🔴 AS BIG TECHS ESTÃO ‘SUGANDO’ DINHEIRO DA BOLSA BRASILEIRA? – VEJA COMO SE PROTEGER

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Mercados hoje

Futuros de Nova York operam em baixa com cautela pré-Fed em dia cheio de indicadores econômicos no exterior

A bolsa brasileira permanece fechada, assim como vários outros mercados ao redor do mundo, mas Wall Street opera normalmente e está de olho na decisão de juros

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), fala num púlpito com a bandeira americana ao fundo diário de bordo
Imagem: Federal Reserve

Hoje é feriado do Dia do Trabalho no Brasil, mas não será um dia de descanso para o investidor. Embora a B3 permaneça fechada – assim como a maioria das principais bolsas da Europa e da Ásia –, nos Estados Unidos a agenda está cheia, e as bolsas de Nova York operam normalmente.

O principal evento do dia é, sem dúvida, a decisão de juros do Federal Reserve, o banco central americano, marcada para ser divulgada às 15 horas. Na expectativa, os futuros dos índices de ações americanos operam em baixa nesta manhã, indicando cautela.

Há pouco, o futuro do S&P 500 recuava 0,37%, o do Dow Jones caía 0,18% e o do Nasdaq tinha baixa de 0,65%.

O Fed deve manter os juros inalterados na faixa de 5,25% a 5,50%, mas os investidores estão de olho mesmo é no discurso do presidente do banco central, Jerome Powell, que deve indicar os próximos passos da instituição.

Com as últimas indicações de inflação persistente nos Estados Unidos, o mercado já adiou repetidas vezes a expectativa para o tão aguardado início dos cortes de juros, que hoje está esperado, majoritariamente, apenas para dezembro.

Na expectativa de um Fed mais duro em relação à política monetária, o dólar também opera em alta ante outras moedas fortes nesta quarta, com um avanço de 0,09% do índice DXY.

Para além da decisão do Fed, para esta manhã ainda é esperada uma série de dados econômicos nos EUA, a começar pelo relatório de empregos ADP, que segundo as expectativas do mercado deve indicar a criação de 175 mil vagas no setor privado do país.

Também veremos a divulgação dos Índices de Gerentes de Compras (PMIs) industriais apurados pela S&P Global e pela ISM, com estimativas de 49,9 e 50, respectivamente; do relatório de empregos Jolts, que deve indicar a abertura de 8,665 milhões de vagas, e dos estoques de gasolina, pelo Departamento de Energia americano.

Temporada de balanços continua a todo vapor

Mas nem só de indicadores econômicos vivem as bolsas internacionais neste 1º de maio. A temporada de balanços do primeiro trimestre continua, já com as reações aos resultados da fabricante de chips AMD e da Amazon, divulgados no fim da tarde de ontem.

A AMD opera em queda de 7,00% no pré-mercado, após divulgar um lucro ajustado apenas em linha com o esperado, enquanto a Amazon sobe 1,77%, após superar estimativas de lucro e receita.

Também são aguardados para esta quarta-feira os balanços da Mastercard, Qualcomm, Pfizer, Kraft Heinz e BlackRock.

  • Os balanços do 1T24 já estão sendo publicados: receba em primeira mão a análise dos profissionais da Empiricus Research e saiba quais ações comprar neste momento. É totalmente gratuito – basta clicar aqui.

Outros mercados

Embora a maioria das principais bolsas estejam fechadas em razão de feriados, no Reino Unido, onde também se celebra o Dia do Trabalho, os mercados abriram.

O FTSE 100, principal índice da Bolsa de Londres, avançava 0,08% há pouco, após o PMI Industrial do Reino Unido cair menos do que o inicialmente esperado em abril. O indicador, divulgado nesta manhã, caiu de 50,3 em março para 49,1 em abril, o que indica contração do setor, mas ficou acima das projeções de 48,7.

Já na região da Ásia e Pacífico, as bolsas de Tóquio e Sydney fecharam em baixa, acompanhando a queda dos principais índices americanos ontem e em clima de cautela com a decisão do Fed e os feriados em diversos mercados globais nesta quarta.

O índice Nikkei, em Tóquio, fechou em queda de 0,34%, enquanto o S&P ASX 200, em Sydney, recuou 1,23%.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Fed mantém juros inalterados pela sétima vez consecutiva e dólar sobe a R$ 5,40; Ibovespa cai 1% de olho no fiscal

12 de junho de 2024 - 17:21

RESUMO DO DIA: Se enganou quem achou que a decisão dos juros nos Estados Unidos seria o único destaque do dia. O cenário fiscal doméstico roubou a cena e o Ibovespa voltou ao território negativo. O principal índice da bolsa brasileira fechou em baixa de 1,40%, aos 119.936 pontos, renovando a mínima do ano e […]

FECHAMENTO DOS EUA

Inflação e juros: o combo que fez o S&P 500 e o Nasdaq saltarem para um outro recorde intradiário

12 de junho de 2024 - 17:06

De um lado, o CPI de maio veio melhor do que as projeções. De outro, o Fed manteve a taxa de juros inalterada e reduziu para um o número de cortes neste ano

REPORTAGEM ESPECIAL

Exclusivo: Controladores da Méliuz (CASH3) montam posição em opções com ações da empresa, que quer apertar “pílula de veneno”

12 de junho de 2024 - 15:22

Ações da Méliuz (CASH3) dispararam mais de 15% após empresa divulgar que pessoas ligadas ao controle “venderam opções de venda” de ações da companhia

OPERAÇÃO GREENWASHING

Como uma operação da polícia federal deve afetar os dividendos de dois fiagros com mais de 40 mil cotistas

12 de junho de 2024 - 13:26

Os proventos do AZ Quest Sole (AAZQ11) e do AZ Quest negociado na Cetip, devem ser afetados pelos desdobramentos de uma operação deflagrada na semana passada

TERREMOTO NO MERCADO

Dólar dispara a R$ 5,42 e Ibovespa atinge menor nível em um ano: o que Lula tem a ver com isso?

12 de junho de 2024 - 12:35

Declarações do presidente da República suscitaram mais preocupações sobre o cenário fiscal; mercado vê enfraquecimento de Haddad

CAPITAL PRIVADO

Como a seca dos IPOs na B3 vem atrapalhando a indústria de private equity — e o que esperar daqui pra frente, segundo a presidente da ABVCAP

12 de junho de 2024 - 9:31

Em entrevista ao Seu Dinheiro, Priscila Rodrigues detalhou as oportunidades que existem no mercado de capitais privado atualmente; confira

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa ignora IPCA e recupera os 121 mil pontos com bancos; dólar sobe à espera dos juros nos EUA

11 de junho de 2024 - 17:11

RESUMO DO DIA: Na véspera da decisão de política monetária dos Estados Unidos, os bancos brasileiros foram os impulsionadores do Ibovespa — em dia de alguns ventos contrários para a economia local. O principal índice da bolsa brasileira recuperou o fôlego deixado nos últimos minutos da sessão anterior e fechou o pregão hoje com a […]

PERDENDO O PODERIO

Acabou para o dólar? FMI confirma perda gradual e constante da dominância da verdinha — e moedas que ganharam espaço surpreenderam

11 de junho de 2024 - 15:03

Ainda que as incertezas econômicas contribuem para a valorização do dólar, alguns países começaram a incluir outras moedas nas reservas cambiais

FUNDOS IMOBILIÁRIOS HOJE

Maxi Renda (MXRF11) oficializa oferta de até R$ 1 bilhão e diz quanto custará cada nova cota; vai ter desconto?

11 de junho de 2024 - 12:28

O FII quer levantar até R$ 1 bilhão, considerando a oferta-base de R$ 800 milhões e um lote adicional de até R$ 200 milhões

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Petrobras (PETR4) ‘rouba’ a cena e segura Ibovespa aos 120 mil pontos; dólar sobe de olho no Fed

10 de junho de 2024 - 17:20

RESUMO DO DIA: A semana focada na política monetária dos Estados Unidos começou com alívio para as bolsas de NY, mas não para o Ibovespa. Isso porque o avanço do petróleo – que favoreceu a Petrobras (PETR4) – foi insuficiente para dar um pouco de tração positiva ao principal índice da bolsa brasileira.   O Ibovespa […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar