🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
IRÃ X ISRAEL

Bitcoin (BTC) despenca: aumento da tensão no Oriente Médio cria ‘flash crash’ no mercado de criptomoedas; entenda

Depois do avanço de drones e mísseis balísticos sobre o território israelense, o mercado de criptomoedas reduziu a queda, mas segue pressionado

Renan Sousa
Renan Sousa
14 de abril de 2024
14:41 - atualizado às 16:25
Bitcoin (BTC) em queda com a crise nos bancos
Imagem: Montagem Seu Dinheiro

O acirramento dos problemas no Oriente Médio, com o recente ataque do Irã a Israel como forma de retaliação por uma investida que deixou um general iraniano morto, pegou as criptomoedas no pé contrário. O bitcoin (BTC) chegou a ter um flash crash de mais de 10% enquanto era madrugada aqui no Brasil.

O termo “flash crash” é utilizado quando há uma rápida liquidação de ativos. Consequentemente, os preços caem mas tendem a voltar ao normal após um curto espaço de tempo. 

Depois do avanço de drones e mísseis balísticos sobre o território israelense, o mercado de criptomoedas reduziu a queda, mas segue pressionado de olho nos desdobramentos do conflito.

Veja como andam as dez maiores criptomoedas do mundo hoje:

#Nome (Símbolo)PreçoVariação 24hVariação 7dVariação YTD
1Bitcoin (BTC)US$ 64.336,19-4,57%-7,29%52,17%
2Ethereum (ETH)US$ 3.040,79-7,03%-10,32%33,26%
3Tether (USDT)US$ 1,000,07%0,05%0,09%
4BNB (BNB)US$ 554,21-6,77%-5,55%77,41%
5Solana (SOL)US$ 138,84-8,52%-23,15%36,77%
6USDC (USDC)US$ 1,000,03%0,02%0,01%
7XRP (XRP)US$ 0,4921-9,37%-17,47%-21,90%
8Toncoin (TON)US$ 6,60-0,47%21,59%182,58%
9Dogecoin (DOGE)US$ 0,157-8,37%-19,36%70,60%
10Cardano (ADA)US$ 0,4698-8,36%-20,44%24,60%
Fonte: Coin Market Cap

Consequência para o bitcoin e outras criptomoedas

Vale dizer que as criptomoedas são ativos muito líquidos — em outras palavras, é fácil de comprar, vender ou simplesmente converter em moeda, tendo em vista que o mercado opera 24h por dia e sem pausas. 

Assim, esse é um setor sensível e volátil a qualquer elevação de tom de ameaças internacionais. 

A perspectiva é de que os mercados tradicionais também abram pressionados na próxima segunda-feira (15), em especial o petróleo, o ouro, os Treasurys (títulos do Tesouro norte-americanos) e outros ativos considerados de refúgio em momentos de incertezas.

Mais importante do que isso, os juros pelo mundo devem permanecer pressionados com a perspectiva de alta do petróleo.

O Conselho de Segurança da Organização da ONU agendou uma reunião de emergência para este domingo (14) para discutir o ataque do Irã a Israel, o que pode dar certo alívio na abertura de amanhã.

O que o bitcoin tem a ver com os juros

Recapitulando, as criptomoedas tem um comportamento parecido com as ações de tecnologia, ao menos no que diz respeito à reação dos juros. 

Em linhas gerais, esses ativos de maior risco precisam de “dinheiro barato” para conseguir crescer e os juros são o que tornam a tomada de crédito mais cara.

Assim, desde o começo do ano, os investidores aguardam o começo do alívio no aperto monetário com grandes expectativas.

Apesar de o BTC já ter renovado as máximas históricas mesmo antes do halving e do início dos cortes de juros por lá, analistas enxergam que há espaço para mais. Leia aqui o que eles pensam.

Compartilhe

NAS MÃOS DO BC

Faltam apenas três passos para que o Banco Central regule o mercado de criptomoedas no Brasil; confira o cronograma

20 de maio de 2024 - 17:31

A instituição ressalta que deve dar atenção especial às regras de prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento de terrorismo

SUBSTITUIÇÃO

CEO do maior fundo de bitcoin (BTC) do mundo renuncia em meio à debandada de investidores do GBTC

20 de maio de 2024 - 14:24

Quem assumirá seu lugar interinamente será Peter Mintzberg da empresa a partir de agosto, além de se juntar ao conselho de administração da Grayscale

VAI APAGAR A LUZ

Venezuela vai desligar máquinas de mineração de bitcoin (BTC) no país; você deveria se preocupar?

20 de maio de 2024 - 9:32

Vale lembrar que a Venezuela é um país que sofre várias sanções internacionais, o que limita a capacidade de geração e distribuição de energia para a população

APÓS A TEMPESTADE

Colhendo os cacos do Inverno das Criptomoedas: plataforma de staking da Gemini deve começar a devolver ativos dos clientes neste mês

19 de maio de 2024 - 12:44

O anúncio foi feito após a Justiça aprovar o plano de recuperação judicial do Digital Currency Group (DCG)

ESPERE E VERÁ

Bitcoin (BTC) em alta — e vai continuar: companhia de pesquisa em criptomoedas identifica possível “efeito FTX” no preço dos ativos digitais

16 de maio de 2024 - 11:46

Recentemente, a FTX anunciou que pagaria — com juros — os montantes devidos aos clientes, algo entre US$ 14,5 bilhões e US$ 16,3 bilhões

QUEDA DOS IMPÉRIOS

Os Faraós do Inverno Cripto: Como a prisão de três magnatas do mundo das criptomoedas influencia na regulação global do mercado?

16 de maio de 2024 - 6:15

Se, por um lado, muitas pessoas foram prejudicadas por esses eventos, por outro, ficou clara a necessidade de uma regulação mais dura em relação a esse mercado

ACELERANDO ALTA

Bitcoin (BTC) salta e busca US$ 65 mil após inflação dos EUA diminuir ritmo de alta — agora, quando os juros irão cair?

15 de maio de 2024 - 11:13

De acordo com as estimativas do CME Group, as chances de o primeiro corte de juros acontecer em setembro são de mais de 50%

SOBE E DESCE

Entenda como ‘efeito GameStop’ fez criptomoeda saltar mesmo com dia de queda nos preços do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 16:33

A volta das “meme stocks” fez ressurgir o mercado das memecoins, as criptomoedas nascidas de piadas na internet

MAIOR ALTA DA SEMANA

Render (RNDR): quem é a criptomoeda que deixou o bitcoin (BTC) no chinelo com alta de mais de 40% na semana?

7 de maio de 2024 - 10:55

Em um relatório do começo deste ano, a Empiricus fez um relatório explicando o porquê de essa criptomoeda se destacar ante às demais

CRYPTO INSIGHTS

O embate mais importante do mundo das criptomoedas: Desafios regulatórios colocam SEC e empresas de cripto em lados opostos do tabuleiro

7 de maio de 2024 - 8:18

Na minha opinião esse nível de excesso regulatório destrói completamente a credibilidade da SEC e influencia diretamente nas eleições

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar