🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
BUFFETT BRASILEIRO

Rei dos dividendos fora da mira da CVM: Barsi é absolvido em processo por suspeita de insider trading

O bilionário era acusado pela área técnica de suposto uso de informação privilegiada em operações com ações da Unipar em 2021

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
26 de março de 2024
18:05 - atualizado às 18:37
Luiz Barsi
Luiz Barsi - Imagem: Facebook/Reprodução

Conhecido como rei dos dividendos e “Warren Buffett brasileiro”, o megainvestidor Luiz Barsi Filho acaba de colocar um ponto final em um processo sancionador da CVM por suspeita de uso de informação privilegiada (insider trading) na Unipar (UNIP6), empresa da qual é acionista desde 2013 e membro do conselho de administração desde 2017.

O bilionário era acusado pela área técnica da CVM de suposto uso de informação privilegiada em operações com ações da indústria química em 2021.

Após três anos de investigação pela xerife do mercado de capitais brasileiro, o investidor foi absolvido por unanimidade nesta terça-feira (26) em um julgamento da autarquia no Rio de Janeiro, com votos de cinco diretores. 

Ele alegava ser inocente e afirmava que as operações questionadas pela CVM foram realizadas fora do período de silêncio. O investidor tem um patrimônio avaliado em aproximadamente R$ 4 bilhões, de acordo com dados da revista Forbes até 2022.

"Desde o início, a defesa de Barsi manteve a convicção de que as acusações eram infundadas e que o processo iniciado pela CVM se tratava de uma apuração rotineira e comum à administradores de empresas, na qual estava plenamente confiante de que nada de incorreto havia sido praticado", diz nota enviada ao Seu Dinheiro.

As acusações da CVM

A acusação da CVM contra Luiz Barsi Filho por insider trading — prática de negociação ativos diante de fatos importantes que não são de conhecimento do mercado para obter benefícios próprios — teve início em 2021. 

Basicamente, a xerife do mercado investigou uma negociação de ações ocorrida antes da publicação de um fato relevante por parte da Unipar, em junho de 2021, sobre um acordo de confidencialidade com a Compass Minerals para uma potencial aquisição de unidades.

Na época, a CVM identificou um período de expressiva valorização das ações UNIP3 mesmo antes da publicação do documento na autarquia, levantando suspeitas sobre essas movimentações atípicas.

Dias antes do acordo com a Compass, Barsi adquiriu 13.900 ações UNIP3, totalizando R$ 1,12 milhão.

Segundo as acusações, o investidor teria se aproveitado de informações privilegiadas para comprar as ações, já que esteve presente na reunião do conselho de administração da companhia que votou a contratação da Essentia Partners para a prestação de serviços de consultoria e assessoria estratégica — e que depois foi responsável por assessorar a Unipar nas tratativas com a Compass.

De acordo com Barsi, as operações teriam ocorrido fora do período de silêncio e os valores seriam “extremamente imateriais perante minha posição e perante o volume médio diário negociado”. 

O investidor também afirmou na época que as operações foram exclusivamente de compra, “sem evidência de qualquer venda ou lucro auferido”.

A defesa de Barsi ainda afirmava que havia falta de elementos ou provas mínimas para a tipificação da conduta de insider trading, destacando ainda que a quantidade negociada representa um número considerado "irrelevante frente à quantidade e ao volume de negócios totais registrados no dia 28 de maio de 2021".

"Esta absolvição reafirma a integridade e o compromisso de Barsi com as práticas de governança corporativa e o respeito às regulamentações do mercado de capitais. A conclusão do processo reforça a confiança dos investidores e do mercado em geral na conduta empresarial de Barsi e na consistência de sua estratégia de dividendos", afirma a defesa em nota.

*Com informações de O Globo e Investing.

Compartilhe

LOTERIAS FEDERAIS

Em meio a indecisão da Mega-Sena e Quina, Lotofácil faz milionário no mais recente sorteio; veja loterias federais hoje

19 de maio de 2024 - 10:08

Com a Sena não cravada, o prêmio do próximo concurso, a ser realizado no dia 21 de maio de 2024, sobe para R$ 37 milhões

ATENÇÃO, DEVEDOR

Desenrola Brasil: este é o último fim de semana para aderir à Faixa 1 do programa de renegociação de dívidas; veja como

18 de maio de 2024 - 15:38

Dados do Ministério da Fazenda apontam que, até a semana passada, 14,75 milhões de pessoas já haviam renegociado cerca de R$ 51,7 bilhões em dívidas

DURANTE ENCONTRO

Após 30 anos do Plano Real, ex-presidentes do Banco Central criticam condução da política fiscal

18 de maio de 2024 - 10:19

Ao mesmo tempo, Roberto Campos Neto evitou comentários sobre a condução da política fiscal atual, mas voltou a defender o projeto que concede autonomia financeira ao BC

Mudanças climáticas

Investimento verde é coisa de gringo, mas isso é bom para nós: saiba quais são as apostas ESG do investidor global no Brasil

17 de maio de 2024 - 6:33

Saiba para quais segmentos e tipos de negócios o investidor global olha no Brasil, segundo Marina Cançado, idealizadora de evento que aproximará tubarões internacionais com enfoque ESG do mercado brasileiro

LOTERIAS

Mega-Sena e Quina decepcionam de novo, mas Lotofácil faz 2 meio-milionários — e eles apostaram de um jeito diferente

17 de maio de 2024 - 5:42

Nenhum dos ganhadores da Lotofácil apostou em uma casa lotérica; na Mega-Sena e na Quina, os prêmios acumulados têm oito dígitos

E VEM MAIS POR AÍ

Uma ajuda extra da Receita: lote de restituição do Imposto de Renda para o Rio Grande do Sul supera R$ 1,1 bilhão

16 de maio de 2024 - 19:46

Além de incluir os gaúchos no primeiro lote de restituição, a Receita promoverá medidas para ajudar o contribuinte do estado castigado pelas enchentes

LOTERIAS

Lotofácil faz 2 meio-milionários, Quina acumula de novo e Mega-Sena oferece prêmio turbinado

16 de maio de 2024 - 5:58

Lotofácil sai para uma aposta comum e para um apostador “teimoso”; concurso de final 5 turbina prêmio da Mega-Sena

LOTERIAS

Bolão fatura Lotofácil e faz 4 milionários de uma vez só; Mega-Sena acumula e prêmio dispara

15 de maio de 2024 - 6:02

A Lotofácil estava acumulada ontem, o que engordou o prêmio da “máquina de milionários”; Quina acumulou de novo

MULTIMERCADOS

Ex-colega de Campos Neto no BC, gestor da Itaú Asset aposta em Copom mais rígido com os cortes na Selic daqui para frente

14 de maio de 2024 - 19:58

Ex-diretor de política monetária do BC entre 2019 e 2023 — sob o comando de RCN —, o economista Bruno Serra revelou o que espera para os juros no Brasil

LANCE REVISADO

Ata do Copom mostra divisão mais sutil entre Campos Neto e diretores escolhidos por Lula

14 de maio de 2024 - 10:18

Divergência entre os diretores do Banco Central se concentrou no cumprimento do forward guidance, mas houve concordância sobre piora no cenário

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar