🔴 SÉRIE EMPIRICUS IN$IGTS: +100 RELATÓRIOS CORTESIA – LIBERE GRATUITAMENTE

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
ANTES DA VOLTA ÀS AULAS

A ação que mais subiu no setor de educação pode mais em 2024? Itaú BBA diz que potencial de valorização é de 94%

O banco de investimentos também tem outro papel preferido no setor, com potencial de alta de 44,2%; descubra quais são essas empresas

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
8 de janeiro de 2024
14:01 - atualizado às 12:56
investimento em educação
Imagem: Shutterstock

O setor de educação brasileiro emergiu como um dos melhores desempenhos da bolsa em 2023 — será que há chance de repetir essa performance? Segundo o Itaú BBA, sim e o banco de investimento já elegeu duas favoritas, uma delas com potencial de valorização de 94% em 2024

Parte desse sucesso é explicado pelas expectativas iniciais de incentivos do governo ao ensino superior, que acabaram despertando o entusiasmo dos investidores.

O Itaú BBA pontua que, embora as mudanças previstas não tenham se materializado em 2023, os resultados globais começaram a melhorar, com o crescimento do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização de depreciação) ganhando impulso. 

O banco lembra também que no âmbito regulatório, as discussões sobre os cursos de medicina foram concluídas, mas as discussões sobre uma regulamentação mais rígida no ensino a distância e uma potencial recuperação do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) ainda estão pendentes.

"Não esperamos grandes mudanças nas tendências observadas em 2023. A menos que haja mudanças regulatórias, o ensino a distância experimentará um crescimento sólido, enquanto a educação presencial poderá sofrer uma queda nos volumes, mas ainda mantém o ritmo da inflação", diz o Itaú BBA.

A ação favorita do Itaú BBA no setor

O banco tem duas ações preferidas para o setor. Uma delas é a Ânima (ANIM3) devido ao valution. 

O papel recomendação de compra e preço-alvo de R$ 8 para 2024, o que representa um potencial de valorização de 94% em relação ao fechamento anterior. Acompanhe nossa cobertura ao vivo dos mercados.

O gráfico abaixo mostra a performance da ação ANIM3 em um ano:

Fonte: TradingView

“Esperamos boas tendências de captação para o segmento Ânima Core em 2024, que devem ser compensadas por um aumento na evasão seguindo a estratégia da empresa de redução de bolsas, levando a uma base de alunos estável em relação ao ano anterior”, diz o Itaú BBA em relatório.

Apesar da tendência de volume mais fraco, o banco espera também que os reajustes de preços fiquem ligeiramente acima da inflação. 

Na vertical digital, a previsão é de um forte aumento na base de alunos devido aos sólidos volumes de captação, enquanto pode haver alguns reajustes de preços principalmente para alunos de nível superior. 

No geral, o Itaú BBA projeta receita líquida de R$ 3,973 bilhões em 2024, um crescimento de 6,8% em base anual. Além disso, o banco esperamos que a Ânima apresente uma melhoria na rentabilidade em 2024 como resultado de múltiplas iniciativas implementadas ao longo de 2023, incluindo:

  • Otimização dos custos de aluguel; 
  • Otimização da estrutura docente, o que impulsionou redução de custos; e
  • Reestruturação geral e administrativa, que levou a uma redução significativa nas despesas com pessoal.

O banco projeta ainda um Ebitda ajustado de R$ 1,282 bilhão em 2024, com margem de 32,3%, ou seja, uma alta de 0,4 ponto percentual em termos anuais.

“Continuamos vendo vantagens substanciais para a Ânima, principalmente na vertical médica Inspirali, apesar de reconhecermos a alta alavancagem financeira e os riscos intrínsecos a uma empresa que está focada em ganhos de eficiência e rentabilidade. Ou seja, existe o risco de um deslize na percepção de qualidade da empresa”, diz o Itaú BBA em relatório. 

'PIX' DO MICKEY? ENTENDA POR QUE VOCÊ DEVERIA INVESTIR NAS AÇÕES DA DISNEY (DISB34)

A outra ação que o Itaú BBA também gosta

Se a Ânima é a preferida do Itaú BBA por conta do valution, a Yduqs (YDUQ3) é a favorita quando o banco olha para a execução e os resultados. 

A ação tem recomendação de compra e preço-alvo de R$ 30, o que representa um potencial de valorização de 44,2% em relação ao último fechamento. Acompanhe nossa cobertura ao vivo dos mercados.

O gráfico abaixo mostra a performance da ação da Yduqs em um ano:

Fonte: TradingView

“Espera-se que o segmento presencial da Yduqs reverta a tendência negativa observada em 2023, uma vez que uma boa admissão e desistências reduzidas devem conduzir a uma base de alunos estável em relação ao ano anterior”, diz o Itaú BBA em relatório. 

O banco prevê que a empresa continuará a ajustar os preços tanto para calouros quanto para veteranos na vertical presencial.

No segmento digital, o Itaú BBA projeta mais um ano de forte crescimento na base de alunos, enquanto o preço médio do ticket deverá permanecer estável, já que a Yduqs espera um ambiente competitivo menos agressivo. 

Para o segmento premium, a expectativa do banco é de expansão robusta da base de alunos devido à maturação das vagas do Mais Médicos e ao desempenho positivo do Ibmec em São Paulo, enquanto o ticket médio deverá aumentar em linha com a inflação.

As estimativas do Itaú BBA para a Yduqs em 2024 são:

  • Receita líquida: R$ 5,6 bilhões, uma alta de 11% em base anual
  • Ebitda ajustado: R$ 1,937 bilhão, com margem de 34,2%
  • Lucro ajustado: R$ 604 milhões

“Acreditamos que a Yduqs deverá continuar a reportar resultados operacionais positivos no curto prazo, impulsionados pela boa execução. Além disso, acreditamos que os segmentos digital e premium deverão continuar a ser destaque nos resultados consolidados”, diz o Itaú BBA em relatório. 

As concorrentes

O Itaú BBA tem uma visão cautelosamente otimista para o setor de educação brasileiro em 2024. 

“Apesar dos resultados positivos observados nos nove primeiros meses de 2023, continuamos com uma abordagem conservadora em relação ao setor de ensino superior no Brasil”, diz o banco. 

Segundo o Itaú BBA, o setor está altamente exposto a mudanças regulatórias, como o programa Fies e mudanças no marco regulatório do ensino a distância. 

Além disso, o banco destaca que o valuation não é mais uma pechincha como era no passado. 

“O aumento dos preços das ações observado ao longo de 2023 levou a uma reavaliação dos múltiplos, o que requer uma análise mais detalhada para a seleção de uma ação”, diz. 

Confira a tabela com as recomendações e o preço-alvo de cada ação do setor para 2024:

Afya (AFYA)Ânima (ANIM3)Cogna (COGN3)Cruzeiro (CSED3)Ser (SEER3)Vasta (VSTA)Vitru (VTRU)Yduqs (YDUQ3)
RecomendaçãoCompraCompraCompraCompraNeutraNeutraCompraCompra
Preço-alvo antigoUS$ 20R$ 8R$ 4R$ 7R$ 9US$ 6,2US$ 29R$ 30
Novo preço-alvoUS$ 27R$ 8R$ 4,50R$ 8R$ 8,50US$ 5US$ 26R$ 30
Upside*29,60%93,70%34,70%64,60%18,20%17,40%73,70%44,20%
Fonte: Itaú BBA
*O potencial de valorização foi calculado com base no último fechamento

Compartilhe

AS ÁGUAS VÃO ROLAR

A privatização da Sabesp vem aí: cidade de São Paulo dá um passo fundamental para a desestatização da companhia

17 de abril de 2024 - 20:18

Entre os cerca de 370 municípios atendidos pela Sabesp, São Paulo representa entre 45% e 50% da receita total da empresa de saneamento

MERCADO LOGÍSTICO

Muito além de Cajamar: Log (LOGG3) prevê maior demanda por galpões fora do Sudeste, mas ainda nos grandes centros

17 de abril de 2024 - 16:31

No quarto trimestre, por exemplo, a companhia entregou 131 mil metros quadrados em Salvador, Brasília e Maceió

POR QUE A PRESSA?

Vale (VALE3): a surpresa dos dados que fazem as ações subirem e os bancões correrem

17 de abril de 2024 - 14:47

A mineradora apresentou dados operacionais do primeiro trimestre de 2024 e o mercado refez as contas sobre como será o desempenho financeiro da companhia, que ainda tem pedras no caminho — saiba se é hora de comprar ou vender

ELE MERECE?

Tesla pede a acionistas que votem para aprovar pagamento de US$ 56 bilhões a Elon Musk barrado pela Justiça; entenda o caso

17 de abril de 2024 - 13:17

O bônus ao bilionário foi aprovado em 2018, mas o Tribunal de Delaware barrou o pacote após uma extensa disputa judicial entre um dos acionistas da Tesla e o CEO da companhia

O MERCADO NÃO GOSTOU

Vai decidir quando? Oi (OIBR3) adia pela quarta vez assembleia de credores que votará plano de recuperação judicial  — ações tocam mínima na bolsa

17 de abril de 2024 - 12:11

Os papéis da companhia caíram 1,47% e atingiram o menor valor do dia depois que a votação foi postergada junto com o stay period; confira a nova data e o novo horário

ATENÇÃO, ACIONISTAS

Klabin (KLBN11) e Gerdau (GGBR4) vão distribuir mais de R$ 5,5 bilhões em ações; veja como vai funcionar a bonificação

17 de abril de 2024 - 9:56

O bônus funciona como uma distribuição gratuita de novos papéis para os acionistas das empresas — mas existe data de corte para receber a “remuneração”

DADOS OPERACIONAIS

Quem foi bem e quem foi mal entre as construtoras listadas na B3 nas prévias de resultados do 1T24

17 de abril de 2024 - 6:07

Incorporadoras se aproveitaram do cenário favorável para lançar mais empreendimentos neste começo de ano; saiba quem se destacou, na visão dos analistas

RELATÓRIO OPERACIONAL

Vale (VALE3): alta na produção de minério, vendas fortes e preços baixos — o que você precisa saber sobre a mineradora no 1T24

16 de abril de 2024 - 19:35

O momento conturbado envolvendo indicações do governo e cobranças bilionárias ainda pesa sobre a Vale, cujas ações acumulam perdas no ano

NO BOLSO DO INVESTIDOR

Dona da Vivo (VIVT3) vai depositar até R$ 380 milhões na conta dos acionistas; confira os prazos para receber os JCP da Telefônica 

16 de abril de 2024 - 19:22

O montante corresponde a R$ 0,19545 por ação VIVT3. Saiba quem terá direito aos proventos e quando acontecerá o pagamento

Recuperação judicial

Americanas (AMER3) divulga resultado parcial das escolhas de pagamento feitas pelos credores; veja quanto deve receber cada grupo

16 de abril de 2024 - 19:12

No seu plano de recuperação judicial, a Americanas estabeleceu que seus credores deveriam optar como receber seus créditos devidos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar