🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O INVESTIMENTO EM ATÉ 14,5X EM 8 DIAS? ENTENDA A PROPOSTA

Leticia Camargo
Leticia Camargo
Formada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Já passou por agência de marketing digital, onde trabalhou com estratégias de SEO e marketing de conteúdo.
conteúdo empiricus

Campos Neto vai ceder? Mercado espera Selic a 12,75% na próxima quarta-feira (20), abrindo espaço para 10 ações dispararem na bolsa

A próxima reunião do Copom, marcada para o dia 20 de setembro, pode ser crucial para que 10 ações tenham as maiores valorizações da bolsa no 2º semestre; entenda

Leticia Camargo
Leticia Camargo
14 de setembro de 2023
9:00 - atualizado às 13:12
Roberto Campos Neto, presidente do BC
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central - Imagem: José Dias/PR

Na próxima quarta-feira (20), acontecerá uma nova reunião do Copom, o Comitê de Política Monetária, para discutir os rumos da taxa Selic e a situação econômica do Brasil.

Na última reunião, que ocorreu em agosto, o órgão do Banco Central deu início ao ciclo de corte dos juros e reduziu a Selic de 13,75% ao ano para os atuais 13,25%.

A decisão era muito aguardada pelo mercado pois, com ela, os ativos de risco voltam a ser atrativos aos olhos dos investidores, já que a renda fixa passa a remunerar menos e, com isso, vale a pena buscar um retorno maior na bolsa.

Mas não foi bem assim que as coisas aconteceram… pelo menos até agora. E o motivo é que o cenário macroeconômico se complicou lá fora. 

A economia da China vem mostrando desaceleração, a Europa está estagnada e os Estados Unidos estão inseguros com a possibilidade de que o Fed, o Banco Central americano, volte a subir os juros na próxima reunião, que também acontecerá no próximo dia 20.

Tudo isso criou um ambiente mais “incômodo” para os investidores, que colocaram o pé no freio para esperar os próximos passos. Mas a boa notícia é que, na semana que vem, a Super Quarta pode mudar os ânimos do mercado.

Super Quarta” é um apelido dado pelo mercado para o dia em que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central brasileiro e o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve anunciam suas respectivas decisões de juros.

Para João Piccioni, analista da Empiricus Research, esses dois eventos têm potencial de mudar os rumos dos mercados globais como um todo no final do mês.

“Vamos precisar que essa reunião do Copom seja muito bem guiada e que o comunicado seja muito bem elaborado, associado a um Fed um pouco mais leve, para termos uma arrancada dos mercados globais no fim do mês.”

Nos EUA, existe a expectativa de que o Fed mantenha as taxas estáveis na sua reunião da próxima semana. Já no Brasil, é esperado um segundo corte da Selic, de 0,50 p.p, levando a nossa taxa de juros ao patamar de 12,75% ao ano.

E se esse cenário se concretizar, as ações que melhor podem surfar o otimismo da bolsa estão em uma lista específica. 

SAIBA COMO ACESSAR A LISTA DE 10 AÇÕES QUE MAIS PODEM VALORIZAR NO 2º SEMESTRE

As 10 ações que melhor podem aproveitar a Selic a 12,75% ao ano (e você provavelmente nem conhece)

Uma lista de ações selecionadas por alguns dos analistas mais renomados do mercado foi responsável por entregar uma valorização 11 vezes maior que a do Ibovespa este ano.

A carteira em questão contém 10 microcaps. Trata-se de ações de empresas com baixa capitalização e valor de mercado considerado pequeno, de até R$ 5 bilhões.

Percebendo que a bolsa está dando sinais de retomada este ano, os analistas da casa se anteciparam e selecionaram as ações com maior potencial de multiplicação.

O resultado foi positivo: uma alta de quase 60% na carteira até agora, frente a 5% do Ibovespa no mesmo período. Mas o que está por vir pode ser ainda melhor, na opinião deles.

Na sua última reunião, o Copom reduziu a taxa de juros para 13,25% ao ano e o mercado espera que o ciclo de queda continue, ainda que em ritmo mais lento que o desejado.

Segundo Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, o ritmo do corte dos juros dependerá da conjuntura econômica brasileira, em entrevista ao Valor Econômico. 

Mas as expectativas ainda são positivas. Os dados do PIB (Produto Interno Bruto), por exemplo, surpreenderam positivamente Campos Neto. O índice apresentou expansão de 0,9% no 2º trimestre, bem acima do esperado. “Foi uma surpresa positiva”, segundo o presidente do BC.

Por isso, os analistas acreditam que esses quase 60% de valorização foram apenas uma primeira “pernada” de alta para as 10 ações selecionadas. Afinal, com um ciclo de queda de juros instalado no Brasil, ainda pode ter mais por vir.

Essa crença é fundamentada em dados históricos. Por exemplo, se olharmos para os últimos 15 anos do mercado financeiro, veremos que existe um “padrão” do comportamento dessas ações.

Geralmente, após longos períodos de crise econômica e de uma bolsa estagnada, são as microcaps as primeiras a se recuperarem – e, por isso, terem valorizações acima da média.

Pelo menos foi assim que se deu nas duas últimas grandes crises que ocorreram:

  • Em 2008, com a bolha imobiliária dos EUA; e
  • Em 2016, com o impeachment de Dilma Rousseff.

Em ambas as ocasiões, o mercado financeiro estava à beira do abismo com ações a “preço de banana”, empresas falindo e desemprego em massa… 

Mas, curiosamente, sabe o que aconteceu depois? Tanto em 2008 quanto em 2016, após o longo período de incerteza, a bolsa brasileira começou a se recuperar.

Após a crise de 2008, por exemplo, algumas ações da bolsa subiram cerca de 400% em questão de meses com a retomada do mercado. 

O caso mais emblemático da época transformou R$ 5 mil em R$ 1 milhão anos depois. Foi uma multiplicação de 206 vezes o dinheiro investido. Dá para imaginar?

Na crise de 2016, tivemos o caso do Magazine Luiza (MGLU3), que valorizou 25.858% com a retomada da bolsa. Aqui, um investimento de R$ 1 mil poderia ser transformado em R$ 259.580. E, com R$ 4 mil, seria possível se tornar milionário.

É claro que todas essas oportunidades já passaram e lucros passados não são garantia de lucros futuros. 

Só estou te contando isso pois quero que você entenda o tamanho da oportunidade que está surgindo no mercado mais uma vez.

Após passarmos por um período difícil na economia brasileira, com inflação, juros altos, empresas quebrando e demissões em massa, estamos “ensaiando” uma retomada.

Mas não é qualquer ação que vai se dar bem nesse cenário. Na verdade, pouquíssimos papéis estarão expostos ao grau de multiplicação citado acima.

Felizmente, a Empiricus Research já tem nas mãos as ações que mais podem se dar bem e está disposta a compartilhar essas informações com os interessados.

No dia 18 de setembro, a casa de análise vai mostrar como acessar a carteira de 10 microcaps que mais podem valorizar na segunda metade deste ano.

A apresentação da carteira será feita para todos os investidores que se inscreverem na lista de interessados disponível no link abaixo. Portanto, sugiro que reserva sua vaga:

INSCRIÇÃO GRATUITA: SAIBA COMO ACESSAR A LISTA DE 10 AÇÕES QUE MAIS PODEM VALORIZAR NO 2º SEMESTRE

Saiba como ter acesso à lista em uma transmissão gratuita

As 10 small caps selecionadas por Rodolfo Amstalden, da Empiricus Research, foram bastante penalizadas com o ciclo do juro alto, ficaram extremamente baratas e agora podem capturar a nova tendência de alta da bolsa.

Com essas ações na carteira, o analista acredita que pessoas comuns podem mudar de vida financeira com o devido controle de riscos e com uma perspectiva de ganhos possíveis, ancorada em análises bem fundamentadas.

Portanto, se essa oportunidade faz sentido para você, convido-o a se inscrever em uma lista de interessados para conhecer as recomendações do analista.

Pode ficar tranquilo, pois você não gasta nada para se inscrever e ter mais informações sobre essa oportunidade. Depois, você pode decidir se as indicações fazem sentido para o seu patrimônio ou não:

Compartilhe

Conteúdo Empiricus

Mais dividendos vêm aí? IPO da Moove pode ‘turbinar’ pagamentos aos acionistas de Cosan (CSAN3), diz analista

13 de julho de 2024 - 14:00

Dividendos da Cosan podem aumentar com IPO da Moove, mas ação já despencou 25% em 2024 – veja se vale a pena investir na ação da holding

conteúdo empiricus

Adeus, Arezzo (ARZZ3): varejista dá espaço para ação que ‘pode surpreender positivamente’ em julho e saltar até 52%

13 de julho de 2024 - 12:00

Casa de análise substituiu a recomendação de compra em Arezzo (ARZZ3) em carteira com as 10 ações mais promissoras do mês por uma ação “esquecida” na bolsa brasileira

Conteúdo Empiricus

Sabendo que “o tombo no day trade é certo”, ele criou um robô capaz de gerar lucros de até R$ 5.754 por mês

13 de julho de 2024 - 10:00

Ferramenta será disponibilizada a investidores ainda este mês

Conteúdo Empiricus

Como fazer um consórcio sem cair em armadilha? Conheça as 6 melhores maneiras de adquirir imóveis sem financiamento

13 de julho de 2024 - 8:00

Curso ‘Patrimônio Alavancado com Consórcio’ será liberado no dia 24 de julho e conta com técnicas exclusivas de especialista que já comprou mais de 20 imóveis

Conteúdo Empiricus

Patrimônio atrelado ao dólar: Segundo analista, o mundo inteiro está investindo na bolsa americana, e você pode fazer o mesmo; entenda

12 de julho de 2024 - 16:00

Expectativa é de queda de juros para o futuro próximo nos EUA, o que pode potencializar os ganhos em renda variável

Conteúdo Empiricus

Agora vai, Ibovespa? Queda da inflação nos EUA é sinal de que ‘alta da bolsa nesta semana pode ser só um aperitivo’

12 de julho de 2024 - 14:00

Índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos recuou 0,1% em junho; mercado espera primeiro corte de juros em setembro

Conteúdo Empiricus

Bezerra vai virar vaca leiteira? Dividendos de R$ 1,60 por ação são ‘fichinha’ perto do que esta empresa pode pagar ao longo do tempo, avaliam analistas

12 de julho de 2024 - 11:48

Melhoria operacional e bom momento para as incorporadoras de baixa renda podem fazer yields da Direcional “crescerem ao longo do tempo”, dizem analistas

Conteúdo Empiricus

Brasileiro desenvolve código-fonte capaz de gerar lucros médios de R$ 274 por dia

12 de julho de 2024 - 11:24

Tecnologia utiliza da análise técnica para buscar oportunidades na bolsa de valores

Conteúdo Empiricus

Eletrobras (ELET6) vai recomprar ações; veja se vale a pena investir agora

11 de julho de 2024 - 16:00

No ano, os papéis preferenciais e ordinários da Eletrobras caem 4% e 8% respectivamente; será que o programa de recompra pode ser bom para o investidor?

conteúdo empiricus

Se cuidem, Shein e Temu: varejista lança estratégia para ‘bater de frente’ com chinesas e entra para top 10 melhores ações de julho

11 de julho de 2024 - 14:34

Varejista norte-americana se prepara para “competir” com as chinesas e Empiricus avalia que a ação pode ter a maior receita anual do mundo nos próximos anos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar