🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Mercado acionário

Bank of America corta preço-alvo para ações de bancões brasileiros, mas mantém recomendação

Combinação de receitas diversificadas, funding, controle de custos e balanços fortes são os fatores positivos apontados pelos analistas

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
12 de junho de 2024
15:10
Bancos Santander, Itaú, Bradesco e Banco do Brasil
Os maiores bancos brasileiros tiveram revisão nas análises do Bank of America - Imagem: Shutterstock

Não é porque um banco corta o preço-alvo de uma ação que ele rebaixa sua recomendação. É o que se pode concluir da revisão das estimativas do Bank of America (BofA) para  as ações dos quatro maiores bancos brasileiros listados na B3.

O BofA vê um menor potencial de valorização das ações do Itaú (ITUB4), do Banco do Brasil (BBAS3), do Bradesco (BBDC4) e do Santander (SANB11) no horizonte previsível.

Apesar de uma perspectiva de custo de capital mais elevado para o setor financeiro, as recomendações do BofA para os papéis dos bancões brasileiros foram mantidas.

“Continuamos gostando de bancos de varejo no Brasil, notadamente Banco do Brasil, Itaú e Santander. Na nossa opinião, a combinação de receitas diversificadas, funding abundante, boa capacidade de controlar custos e balanços sólidos fazem deles um porto seguro em períodos voláteis do mercado”, afirmam Mario Perry, do Bank of America, e Flavio Yoshida, da Merrill Lynch.

Segundo eles, o baixo desempenho das ações em um ano coloca as avaliações em linha com a média histórica de 10 anos para o Itaú e o Banco do Brasil, e bem abaixo para o Santander e Bradesco. “Porém, ainda vemos o Bradesco com vários desafios pela frente, o que nos impede de ficarmos mais otimistas.”

Novos preços-alvo

O BofA reduziu o preço-alvo para Itaú (ITUB4) R$ 40 para R$ 38, o que resulta em um potencial de valorização de 22% diante da cotação dos papéis no fechamento de ontem na B3. A recomendação para as ações do Itaú é de compra. Para Banco do Brasil (BBAS3), o preço-alvo foi reduzido de R$ 34 para R$ 33, cotação 21% acima do fechamento de ontem, mas a recomendação de compra foi mantida.

Para as units do Santander (SANB11), o preço-alvo foi reduzido de R$ 36 para R$ 34. Ainda assim, os analistas esperam uma valorização de 26% sobre o último fechamento. A recomendação para os papéis do Santander é de compra.

Os analistas do BofA cortaram a expectativa de preço para os papéis do Bradesco (BBDC4) de R$ 15 para R$ 14, com potencial de valorização de 17% sobre o preço do fechamento anterior. A recomendação para as ações é neutra.

A avaliação dos analistas do BofA é que as condições macroeconômicas são desafiadoras, mas a tendência para Itaú, Santander e Banco do Brasil é de resiliência. No caso do Bradesco, eles esperam que o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE, na sigla em inglês) continue abaixo do custo de capital em 2025.

Compartilhe

ADEUS, TRÂNSITO?

Carro voador da Embraer (EMBR3): Eve revela primeiro protótipo de eVTOL que deve chegar ao mercado em 2026

21 de julho de 2024 - 12:30

A companhia espera pilotar o protótipo até o final deste ano ou no início de 2025, de acordo com o CEO Johann Bordais

UMA DÉCADA DEPOIS…

Qualicorp (QUAL3) anuncia acordo de leniência de até R$ 43,5 milhões — e pode exonerar culpa do fundador em investigações de caixa 2 em 2014

20 de julho de 2024 - 16:27

O conselho de administração da empresa aprovou um acordo de leniência para colocar fim às investigações nas Operações Paralelo 23 e Triuno

SEGUNDA CHANCE

Agora vai? Após tentativa frustrada pela B3, Kora Saúde (KRSA3) fará nova assembleia para votar saída do Novo Mercado

19 de julho de 2024 - 19:20

A AGE acontecerá no final este mês depois de ter sido adiada por falta de quórum com acionistas barrados pela dona da bolsa brasileira

RESSARCIMENTO PARA A ESTATAL

Por que a Petrobras (PETR4) vai receber um ‘reembolso’ de R$ 2,2 bilhões de outras empresas do setor de petróleo

19 de julho de 2024 - 18:47

O ressarcimento está ligado a um acordo de quase R$ 20 bilhões fechado com a Receita Federal para encerrar pendências com o Carf

SINAL VERDE

Segue o jogo: Presidente do STF nega pedido do PT e mantém processo de privatização da Sabesp (SBSP3); entenda os argumentos dos partidos

19 de julho de 2024 - 17:56

Para o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, supostas ilegalidades no processo dependem de provas

APOIO À EXPORTAÇÃO

“Embraer não existiria sem o BNDES”: Fabricante de aeronaves recebe novo financiamento de R$ 4,5 bilhões — veja o que a empresa quer fazer com o dinheiro

19 de julho de 2024 - 15:56

A operação de crédito será realizada por meio do BNDES Exim Pós-embarque, linha de crédito direto do banco para comercialização de bens nacionais destinados à exportação

Apoio federal

CCR faz emissão bilionária para obras na Dutra e na Rio-Santos garantida por banco estatal; veja qual

19 de julho de 2024 - 15:10

Segundo a companhia, investimento em duas rodovias soma R$ 15,5 bilhões; parte será bancada pelos R$ 9,4 bilhões em debêntures

SD ENTREVISTA

CEO da Techfin, parceria entre Totvs (TOTS4) e Itaú (ITUB4), aposta em conta digital B2B para concorrer com bancos no segmento PME

19 de julho de 2024 - 14:01

Para Eduardo Neubern, existe uma demanda não atendida no dia a dia das pequenas e médias empresas: uma conta digital integrada às necessidades de pagamento e recebimento

RELEMBRE O CASO

Fantasma de investigação de cartel volta para assombrar a Tegma (TGMA3) após cinco anos e banco de investimentos rebaixa recomendação das ações; entenda

19 de julho de 2024 - 11:29

O mercado repercute a notícia de que o Cade instaurou um processo administrativo contra a companhia que é fruto de uma investigação de 2019

Oferta de ações

Eletrobras embolsa R$ 2,185 bilhões com oferta de ações da controlada CTEEP

19 de julho de 2024 - 10:38

Somando o lote inicial e parte do suplementar, foram vendidas 93 milhões de ações PN da CTEEP

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar