAS VÃO ROLAR

A privatização da Sabesp vem aí: cidade de São Paulo dá um passo fundamental para a desestatização da companhia

17 de abril de 2024 - 20:18

Entre os cerca de 370 municípios atendidos pela Sabesp, São Paulo representa entre 45% e 50% da receita total da empresa de saneamento

MERCADO LOGÍSTICO

Muito além de Cajamar: Log (LOGG3) prevê maior demanda por galpões fora do Sudeste, mas ainda nos grandes centros

17 de abril de 2024 - 16:31

No quarto trimestre, por exemplo, a companhia entregou 131 mil metros quadrados em Salvador, Brasília e Maceió

POR QUE A PRESSA?

Vale (VALE3): a surpresa dos dados que fazem as ações subirem e os bancões correrem

17 de abril de 2024 - 14:47

A mineradora apresentou dados operacionais do primeiro trimestre de 2024 e o mercado refez as contas sobre como será o desempenho financeiro da companhia, que ainda tem pedras no caminho — saiba se é hora de comprar ou vender

ELE MERECE?

Tesla pede a acionistas que votem para aprovar pagamento de US$ 56 bilhões a Elon Musk barrado pela Justiça; entenda o caso

17 de abril de 2024 - 13:17

O bônus ao bilionário foi aprovado em 2018, mas o Tribunal de Delaware barrou o pacote após uma extensa disputa judicial entre um dos acionistas da Tesla e o CEO da companhia

O MERCADO NÃO GOSTOU

Vai decidir quando? Oi (OIBR3) adia pela quarta vez assembleia de credores que votará plano de recuperação judicial  — ações tocam mínima na bolsa

17 de abril de 2024 - 12:11

Os papéis da companhia caíram 1,47% e atingiram o menor valor do dia depois que a votação foi postergada junto com o stay period; confira a nova data e o novo horário

ATENÇÃO, ACIONISTAS

Klabin (KLBN11) e Gerdau (GGBR4) vão distribuir mais de R$ 5,5 bilhões em ações; veja como vai funcionar a bonificação

17 de abril de 2024 - 9:56

O bônus funciona como uma distribuição gratuita de novos papéis para os acionistas das empresas — mas existe data de corte para receber a “remuneração”

DADOS OPERACIONAIS

Quem foi bem e quem foi mal entre as construtoras listadas na B3 nas prévias de resultados do 1T24

17 de abril de 2024 - 6:07

Incorporadoras se aproveitaram do cenário favorável para lançar mais empreendimentos neste começo de ano; saiba quem se destacou, na visão dos analistas

RELATÓRIO OPERACIONAL

Vale (VALE3): alta na produção de minério, vendas fortes e preços baixos — o que você precisa saber sobre a mineradora no 1T24

16 de abril de 2024 - 19:35

O momento conturbado envolvendo indicações do governo e cobranças bilionárias ainda pesa sobre a Vale, cujas ações acumulam perdas no ano

NO BOLSO DO INVESTIDOR

Dona da Vivo (VIVT3) vai depositar até R$ 380 milhões na conta dos acionistas; confira os prazos para receber os JCP da Telefônica 

16 de abril de 2024 - 19:22

O montante corresponde a R$ 0,19545 por ação VIVT3. Saiba quem terá direito aos proventos e quando acontecerá o pagamento

Recuperação judicial

Americanas (AMER3) divulga resultado parcial das escolhas de pagamento feitas pelos credores; veja quanto deve receber cada grupo

16 de abril de 2024 - 19:12

No seu plano de recuperação judicial, a Americanas estabeleceu que seus credores deveriam optar como receber seus créditos devidos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar