🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Camille Lima
Camille Lima
Repórter no Seu Dinheiro. Estudante de Jornalismo na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Já passou pela redação do TradeMap.
DE ZERO A CEM?

Como o Bradesco (BBDC4) se tornou o maior acionista da Enauta (ENAT3), que tenta fusão com a 3R Petroleum (RRRP3)

O bancão abocanhou uma participação de 26,2% na empresa após uma transferência de ações da Queiroz Galvão SA (QGSA)

Enauta (ENAT3)
Enauta (ENAT3) - Imagem: Divulgação

Popular entre usuários das redes sociais, a expressão “foi de zero a 100 muito rápido” caiu “como uma luva” para representar a atual situação de acionistas da Enauta (ENAT3).

Afinal, foi do dia para a noite que um bancão que nem possuía qualquer fatia na companhia se transformou na última quinta-feira (4) no maior investidor da empresa de petróleo.

Quem assume a liderança no quadro de acionistas é o Bradesco (BBDC4), que abocanhou uma participação de 26,2% na empresa.

Como o Bradesco virou o maior acionista da Enauta?

O banco conquistou a condição depois de receber 69 milhões de ações da Enauta — equivalente a 26,2% do total — que pertenciam à Queiroz Galvão SA (QGSA).

O comunicado da empresa não informa as razões da transferência, mas ela provavelmente se deu em razão da execução de garantias de empréstimos que o Bradesco concedeu ao grupo.

“O Bradesco informa que, nesta data, além das ações ordinárias indicadas acima não detém ou é titular de outros valores mobiliários de emissão da Companhia ou de instrumentos financeiros derivativos referenciados às referidas ações”, escreveu o banco. 

Após a conclusão da transação, a Queiroz Galvão continuará com uma participação de 4,9% do capital social da Enauta. 

Lembrando que a QGSA já não exercia o controle da Enauta, que antes de mudar de nome se chamava Queiroz Galvão Exploração e Produção. 

Confira o atual quadro de acionistas da Enauta (ENAT3):

Enauta (ENAT3) de olho na 3R Petroleum (RRRP3)

A mudança no quadro societário não foi a única novidade para os acionistas da Enauta (ENAT3) nos últimos dias.

No começo desta semana, o conselho de administração da empresa aprovou a apresentação de uma proposta para fusão com a 3R Petroleum (RRRP3)

De acordo com a proposta, os atuais acionistas da 3R Petroleum ficariam com 53% do capital da empresa combinada, enquanto os da Enauta passariam a deter 47% da nova companhia.

A potencial combinação dos negócios das companhias acontece em um momento de recuperação dos preços do petróleo — e, segundo a Enauta, a fusão poderia resultar em uma produção potencial combinada acima de 100 mil barris de óleo equivalentes. 

Além disso, as reservas operadas da nova empresa seriam superiores a 700 milhões de barris em portfólio. 

Assim que a 3R Petroleum recebeu a proposta, a petroleira junior afirmou que suspendeu momentaneamente os esforços para combinação de negócios com a PetroReconcavo (RECV3)

Relembrando, em janeiro, um acionista da 3R resolveu provocar as companhias e propor  uma combinação dos ativos em terra (onshore) da companhia com a PetroRecôncavo. A petroleira chegou a contratar o Itaú BBA como assessor financeiro da possível transação.

Compartilhe

MEIOS DE PAGAMENTO

Cielo se prepara para sair da bolsa e uma dupla de empresas de maquininhas pode surfar essa onda, mas o Santander tem uma favorita

12 de junho de 2024 - 17:33

Os analistas avaliam que existe uma boa janela de curto prazo para a Stone e a PagSeguro em meio à queda das ações e à OPA da Cielo; veja quem é a preferida

Rali das “meme stocks”

‘Efeito Roaring Kitty’ faz GameStop levantar mais de US$ 2 bilhões com venda de ações

12 de junho de 2024 - 16:04

Varejista de videogames vendeu 75 milhões de ações após volta de trader que inspirou o épico ‘short squeeze’ em 2021

Mercado acionário

Bank of America corta preço-alvo para ações de bancões brasileiros, mas mantém recomendação

12 de junho de 2024 - 15:10

Combinação de receitas diversificadas, funding, controle de custos e balanços fortes são os fatores positivos apontados pelos analistas

DINHEIRO NO BOLSO

Dividendos milionários: Grupo Mateus (GMAT3) vai pagar mais de R$ 134 milhões para acionistas; confira os prazos e como receber

12 de junho de 2024 - 12:50

O anúncio da distribuição do JCP ocorre em um momento positivo para a companhia, que vem contrariando a crise no varejo

Quem vai ficar com ela

Acionistas da Braskem descartam negociação com a Petrochina

12 de junho de 2024 - 11:42

Companhia informou à CVM que seus controladores, Petrobras e Novonor, negam as negociações

UM NOVO PEDIDO

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta bilionária por desastre em Mariana — mas ainda é menos do que o governo exige

12 de junho de 2024 - 10:39

Junto com a BHP Brasil e a Samarco, as mineradoras se propuseram a pagar R$ 140 bilhões pela tragédia na barragem

MAIS UMA FATIA

Do papel ao pano, Suzano (SUZB3) entra no ramo têxtil e compra 15% de fabricante de fibras por cerca de R$ 1,3 bilhão

12 de junho de 2024 - 8:54

Além da aquisição, o acordo com acionistas da B&C inclui o direito da Suzano a duas cadeiras no conselho de administração da Lenzing

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Diversidade de gênero: presidente da ABVCAP anuncia iniciativa para impulsionar mulheres em carreiras de investimentos

11 de junho de 2024 - 19:45

Em entrevista ao Seu Dinheiro, Priscila Rodrigues, presidente da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital contou detalhes do projeto de incentivo a mulheres

CONFIRA OS CENÁRIOS

Rede D’Or (RDOR3) quer recomprar até R$ 1 bilhão em ações e deve usar reserva de lucros para isso; como ficam os acionistas?

11 de junho de 2024 - 18:38

A empresa poderá adquirir até 30 milhões de ações ordinárias, soma que corresponde a 10% do total em circulação no pregão de ontem

APÓS FUSÃO FRUSTRADA

Santander corta o preço-alvo da PetroReconcavo (RECV3), mas mantém recomendação de compra e ações saltam 4% na bolsa

11 de junho de 2024 - 15:25

Para o segundo semestre, a expectativa é de que a PetroReconcavo pise no acelerador, para uma média de 27 mil boed até o fim de 2024 e de 31 mil boed em 2025

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar