🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Micaela Santos
Micaela Santos
É repórter do Seu Dinheiro. Formada pela Universidade São Judas Tadeu (USJT), já passou pela Época Negócios e Canal Meio.
LADEIRA ABAIXO

Ações da rede social de Trump chegam a cair 15% hoje — o que explica a queda livre dos papéis?

A empresa que controla Truth Social perdeu US$ 2 bilhões em valor desde o início do mês; entenda o que está acontecendo com os papéis

O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, parado em frente a um púlpito
O ex-presidente dos EUA, Donald Trump - Imagem: Shealah Craighead/Casa Branca

A condenação histórica de Donald Trump, candidato à Casa Branca este ano, pegou em cheio nas ações da Trump Media & Technology Group (DTJ). Desde o julgamento que condenou o republicano por falsificar documentos para encobrir um suborno a uma atriz pornô, os papéis da DTJ não param de cair. 

Nesta quinta-feira (20), na abertura do mercado norte-americano, a ação da Trump Media — a empresa por trás da Truth Social, a rede social de Trump — chegou a cair quase 15%. Por volta de 13h55 (horário de Brasília), a queda era de quase 13% na Nasdaq, com cada ação cotada a US$ 27,26.

Com isso, o valor da ação é 40% menor do que no início de junho, quando as ações da Trump Media custavam pouco mais de US$ 49 cada.

No início do mês, as 114,750 milhões de ações eram avaliadas em US$ 5,6 bilhões. Desde então, esse montante caiu em US$ 2 bilhões, com base nas movimentações dos papéis desta quinta-feira.

Condenação histórica de Trump

A queda das ações da Trump Media começaram a se aprofundar no mês passado e está ligada diretamente às polêmicas envolvendo seu fundador na Justiça norte-americana. 

No dia 30 de maio, Trump se tornou o primeiro ex-presidente dos Estados Unidos a ser condenado por um crime. 

Ele foi considerado culpado por fraude contábil ao ocultar um pagamento de US$ 130 mil para comprar o silêncio da atriz pornô Stormy Daniels na eleição de 2016, quando derrotou Hillary Clinton. De acordo com a acusação, o suborno foi usado para ocultar a relação com Daniels, interferindo no processo eleitoral. 

A decisão foi unânime, anunciada em um tribunal de Nova York. Trump foi declarado culpado em todas as 34 acusações pelos 12 integrantes do colegiado.

Em queda livre 

Embora a condenação tenha pesado sobre as ações da Trump Media, a desvalorização da companhia começou meses antes. 

No início de abril, Trump chegou a perder US$ 1 bilhão de sua fortuna como consequência de uma baixa de 21,47% no preço das ações de sua empresa de mídia social. 

Uma das razões principais para isso foi a preocupação dos investidores com a valorização inicial dos papéis, que poderia não refletir a realidade da situação financeira da empresa. 

Vale lembrar que as ações da TMTG foram listadas na bolsa de Nasdaq em março, após fusão com a Digital World Acquisition. A estreia empolgou o mercado e fez o preço dos papéis disparar mais de 40% logo no primeiro dia de negociação.

No entanto, desde a divulgação do balanço da Trump Media, que registrou prejuízo de US$ 58 milhões em 2023, o sentimento do mercado é de cautela. 

Enquanto isso, os papéis da companhia continuaram caindo ao longo desta semana. Na última terça-feira (18), as ações caíram cerca de 10% após a Trump Media anunciar uma nova autorização da SEC, a CVM dos Estados Unidos, permitindo que alguns de seus investidores revendessem certos títulos.

*Com informações da CNBC

Compartilhe

DESTAQUES DA BOLSA

Ibovespa segue invicto em julho; confira as maiores altas e quedas da última semana na bolsa

13 de julho de 2024 - 9:30

As ações da Embraer, da B3 e da Petz lideraram as altas da semana no Ibovespa; principal índice da bolsa brasileira subiu nos 10 últimos pregões

FECHAMENTO DOS MERCADOS

Xô abraço de urso: depois do S&P 500, Dow Jones supera máximas e passa dos 40 mil pontos

12 de julho de 2024 - 17:06

A escalada começou no dia anterior, quando o Dow avançou na contramão dos outros índices, que enfrentaram uma liquidação. Nesta sexta-feira (12), o índice de 30 ações continuou subindo, apoiado nas apostas de investidores em nomes industriais.

DINHEIRO NO BOLSO

Ações da Santos Brasil (STBP3) disparam 5% na B3 com proposta de depósito bilionário para os acionistas

12 de julho de 2024 - 12:36

O conselho da companhia propôs ontem a realização de uma redução de capital com devolução em dinheiro aos investidores

DESTAQUES DO SETOR IMOBILIÁRIO

Ações de construtoras caem apesar de recordes de vendas e elogios dos analistas; confira os destaques das prévias de Cyrela, Direcional, Even e Tenda

12 de julho de 2024 - 11:39

A maior queda entre o quarteto é registrada pelos papéis da Cyrela, que reportou queda nas vendas e lançamentos do segundo trimestre

DESTAQUES DA BOLSA

Fundo imobiliário de hotéis anuncia queda de mais de 70% nos dividendos e cotas voltam a despencar 15% na B3; veja o que afetou os proventos do MGHT11

11 de julho de 2024 - 17:24

O fundo imobiliário distribuirá R$ 0,13 por cota neste mês, uma queda forte ante os R$ 0,45 por cota pago aos investidores em junho

AGENTE DO CAOS

A culpa é do dólar? O efeito borboleta que pode provocar novas intervenções do Japão no câmbio

11 de julho de 2024 - 16:43

O iene chegou a ser negociado nesta quinta-feira (11) a 158,55 em relação ao dólar — o maior salto diário da moeda japonesa desde o final de 2022

REAÇÃO ÀS PRÉVIAS

Ações da Mitre (MTRE3) saltam 6% e MRV (MRVE3) também sobe após quebrar recorde; Cury (CURY3) recua apesar de trimestre com maiores vendas da história

11 de julho de 2024 - 11:36

Os investidores repercutem as prévias operacionais do segundo trimestre divulgadas ontem pelas três companhias

MOVIMENTAÇÃO ACIONÁRIA

Even (EVEN3) poderá despejar quase 10 milhões de ações na Melnick (MELK3) no mercado após sinal verde de fundadores da incorporadora gaúcha

11 de julho de 2024 - 10:44

Os papéis em questão foram retirados do Acordo de Acionistas entre os controladores da companhia e poderão ser negociados no mercado sem nenhuma restrição

SD ENTREVISTA

BTLG11: gestor do fundo imobiliário queridinho dos analistas diz onde vê oportunidades e detalha estratégias de reciclagem e aquisições

11 de julho de 2024 - 6:07

Segundo um dos gestores do FII, Francisco Tavares Júnior, o tamanho da carteira tem ajudado em uma das principais estratégias para o fundo

FIIs HOJE

Dois fundos imobiliários com mais de 38 mil cotistas também confirmam exposição a devedora de CRIs que pediu recuperação judicial

10 de julho de 2024 - 19:01

Ourinvest JPP (OUJP11) e JPP Capital Recebíveis Imobiliários (JPPA11) enviaram comunicados ao mercado sobre o tema

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar