🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
ENQUANTO ISSO, NA SALA DE AULA

Educação: Veja o que fez a Cogna (COGN3) ficar de recuperação e cair 10% na bolsa; Yduqs (YDUQ3) e Anima (ANIM3) passam de ano aos olhos do “professor” BTG Pactual em relatório

Seja qual for a empresa, a sala de aula — digo, o cenário — é o mesmo pela frente, e pode ser bastante desafiador

Relatório do BTG sobre empresas de educação yduqs, cogna e anima
Relatório do BTG sobre empresas de educação Yduqs, Cogna e Anima - Imagem: Montagem Seu Dinheiro / Freepik

Recuperação. Essa palavra pode ter dois sentidos: para a bolsa, é uma forma de dizer que as ações caíram e voltaram a subir. Mas se você estiver na escola, é o termo mais temido — e o mais recente relatório do BTG fala justamente sobre o setor de educação e empresas como Cogna (COGN3), Yduqs (YDUQ3) e Anima (ANIM3).

Começando pela aluna que ficou de recuperação, as ações da Cogna foram rebaixadas de “neutro” para “venda” pelo banco. Os analistas enxergam um valuation bastante esticado, sendo negociada a 17,3x P/E (preço/lucro) e 6,1x EV/EBITDA. Ambos indicadores mostram que a empresa pode estar sobrevalorizada.

Além disso, o relatório destaca que a retomada do lucro perdeu tração, destacando que os riscos inerentes ao negócio aumentaram. Sendo assim, houve também uma revisão do preço-alvo, de R$ 3,40 para R$ 2,60 por ação.

Na bolsa, as ações são negociadas a R$ 2,59, uma queda de pouco mais de 10% no pregão de hoje. No mesmo horário, o Ibovespa recuava 1,37%, negociado a 126.772 pontos.

Distante da Cogna: os bons alunos

Quem se deu bem no relatório do BTG foi a Yduqs, que teve a recomendação de suas ações elevadas de “neutro” para “compra”. O novo preço-alvo para as ações também foi revisado de R$ 26 para R$ 28. 

“Com a ação em queda de aproximadamente 10% no último mês, vemos um bom ponto de entrada, apoiado por uma combinação de sólido momentum de ganhos, exposição a nichos mais resilientes, estrutura de capital menos onerosas e melhores perspectivas de fluxo de caixa livre”, destacam os analistas. 

Mas quem levou a nota dez na análise do BTG foi a Anima, que permanece como a melhor ação do setor na visão dos analistas. 

Em um cenário de crescimento reduzido no setor e com expansão mais contida das receitas, a Anima vem sendo negociada com desconto maior em relação aos seus pares.

O BTG estima um preço-alvo de R$ 7 para os papéis ANIM3 — e a ação é negociada na casa dos R$ 4,22, um potencial de alta de 65,8%.

  • PODCAST TOUROS E URSOS —  O ano das guerras, Trump rumo à Casa Branca e China mais fraca: o impacto nos mercados

O cenário da educação no Brasil

Seja qual for a empresa, a sala de aula — digo, o cenário — é o mesmo pela frente, e pode ser bastante desafiador. 

Começando pelo que pode impulsionar o setor, em outubro do ano passado, o Ministério da Saúde lançou o programa Mais Médicos 3.

Entre outras propostas, há a perspectiva de criação de cursos de medicina em regiões onde há carência desses profissionais.

Prós e contras

Em termos absolutos, o programa pretende criar dez mil vagas em faculdades de medicina em 116 regiões diferentes.

Mais de sete mil vagas devem ser abertas na iniciativa privada, sendo que o governo permitirá a criação de 5,7 mil vagas em novos cursos e a expansão de duas mil para os já existentes. Outras duas mil devem ser abertas nas universidades federais. 

Contudo, o efeito dessas medidas só deve ser sentido em quatro ou cinco anos. Levando em conta a pandemia de covid-19, entre 2020 e 2022, os impactos no setor só devem acontecer por volta de 2027 e 2028. 

Educação na Justiça

Desde 2018, uma decisão do Ministério da Educação (MEC) proibiu a criação de novos cursos de medicina, o que gerou uma reação das empresas do setor. 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu uma liminar, que dizia que novas vagas para cursos de medicina devem ser abertas exclusivamente pelo programa Mais Médicos. No entanto, a decisão permite a avaliação dos pedidos pendentes.

São mais de 200 pedidos a serem avaliados pela Suprema Corte e o julgamento segue em um impasse. São dois votos a favor (Gilmar Mendes e Luiz Fux) e dois contra (Edson Fachin e Rosa Weber, que saiu do STF no ano passado). Outros 7 votos estão pendentes. 

Na avaliação do BTG, houve um aumento do risco para a invalidação dos pedidos feitos à Justiça pelas empresas de educação, o que pode aumentar as chances de um impacto negativo no setor. 

EAD em xeque

Por fim, o MEC também passou a adotar medidas que restringem o ensino à distância (EAD), especialmente após o novo governo assumir em 2023, visando aumentar a qualidade — ao invés da quantidade — desse tipo de curso.

Como medida principal, o governo suspendeu por 90 dias o processo de autorização para novos cursos à distância em 17 áreas.

“Não esperamos grandes impactos nas empresas listadas, pois elas ainda podem registrar alunos nesses cursos. Só estão impedidas de abrir novos”, destaca o relatório.

Foi só no início de janeiro que houve alguma sinalização de um progresso na proposta de criar um órgão para regular o EAD em termos de qualidade. Os impactos dessa medida no setor ainda precisam ser avaliados de maneira mais detalhada.

Compartilhe

SEM EXCESSO

XP (XPBR31) vai enxugar US$ 9 bilhões do capital e apenas um acionista será restituído

21 de fevereiro de 2024 - 19:12

A operação foi aprovada nesta quarta-feira (21) em assembleia; confira os detalhes e o que levou a corretora a optar por essa redução

SINAL VERDE

Acionistas da Hypera (HYPE3) aprovam aumento de capital de R$ 4,5 bilhões; veja como será feita a operação

21 de fevereiro de 2024 - 19:06

A operação será realizada sem a emissão de novas ações e por meio da capitalização de uma parte da reserva de incentivos fiscais da companhia

EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Fim do calvário? Oi (OIBR3) dispara 124% em fevereiro e mira R$ 1 bilhão em valor de mercado. Veja o que está por trás da alta das ações

21 de fevereiro de 2024 - 15:06

A operadora atingiu um valor de mercado de R$ 941,78 milhões — o nível mais alto desde que a empresa entrou com o novo pedido de reestruturação de dívidas

AÇO FORTE

Por que as ações da Gerdau (GGBR4) sobem na B3 apesar do lucro menor 4T23?

21 de fevereiro de 2024 - 14:47

Resultados da Gerdau (GGBR4) tiveram impactos da importação de aço na China e crise inflacionária na Argentina, mas vieram dentro do esperado

AQUECIMENTO

A campeã voltou? Weg (WEGE3) supera as projeções no 4T23 e ações lideram o Ibovespa

21 de fevereiro de 2024 - 13:10

Lucro de R$ 1,75 bilhão da Weg (WEGE3) fica 30% acima do esperado pelo mercado, com melhora em praticamente todas as divisões

CONFIRA OS NÚMEROS

Iguatemi (IGTI11) divulga balanço sólido e ações têm desconto ante uma rival na bolsa, apontam analistas; é hora de comprar?

21 de fevereiro de 2024 - 12:34

A companhia divulgou ontem os números do quarto trimestre e também um guidance dos resultados projetados para 2024

DANÇA DAS CADEIRAS

De saída: CEO da Taesa (TAEE11) renuncia ao cargo após três anos no controle da elétrica; veja quem vai assumir a posição

21 de fevereiro de 2024 - 12:13

Desde 2020 na posição, o atual CEO da empresa de energia, André Augusto Telles Moreira, apresentou hoje a renúncia

DEVO, NÃO NEGO...

Unigel entra com plano de recuperação extrajudicial para reestruturar R$ 3,9 bilhões em dívidas

21 de fevereiro de 2024 - 8:40

Indústria química obteve a adesão de pouco mais de um terço dos credores e agora tem 90 dias para aprovar plano de recuperação extrajudicial; veja a proposta

NÃO VAMOS DOBRAR A META?

Por que a Vamos (VAMO3) abandonou de vez o plano de atingir uma frota com 100 mil ativos até 2025

20 de fevereiro de 2024 - 19:50

A meta havia se tornado pública em entrevista concedida pelo CEO da empresa, Gustavo Couto, em meados do ano passado

CONFIRA O CRONOGRAMA

Weg (WEGE3) libera R$ 1,3 bilhão em dividendos extras e data de corte para ter direito à bolada está próxima

20 de fevereiro de 2024 - 19:07

O dinheiro sera depositado na mesma data em que os juros sobre o capital próprio anunciados em dezembro do ano passado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies