🔴 RENDA MÉDIA DE ATÉ R$238,02 POR DIA COM APENAS 4 CLIQUES – SAIBA COMO

Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP, já passou pelo portal DCI e setor de análise política da XP Investimentos.
AÇÃO DO MÊS

Vale (VALE3) sai do pódio e dá lugar a Cyrela (CYRE3) e PRIO (PRIO3); confira as ações preferidas dos analistas de 12 corretoras para abril 

O desempenho da mineradora acompanhou a forte queda do minério de ferro, além da disputa pelo comando da companhia; as vencedoras do mês tiveram três recomendações cada

Liliane de Lima
4 de abril de 2024
9:01 - atualizado às 19:14
Ações do mês | Vale VALE3 Suzano SUZB3 Itaú ITUB4 Ação | Vivara VIVA3
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O mês de março não foi fácil para o investidor brasileiro. O Ibovespa caiu 0,71%, com parte da queda patrocinada pela Vale (VALE3), ação com maior peso no principal índice da bolsa brasileira.

Em meio às dúvidas sobre o crescimento chinês, maior comprador de minério de ferro da mineradora, e da disputa interna sobre o novo CEO, a Vale (VALE3) acabou ficando de fora do pódio das Ações do Mês pela primeira vez em 2024.

No levantamento exclusivo que o Seu Dinheiro faz todos os meses com corretoras e casas de análise, outras duas ações — que foram ‘figurinhas carimbadas’ nos primeiros três meses do ano — aparecem como as mais indicadas nas carteiras recomendadas de 12 analistas para abril. 

Será um início do segundo trimestre com o pé direito? A resposta ainda é incerta. 

Mas, segundo os analistas consultados, é hora de apostar em uma construtora que se destacou com os resultados do quarto trimestre de 2023: Cyrela (CYRE3) ganhou medalha de ouro com três recomendações. 

A companhia disputa o primeiro lugar com a petroleira junior PRIO (PRIO3), que também recebeu três recomendações. Para os analistas, a empresa é uma opção atrativa para o setor de commodities — e alternativa à Petrobras (PETR4)

Confira a seguir as principais apostas dos analistas de cada corretora para abril:

Entendendo a Ação do Mês: todos os meses, o Seu Dinheiro consulta as principais corretoras do país para descobrir quais são suas apostas para o período. Dentro das carteiras recomendadas, normalmente com até 10 papéis, os analistas indicam os seus três prediletos. Com o ranking nas mãos, selecionamos os que contaram com pelo menos duas indicações.

Ação do mês: Chegou a hora e a vez das construtoras?

Cyrela (CYRE3), que agora conquistou a medalha de ouro, apareceu nas últimas duas edições da “Ação do mês”. 

Sendo assim, quem seguiu a recomendação desde fevereiro e investiu nas ações da construtora obteve um rendimento acumulado de 11,54% — ante alta de 0,28% do Ibovespa no período. 

Um dos motivos para o forte desempenho é o resultado do quarto trimestre de 2023. 

A companhia registrou lucro líquido de R$ 248 milhões entre setembro e dezembro de 2023. O número representa uma leve queda de 1% ante o 3T23, mas houve alta de 19% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Já o acumulado de 2023 chegou a R$ 942 milhões, cifra 16% superior à reportada em 2022. Enquanto a margem líquida, métrica importante para o setor pois revela qual é a porcentagem de lucro em relação às receitas, foi de 15,1%, contra 14,9% na mesma base de comparação.

Além do balanço robusto, o Santander vê mais motivos para ter ações da Cyrela na carteira.

Entre eles, a exposição ao programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) — por meio da subsidiária Vivaz e de outras duas construtoras da B3, Plano&Plano e Cury, das quais Cyrela é acionista — e um valuation atraente. 

Na visão do banco, a companhia está sendo negociada atualmente com um desconto de aproximadamente 10% em relação à média histórica, considerando a relação preço da ação/valor patrimonial (P/VPA). Mas não só.

“Esperamos que a Cyrela também se beneficie do ciclo de flexibilização da taxa Selic, embora não esperemos ver as taxas de financiamento imobiliário caindo no mesmo ritmo”, escrevem os analistas Ricardo Peretti e Alice Corrêa, do Santander, em relatório.

Para a Empiricus, além de a ação estar barata, com uma melhora na rentabilidade e na geração de caixa, a construtora tem capacidade de elevar a distribuição de dividendos ao longo do tempo. 

Além de Cyrela, Direcional (DIRR3), Plano&Plano (PLPL3) — na qual a Cyrela investe e faz parte do bloco de controladores — e Moura Dubeux (MDNE3) são ações do setor de construção que apareceram entre as recomendações para abril. 

Prio (PRIO3): opção para quem quer “fugir” de Petrobras (PETR4)

O mercado mantém o consenso de apostar, de forma mais cautelosa, no setor de commodities — principalmente, em razão dos riscos geopolíticos no Oriente Médio

Aliás, as cotações do petróleo voltaram a subir nas últimas semanas e tentam retomar o nível de US$ 90 o barril. 

Nesse cenário, a Petrobras (PETR4) seria uma opção na bolsa para capturar esse movimento. Mas depois da polêmica sobre a retenção dos dividendos extraordinários, os analistas preferiram apostar em outra empresa do setor: a PRIO (PRIO3)

Apenas no mês de março, a ação PRIO3 acumulou alta de 11,51%, sendo boa parte reação aos números do último balanço. 

No “melhor trimestre da história”, nas palavras do CEO da companhia, Roberto Monteiro, a PRIO registrou lucro líquido de US$ 324,2 milhões, um crescimento de 71% na base anual. 

Já o lucro antes dos juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado somou US$ 462,06 milhões, uma alta de 296% na mesma base de comparação. 

Para o analista-chefe da Planner Investimentos, Mario Mariante, a petroleira junior vem aumentando a eficiência, com a consolidação dos ativos e lifting cost recorde de US$ 6,80 por barril — o menor já registrado, em função do Plano de Revitalização de Frade com aumento de produção e redução de custos no campo de Albacora Leste.

Confira a seguir as ações do mês de abril:

3 indicações

  • Cyrela (CYRE3)
  • PRIO (PRIO3)

2 indicações

  • Vivara (VIVA3)
  • Multiplan (MULT3)
  • Telefônica Vivo (VIVT3)
  • Localiza (RENT3)

ONDE INVESTIR EM ABRIL: VEJA OS MELHORES INVESTIMENTOS NA BOLSA - AÇÕES, FUNDOS IMOBILIÁRIOS E BDRS

Compartilhe

SOB NOVA DIREÇÃO

Em vitória para a Capitânia, cotistas aprovam troca na gestão e novo nome para o QAGR11, fundo agro com mais de 20 mil cotistas

28 de maio de 2024 - 13:02

A troca de gestão concluída hoje foi alvo de protestos por parte da antiga gestora do fundo, a Quasar Asset, que acusou a Capitânia de adotar uma “estratégia predatória”

DESENROLANDO LEMANN

Como a Americanas (AMER3) gastou ‘apenas’ R$ 2 bilhões para zerar dívida mais de quatro vezes maior

28 de maio de 2024 - 9:42

Leilão reverso da Americanas (AMER3) faz parte do plano de recuperação judicial; operação levou à quitação de R$ 8,6 bilhões em dívidas

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa sobe com Petrobras (PETR4) e prévia da inflação abaixo do esperado; Nasdaq renova máxima intraday

28 de maio de 2024 - 7:17

RESUMO DO DIA: Com a retomada das negociações em Nova York e no Reino Unido, o Ibovespa opera com mais liquidez com a agenda agitada. O IPCA-15, considerado uma prévia da inflação, registrou avanço menor do que o esperado para maio. O mercado também reage a primeira entrevista coletiva de Magda Chambriard como CEO da […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Sem NY, Ibovespa rompe o ciclo de quedas e sobe com Petrobras (PETR4); dólar fecha a R$ 5,17

27 de maio de 2024 - 17:25

RESUMO DO DIA: A semana mais curta se iniciou com a liquidez reduzida nos mercados. As bolsas de Londres e dos Estados Unidos não operaram por feriados locais. A bolsa brasileira seguiu então a tendência das commodities e conseguiu romper o ciclo de quedas. Após seis baixas consecutivas, o Ibovespa terminou o dia com alta […]

DESTAQUES DA BOLSA

Magazine Luiza (MGLU3) conclui grupamento e ações caem na B3

27 de maio de 2024 - 12:01

A varejista anunciou o grupamento de ações na proporção de 10 para 1, em março; os papéis deixaram de ser negociados próximos a R$ 1

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Inflação no Brasil e nos EUA são destaques dos próximos dias, mas feriado local drena liquidez da semana

26 de maio de 2024 - 17:03

Além disso, o mercado financeiro permanecerá de olho nas estatísticas fiscais brasileiras e na taxa de desemprego

XERIFE NA ÁREA

Na dúvida, Cade busca esclarecimentos sobre parceria entre Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4)

26 de maio de 2024 - 10:18

Necessidade ou dispensa de notificação ao Cade desperta dúvidas desde anúncio de acordo de compartilhamento de malhas da Azul e da Gol

ASSEMBLEIA CONJUNTA CONVOCADA

Trabalhadores da Eletrobras (ELET3) ameaçam iniciar greve por tempo indeterminado

25 de maio de 2024 - 17:04

Assembleia conjunta de sindicatos foi chamada para a segunda-feira; se paralisação for aprovada, greve na Eletrobras deve ter início em 3 de junho

UM PARA DEZ

Como vão ficar os BDRs da Nvidia (NVDC34) com o desdobramento das ações no Nasdaq

25 de maio de 2024 - 15:03

Com resultado melhor que o esperado e reajuste de dividendos, Nvidia promoveu um desdobramento de ações que também vai valer para seus BDRs

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai 3% na semana com peso da política monetária dos EUA e Petrobras (PETR4); dólar sobe a R$ 5,16

24 de maio de 2024 - 17:38

RESUMO DO DIA: A semana que parecia não ter fim acabou, mas sem alívio nos mercados: o Ibovespa completou seis pregões consecutivos de queda. O principal índice terminou o dia com baixa de 0,34%, aos 124.305 pontos. Na semana, o recuo acumulado foi de 3%. Já o dólar à vista avançou 0,27% ante o real […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar