🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
MERCADOS HOJE

Lula não gostou, mas o mercado sim: após decisão de manter Selic em 10,5% e comunicado duro, Ibovespa salta 1% hoje

No mesmo horário, o dólar à vista era negociado próximo da estabilidade, ainda na faixa de R$ 5,40, reagindo ao cenário internacional

Renan Sousa
Renan Sousa
20 de junho de 2024
12:15 - atualizado às 12:31
lula brasil cenário macro economia investimentos / estatais / empresas estatais
Imagem: Flickr/Ricardo Stuckert - Montagem: Giovanna Figueredo

Mesmo com severas críticas do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central não se acuou. Na decisão da última quarta-feira (19), a autoridade monetária interrompeu os cortes da Selic e manteve a taxa básica de juros brasileira em 10,5% ao ano

Entidades ligadas à indústria, varejo e aliados do presidente Lula criticaram a decisão, alegando que não há justificativa para manter as taxas tão elevadas.

Porém, o mercado financeiro gostou não apenas da decisão — unânime, com os nove membros do Comitê votando pela manutenção dos juros — como também do comunicado mais halkish (agressivo, no jargão do mercado) após a decisão. 

O documento diz que o cenário global é incerto, com dúvidas principais recaindo sobre o afrouxamento monetário nos Estados Unidos. Além disso, é destacado que o quadro doméstico está marcado por "expectativas desancoradas" que demandam mais cautela.

Veja como estavam bolsa e dólar por volta das 11h30:

  • Ibovespa: 121.476 (+1,10%)
  • Dólar à vista: R$ 5,4171 (-0,07%)

O que o mercado achou da decisão?

“A manutenção da taxa Selic em 10,5% é suficiente para levar o IPCA à meta até o fim de 2025. Em nosso cenário, projetamos que a taxa Selic seguirá em 10,5% até o fim de 2024 e termine 2025 em 10%”, comenta Nicolas Borsoi, economista-chefe da Nova Futura Investimentos.

Além dele, alguns integrantes do mercado entendem que o comunicado do BC poderia ter sido mais ainda duro, em meio a críticas à autarquia. 

Contudo, para o estrategista-chefe da BGC Liquidez, Daniel Cunha, isso poderia fazer a autoridade monetária antecipar riscos — “por ora, desnecessários”, na visão dele.

Cunha cita que um comunicado ainda mais duro do que o que foi feito poderia gerar falta de consenso entre os integrantes do Banco Central, aumentando os ruídos na sucessão da instituição.

Vale lembrar que Roberto Campos Neto, atual presidente do BC, fica no cargo até o fim do ano. O mais cotado para assumir sua posição é Gabriel Galípolo, atual diretor de política monetária, mais alinhado com o pensamento do presidente Lula sobre juros. 

Assim, Cunha explica que “ter que” subir juros para, de fato, manter a credibilidade da condução da política monetária atual poderia gerar um loop de deterioração das expectativas, o que levaria a outra falta de consenso e, finalmente, novos questionamentos à instituição. 

Além do Ibovespa: o dólar hoje

O dólar à vista começou o dia próximo da estabilidade, mas começou a cair no fim da manhã desta quinta-feira (20). 

Vale lembrar que a moeda norte-americana vinha escalando nos últimos dias, com o cenário fiscal em foco e fuga para investimentos de menor risco e maior segurança. 

Também contribuiu para a força do dólar na véspera o feriado dos Estados Unidos, que reduziu a liquidez global. Esse cenário tende a aumentar a volatilidade global. 

MercadoÍndiceValorVariação (%)
Nova YorkS&P 5005.495+0,15%
Dow Jones38.982+0,38%
Nasdaq17.859+0,01%
EuropaDAX (Frankfurt)18.209+0,79%
FTSE 100 (Londres)8.262+0,70%
CAC 40 (Paris)7.662+1,22%
Stoxx 600517,55+0,61%
Fonte: Investing.com

Compartilhe

DESTAQUES DA BOLSA

Ibovespa segue invicto em julho; confira as maiores altas e quedas da última semana na bolsa

13 de julho de 2024 - 9:30

As ações da Embraer, da B3 e da Petz lideraram as altas da semana no Ibovespa; principal índice da bolsa brasileira subiu nos 10 últimos pregões

FECHAMENTO DOS MERCADOS

Xô abraço de urso: depois do S&P 500, Dow Jones supera máximas e passa dos 40 mil pontos

12 de julho de 2024 - 17:06

A escalada começou no dia anterior, quando o Dow avançou na contramão dos outros índices, que enfrentaram uma liquidação. Nesta sexta-feira (12), o índice de 30 ações continuou subindo, apoiado nas apostas de investidores em nomes industriais.

DINHEIRO NO BOLSO

Ações da Santos Brasil (STBP3) disparam 5% na B3 com proposta de depósito bilionário para os acionistas

12 de julho de 2024 - 12:36

O conselho da companhia propôs ontem a realização de uma redução de capital com devolução em dinheiro aos investidores

DESTAQUES DO SETOR IMOBILIÁRIO

Ações de construtoras caem apesar de recordes de vendas e elogios dos analistas; confira os destaques das prévias de Cyrela, Direcional, Even e Tenda

12 de julho de 2024 - 11:39

A maior queda entre o quarteto é registrada pelos papéis da Cyrela, que reportou queda nas vendas e lançamentos do segundo trimestre

DESTAQUES DA BOLSA

Fundo imobiliário de hotéis anuncia queda de mais de 70% nos dividendos e cotas voltam a despencar 15% na B3; veja o que afetou os proventos do MGHT11

11 de julho de 2024 - 17:24

O fundo imobiliário distribuirá R$ 0,13 por cota neste mês, uma queda forte ante os R$ 0,45 por cota pago aos investidores em junho

AGENTE DO CAOS

A culpa é do dólar? O efeito borboleta que pode provocar novas intervenções do Japão no câmbio

11 de julho de 2024 - 16:43

O iene chegou a ser negociado nesta quinta-feira (11) a 158,55 em relação ao dólar — o maior salto diário da moeda japonesa desde o final de 2022

REAÇÃO ÀS PRÉVIAS

Ações da Mitre (MTRE3) saltam 6% e MRV (MRVE3) também sobe após quebrar recorde; Cury (CURY3) recua apesar de trimestre com maiores vendas da história

11 de julho de 2024 - 11:36

Os investidores repercutem as prévias operacionais do segundo trimestre divulgadas ontem pelas três companhias

MOVIMENTAÇÃO ACIONÁRIA

Even (EVEN3) poderá despejar quase 10 milhões de ações na Melnick (MELK3) no mercado após sinal verde de fundadores da incorporadora gaúcha

11 de julho de 2024 - 10:44

Os papéis em questão foram retirados do Acordo de Acionistas entre os controladores da companhia e poderão ser negociados no mercado sem nenhuma restrição

SD ENTREVISTA

BTLG11: gestor do fundo imobiliário queridinho dos analistas diz onde vê oportunidades e detalha estratégias de reciclagem e aquisições

11 de julho de 2024 - 6:07

Segundo um dos gestores do FII, Francisco Tavares Júnior, o tamanho da carteira tem ajudado em uma das principais estratégias para o fundo

FIIs HOJE

Dois fundos imobiliários com mais de 38 mil cotistas também confirmam exposição a devedora de CRIs que pediu recuperação judicial

10 de julho de 2024 - 19:01

Ourinvest JPP (OUJP11) e JPP Capital Recebíveis Imobiliários (JPPA11) enviaram comunicados ao mercado sobre o tema

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar