🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
O BOLO ESTÁ NO FORNO

Eletrobras (ELET3): a receita para crescer vai custar até R$ 80 bilhões em 5 anos — confira o plano de investimentos da empresa

A companhia quer reconquistar o protagonismo do crescimento no setor elétrico com a previsão de aportes para o período de 2023 a 2027

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
24 de julho de 2023
20:16
Logo da Eletrobras (ELET3) elet6
Logo da Eletrobras - Imagem: Reprodução

A receita para uma empresa crescer é muito diferente daquela de um bolo — não só pelos ingredientes como também pelo valor. E este é o caso da Eletrobras (ELET3), que apresentou nesta segunda-feira (24) sua fórmula para reconquistar o protagonismo no setor elétrico brasileiro: um plano de investimentos entre R$ 70 bilhões e R$ 80 bilhões para o período de 2023 a 2027.

A empresa fatiou o montante e indicou que tem R$ 17,1 bilhões em investimentos contratados em geração e transmissão — que incluem novos ativos — além de investimentos em manutenção dos ativos existentes. 

A esse montante foi adicionado aportes em manutenção dos ativos existentes:  R$ 4,3 bilhões para geração e R$ 200 milhões para transmissão de energia.

Em geração com receitas contratadas, a Eletrobras pretende destinar R$ 700 milhões na primeira fase do Complexo Eólico de Coxilha Negra. Existem ainda opções nas segunda e terceira fases do Complexo Coxilha Negra, que têm um investimento de R$ 1,3 bilhão. 

Os R$ 400 milhões restantes tratam de novos projetos que poderão gerar receitas futuras. 

  • 5 ações gringas para comprar agora: conheça as melhores apostas nos mercados internacionais para buscar lucros nos próximos meses, segundo analistas da Empiricus Research. [ACESSE A LISTA GRATUITA AQUI]

A força da Eletrobras: geração e transmissão

Ainda na geração e transmissão de energia, a Eletrobras planeja destinar R$ 4,5 bilhões para manutenção. Desse total, cerca de R$ 3 bilhões serão destinados a modernização e repotencialização das unidades geradoras. 

A Eletrobras possui um plano para a execução desse investimento, que não será recorrente nos próximos anos. 

O valor restante, de R$ 1,5 bilhão, é, sobretudo, para investimentos em manutenção preventiva de ativos de geração e transmissão, o qual deve ser recorrente ao longo das concessões.

Ainda no horizonte de 2023-2027, e considerando a vida útil dos ativos de transmissão, a companhia poderá adicionar até R$ 10 bilhões de investimentos em reforços do seu sistema de transmissão, com potencial adicional de incremento de receita anual em mais R$ 1,2 bilhão.

Infraestrutura ambiental

Dos R$ 2,9 bilhões destinados à infraestrutura, R$ 1 bilhão será destinado a investimentos ambientais. Desses, R$ 500 milhões vão para os programas socioambientais da Santo Antônio Energia, sociedade recentemente consolidada pela Eletrobras, e cujos investimentos serão objeto de avaliação em busca de otimizações.

O cerca de R$ 1,9 bilhão restante deve ser direcionado para investimentos em infraestrutura a exemplo de aquisição de imóveis ou softwares. 

Segundo a Eletrobras, esses investimentos também poderão fazer parte do plano de otimização de custos operacionais da companhia.

A Eletrobras está de olho nas fusões e aquisições

A Eletrobras deve ainda destinar R$ 600 milhões para fusões e aquisições executadas recentemente e já divulgados ao mercado.

Além dos investimentos de R$ 17,1 bilhões já contratados, a Eletrobras avalia alternativas adicionais. Segundo a empresa, há 15 operações de fusão e aquisição em ativos renováveis e de transmissão em análise. 

Ademais, estima R$ 35 bilhões em novos leilões de transmissão em 2023 e em 2024, com ótimas oportunidades de crescimento em potencial.

VEJA TAMBÉM — Vale, Itaú, Petrobras e outras: o que esperar da temporada de resultados das gigantes da bolsa

Compartilhe

DE OLHO NO AGRO

Como ficam as ações das empresas do agronegócio na B3 que atuam no RS após a tragédia climática no Estado?

20 de maio de 2024 - 6:22

Para analistas, empresas como Camil (CAML3) e 3tentos (TTEN3) podem compensar eventuais perdas com a alta dos preços em razão da restrição da oferta

UNIÃO DA MODA

Fusão da moda: Arezzo (ARZZ3) e Grupo Soma (SOMA3) acertam termos e condições para incorporação que criará gigante do varejo

19 de maio de 2024 - 9:03

De acordo com as informações mais recentes dos respectivos balanços, as empresas, juntas, faturam algo em torno de R$ 12,765 bilhões

CRISE NA ESTATAL

Justiça nega pedido por assembleia na Petrobras (PETR4) que atrasaria posse de Magda Chambriard

18 de maio de 2024 - 17:02

Em sua reclamação na Justiça, o deputado do Novo alega que, eventualmente reconhecida a queda do CA em efeito dominó após a saída de Prates

QUASE 10 ANOS DEPOIS

Vale (VALE3), BHP e Samarco fazem nova proposta de R$ 127 bilhões para compensar tragédia em Mariana, mas acordo não deve evoluir agora

18 de maio de 2024 - 14:44

Valor de R$ 127 bilhões oferecido na última proposta, do final de abril, foi mantido, mas as empresas retomariam agora obrigações que tinham ficado de fora

SUBIU, DESCEU

Volta da febre das “meme stocks”: GameStop cai quase 20% em um único pregão, mas fecha semana com ganhos de 23%

18 de maio de 2024 - 13:26

Também pressionaram os papéis da mais famosa “ação meme” a divulgação de dados trimestrais preliminares da empresa

Dá o play!

Óleo no chope da bolsa: como ficam seus investimentos após mais uma intervenção na Petrobras (PETR4)

18 de maio de 2024 - 11:00

O podcast Touros e Ursos recebeu Karina Choi, sócia da Cordier Investimentos, para comentar os possíveis impactos da decisão do presidente Lula de demitir Jean Paul Prates da presidência da estatal

DISPUTA JUDICIAL

Justiça de SP suspende embargo das obras do principal projeto da JHSF (JHSF3) após mais de um mês de paralisação

18 de maio de 2024 - 9:12

O relator do documento é Ruy Alberto Leme Cavalheiro, da 1ª Câmara Reservada ao Meio Ambiente

HORA DE VENDER?

Rumo: por que o Goldman Sachs calcula um potencial de ganho menor para as ações RAIL3

17 de maio de 2024 - 16:19

O banco norte-americano reduziu o preço-alvo dos papéis de R$ 27 para R$ 24,50 — o que representa um potencial de valorização de 16,5% com relação ao último fechamento

CHAMA O VAR

Com mais de R$ 395 milhões em dívidas, Polishop pede recuperação judicial, mas bancões tentam reter valores

17 de maio de 2024 - 15:09

Além da recuperação judicial, a Polishop vem tentando se blindar dos credores financeiros por meio de cautela tutelar

COMPRAR OU VENDER?

A Positivo pode mais? As ações POSI3 já subiram 50% este ano e esse banco gringo conta para você se há espaço para mais

17 de maio de 2024 - 13:46

Os papéis da empresa sobem cerca de 5% nesta sexta-feira (17), embalados pela nova recomendação do UBS BB; confira se chegou o momento de colocar ou tirar esses ativos da carteira

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar