🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
MUDANÇA POLÊMICA

Petrobras (PETR4) tem vitória parcial no TCU sobre assembleia que vai decidir flexibilização das indicações políticas

TCU liberou a Petrobras para levar adiante a proposta de retirar as restrições à indicação de políticos na assembleia desta quinta-feira. Mas com ressalvas

Sede da Petrobras
Sede da Petrobras - Imagem: Reprodução

A poucas horas da assembleia de acionistas, a Petrobras (PETR4) obteve uma vitória parcial na proposta de mudar o estatuto para flexibilizar as indicações políticas.

O relator do processo no Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu que a estatal pode levar adiante a votação para retirar do estatuto as restrições para indicar administradores que ocuparam cargos públicos.

Assim, os acionistas foram liberados para retirar esse dispositivo na assembleia geral extraordinária (AGE) que acontece nesta quinta-feira, às 14h. Lembrando que a União possui a maioria das ações com direito a voto da companhia.

Mas a mudança no regimento interno não significa que a Petrobras estará livre para indicar políticos, já que a proibição também faz parte da Lei das Estatais (Lei nº 13.303/2016).

"Ou seja, mesmo que não estejam expressos no Estatuto Social, a observância desses requisitos é obrigatória por força de lei", de acordo com o TCU.

Ao propor a mudança, a Petrobras afirma que quer apenas atualizar o estatuto social conforme a legislação atual.

A Lei das Estatais impede a nomeação de pessoas que ocuparam cargos políticos. Mas há um entendimento atual na Justiça que derrubou esse impedimento.

Petrobras: decisão sobre inclusão de trecho no estatuto

Sobre a proposta da Petrobras de incluir no estatuto a norma de que a companhia "somente considerará hipóteses de conflito de interesses formal nos casos expressamente previstos em lei", o TCU fez uma ressalva.

Isso porque, no entendimento do relator, a inserção cria uma regra inexistente tanto na Lei das Estatais como no decreto que regulamenta a lei.

Por isso, ele determinou que a Petrobras não poderá registrar na ata da assembleia a decisão dos acionistas sobre a inclusão desse dispositivo até a decisão de mérito da questão no TCU.

Compartilhe

SEM EXCESSO

XP (XPBR31) vai enxugar US$ 9 bilhões do capital e apenas um acionista será restituído

21 de fevereiro de 2024 - 19:12

A operação foi aprovada nesta quarta-feira (21) em assembleia; confira os detalhes e o que levou a corretora a optar por essa redução

SINAL VERDE

Acionistas da Hypera (HYPE3) aprovam aumento de capital de R$ 4,5 bilhões; veja como será feita a operação

21 de fevereiro de 2024 - 19:06

A operação será realizada sem a emissão de novas ações e por meio da capitalização de uma parte da reserva de incentivos fiscais da companhia

EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL

Fim do calvário? Oi (OIBR3) dispara 124% em fevereiro e mira R$ 1 bilhão em valor de mercado. Veja o que está por trás da alta das ações

21 de fevereiro de 2024 - 15:06

A operadora atingiu um valor de mercado de R$ 941,78 milhões — o nível mais alto desde que a empresa entrou com o novo pedido de reestruturação de dívidas

AÇO FORTE

Por que as ações da Gerdau (GGBR4) sobem na B3 apesar do lucro menor 4T23?

21 de fevereiro de 2024 - 14:47

Resultados da Gerdau (GGBR4) tiveram impactos da importação de aço na China e crise inflacionária na Argentina, mas vieram dentro do esperado

AQUECIMENTO

A campeã voltou? Weg (WEGE3) supera as projeções no 4T23 e ações lideram o Ibovespa

21 de fevereiro de 2024 - 13:10

Lucro de R$ 1,75 bilhão da Weg (WEGE3) fica 30% acima do esperado pelo mercado, com melhora em praticamente todas as divisões

CONFIRA OS NÚMEROS

Iguatemi (IGTI11) divulga balanço sólido e ações têm desconto ante uma rival na bolsa, apontam analistas; é hora de comprar?

21 de fevereiro de 2024 - 12:34

A companhia divulgou ontem os números do quarto trimestre e também um guidance dos resultados projetados para 2024

DANÇA DAS CADEIRAS

De saída: CEO da Taesa (TAEE11) renuncia ao cargo após três anos no controle da elétrica; veja quem vai assumir a posição

21 de fevereiro de 2024 - 12:13

Desde 2020 na posição, o atual CEO da empresa de energia, André Augusto Telles Moreira, apresentou hoje a renúncia

DEVO, NÃO NEGO...

Unigel entra com plano de recuperação extrajudicial para reestruturar R$ 3,9 bilhões em dívidas

21 de fevereiro de 2024 - 8:40

Indústria química obteve a adesão de pouco mais de um terço dos credores e agora tem 90 dias para aprovar plano de recuperação extrajudicial; veja a proposta

NÃO VAMOS DOBRAR A META?

Por que a Vamos (VAMO3) abandonou de vez o plano de atingir uma frota com 100 mil ativos até 2025

20 de fevereiro de 2024 - 19:50

A meta havia se tornado pública em entrevista concedida pelo CEO da empresa, Gustavo Couto, em meados do ano passado

CONFIRA O CRONOGRAMA

Weg (WEGE3) libera R$ 1,3 bilhão em dividendos extras e data de corte para ter direito à bolada está próxima

20 de fevereiro de 2024 - 19:07

O dinheiro sera depositado na mesma data em que os juros sobre o capital próprio anunciados em dezembro do ano passado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies