🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
DECLARADO CULPADO

Sam Bankman-Fried é condenado a 25 anos de prisão por lavagem de dinheiro e fraude com criptomoedas na FTX e Alameda

O ex-CEO da corretora disse que, “no fim das contas, ele era o responsável pelo colapso da exchange de criptomoedas FTX”, segundo o site Inner City Press

Renan Sousa
Renan Sousa
28 de março de 2024
13:19 - atualizado às 13:29
Qual será o futuro da FTX Mais do que isso o que você precisa fazer com suas criptomoedas agora
Imagem: Montagem / Seu Dinheiro

Sam Bankman-Fried, também conhecido como SBF, foi condenado a 25 anos de prisão acusado de conspiração e fraude envolvendo a corretora de criptomoedas (exchange) FTX. A decisão foi tomada no tribunal de falências do distrito sul da cidade de Nova York nesta quinta-feira (28). 

O júri chegou a um veredito após cerca de três horas deliberando sobre o caso, que contou com quase duas dezenas de testemunhas e centenas de provas.

Vale destacar que o juiz responsável pela sentença foi o veterano Lewis A. Kaplan — ele já foi encarregado de julgar um processo na esfera civil contra o ex-presidente Donald Trump que, por sinal, também enfrenta problemas com a justiça novaiorquina.

A promotoria responsável pelo caso sugeriu pena de prisão perpétua com base na gravidade dos crimes, com um máximo possível de aproximadamente 110 anos. 

Do outro lado, os argumentos da defesa destacaram o caráter e as intenções de SBF frente à corretora, apelando por uma sentença menor para lhe permitir uma chance de redenção no futuro.

Porém, o ex-CEO da corretora disse aos presentes no tribunal que, “no fim das contas, ele era o responsável pelo colapso da exchange de criptomoedas FTX”, segundo o site Inner City Press.

A conta de Matthew Russell Lee para o portal fez uma thread minuto a minuto do julgamento. Você pode ver (ou rever) aqui

Destaques do julgamento de Sam Bankman-Fried 

Sam Bankman-Fried disse que os clientes serão pagos, apesar das críticas dizerem que isso não acontecerá.

Além disso, SBF afirmou que a Alameda Research, o segmento de investimentos de alto risco do grupo FTX, e a corretora FTX não estavam falidas. Ainda, ele diz que a FTX teria sobrevivido — mas a Alameda não. Leia no histórico mais abaixo a linha do tempo da crise da exchange

Histórico da FTX

Onde você estava no dia 11 de novembro de 2022? Pouco importa, na verdade: essa seria uma terrível sexta-feira para o mercado de criptomoedas.

Isso porque uma das maiores corretoras (exchanges) do mundo — a FTX — entraria com um pedido de recuperação judicial naquele mesmo dia, abalando as estruturas do mercado.

Fundada em 2019, a FTX era um caso de sucesso no mercado cripto, competindo com grandes nomes do setor, como Coinbase, Binance e Kraken. A exchange chegou a estar entre as cinco maiores em volume negociado e não era difícil vê-la chegar ao top 3. 

Mas uma reportagem do Coindesk da época acusava a corretora de usar os fundos dos clientes em operações alavancadas na Alameda Research, o segmento de investimentos de alto risco (venture capital ou apenas VC) do grupo FTX, então liderado por Sam Bankman-Fried, o SBF. 

A partir daí, houve uma série de questionamentos sobre as contas da corretora ao longo dos dias anteriores à falência. À época, estimava-se que a dívida da FTX girava em torno de US$ 9 bilhões. 

FTX e Binance: uma (quase) boia de salvação

Antes de entrar com o pedido de recuperação judicial, diversos rumores tomaram conta do mercado entre a segunda-feira (7) e a sexta-feira (11) de novembro daquele ano.

Um deles indicava que a Binance, maior exchange do planeta em volume negociado, iria comprar as operações da FTX. 

A ideia, no entanto, não saiu do papel, e o token da corretora, o FTT, despencou mais de 55% naquele mesmo dia. O histórico completo você lê aqui

Porém, a queda do FTT abriu outra janela — ou alçapão — da corretora.

Acontece que o token era usado como colateral de empréstimos e outras negociações da FTX. Ou seja, a desvalorização da criptomoeda da corretora gerou um efeito cascata de problemas de liquidez. 

Cadê o dinheiro que estava aqui?

Quem assumiu o projeto de reestruturação da FTX foi John J. Ray III, que também atuou no mesmo processo da Enron, do setor de energia. Após uma devassa nas contas, o que se constatou foi que a contabilidade da corretora era uma bagunça

Não apenas os fundos dos clientes eram usados em operações como também os recursos das diversas empresas do grupo da FTX eram misturados. Dessa forma, o tamanho dos recursos disponíveis — bem como o da dívida — eram incertos. 

De acordo com os dados mais recentes, a corretora deu um prejuízo estimado em US$ 8,9 bilhões aos clientes.

A situação não é boa, mas rumores de que a FTX pudesse voltar a operar fizeram o FTT disparar na última semana, acumulando alta de 246% nos últimos sete dias, de acordo com o Coin Market Cap

Baque no mercado: FTX derrubou bitcoin e outras criptomoedas

O mercado de criptomoedas como um todo já vinha de uma maré baixa ao longo daquela semana. Os problemas com a FTX pressionaram o setor, mas o pedido de recuperação judicial pegou as cotações do bitcoin (BTC) de jeito. 

Naquele dia 11, a maior criptomoeda do planeta caiu para patamares próximos a US$ 15 mil, intensificando o Longo Inverno Cripto daquele ano.

Entretanto, com o pior já tendo passado, o BTC subiu desde então e acumula alta de mais de 100% desde então, atingindo patamares de preço de US$ 37 mil, segundo as cotações deste sábado.

Não ficou barato para FTX

Doze meses após praticamente desaparecer do mercado, o que ficou foi um “julgamento do século” para o mercado de criptomoedas. Sam Bankman-Fried, ex-CEO da FTX, foi parar no banco dos réus, respondendo por acusações que, somadas, podem lhe render mais de 100 anos atrás das grades.

SBF começou com o pé esquerdo. O júri responsável pelo caso culpou o ex-magnata de 31 anos por todas as acusações, incluindo fraude e conspiração. 

O fim do julgamento era esperado para o início deste ano. O número de testemunhas, as centenas de páginas do processo — além, é claro, do precedente que a Corte dos EUA pode abrir para novos julgamentos do tipo — aumentam a complexidade do caso.

Compartilhe

RALI EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) passa pelo primeiro teste de fogo e mira os US$ 70 mil, mas segundo round pode ser ainda mais difícil de superar; entenda

12 de junho de 2024 - 11:03

O começo eletrizante dos negócios nesta quarta-feira (12) se deve à divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, em inglês) dos EUA

CRYPTO INSIGHTS

Até quando o bitcoin (BTC) vai ficar de lado?

11 de junho de 2024 - 19:31

Não estamos ainda no auge do bull market, pois o fator fundamental para isso (liquidez) ainda está em níveis não favoráveis para as conhecidas e tão desejadas alavancadas de preço

NEGATIVO

Entenda os dois fatores que fizeram o bitcoin (BTC) cair quase 4% hoje e derrubam o mercado de criptomoedas

11 de junho de 2024 - 11:03

No caso das criptomoedas, as liquidações nas últimas 24h cresceram mais de 200%, atingindo o patamar de US$ 195,41 milhões, segundo o CoinGlass

EM ALTA

Bitcoin (BTC) supera fase de consolidação de preços e toca os US$ 71 mil; ethereum (ETH) e outras criptomoedas sobem hoje

4 de junho de 2024 - 15:10

O último grande evento do mercado havia sido a aprovação dos primeiros ETFs de ethereum (ETH) à vista (spot) dos Estados Unidos

SEM LASTRO NEM RASTRO

A incrível história da ‘rainha cripto’ que deu um golpe de mais de R$ 20 bilhões — e hoje ninguém sabe se ela está escondida ou morta

3 de junho de 2024 - 16:06

Conhecida como rainha cripto, Ruja Ignatova não é vista desde 2017 — e especula-se que isso tenha relação com seu suposto envolvimento com um mafioso búlgaro

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

O que a aprovação do primeiro ETF de ethereum (ETH) à vista dos EUA tem a ver com o bitcoin (BTC) na Zona da Banana; entenda aqui

1 de junho de 2024 - 15:37

A maior criptomoeda do mundo “estacionou” no patamar próximo dos US$ 68 mil, enquanto as demais moedas também tem valorizações modestas

AVANÇO NO BRASIL

Circle, emissora da stablecoin USDC (USDC), firma parceria com BTG Pactual (BPAC11) e Nubank (ROXO34) para oferecer ‘dólar digital’ aos clientes

29 de maio de 2024 - 14:00

O anúncio acontece pouco mais de uma semana após o banco central publicar seu cronograma de regulação de stablecoins

SALTO EM CRIPTO

Aprovação do ETF de ethereum (ETH) impulsiona criptomoedas hoje; bitcoin (BTC) salta para US$ 70 mil

27 de maio de 2024 - 14:14

Quatro meses depois da aprovação dos primeiros ETFs de bitcoin à vista (spot), o mercado celebra a mesma notícia, mas agora para o ethereum (ETH)

CONVERSA COM DIRETOR

Fundo de criptomoedas por R$ 0,01: executivo explica estratégia da gestora do Banco do Brasil (BBAS3) para disponibilizar produto para público amplo

27 de maio de 2024 - 6:01

Entre outras mudanças ocorridas na gestão do fundo, Mário Perrone, diretor comercial e de produtos da gestora, contou para o Seu Dinheiro o motivo

CRIPTOMOEDAS

A SEC mudou de ideia em relação às criptomoedas? Aprovação de ETF de ethereum (ETH) sugere que isso pode ter começado a acontecer

26 de maio de 2024 - 11:27

Xerife do mercado financeiro norte-americano concedeu aval para o funcionamento de ETFs de ethereum à vista

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar