🔴 É HOJE! COMO COMPRAR CARROS COM ATÉ 50% DE DESCONTO NA TABELA FIPE – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
RECEBA SUAS CRIPTOMOEDAS

Divisão da FTX no Japão começa a liberar saques e dinheiro dos investidores; clientes de outros países ainda devem esperar

Até onde se sabe, os clientes das demais unidades da FTX precisarão esperar pela decisão do tribunal de falências de Delaware, onde corre o processo da corretora

Renan Sousa
Renan Sousa
21 de fevereiro de 2023
16:21
Mais recente balanço da FTX mostra que corretora de criptomoedas deve mais de US$ 8 bilhões
Imagem: Divulgação

A falida e endividada corretora de criptomoedas (exchange) FTX começou a liberar o dinheiro dos usuários a partir de suas divisões internacionais. A bola da vez é o segmento que opera no Japão, de acordo com um post no blog da entidade.

No entanto, as diversas divisões da corretora — incluindo a FTX Europa, FTX.US, entre outras — ainda seguem sem previsão de devolver o dinheiro aos investidores. 

Os executivos da FTX Japão afirmam que o sistema pode apresentar instabilidade se o volume de pedidos de saque for maior do que o esperado. De acordo com dados da Bloomberg, a plataforma possuía US$ 94,5 milhões em criptomoedas e outros US$ 46 milhões em moeda corrente. 

  • O Seu Dinheiro acaba de liberar um treinamento exclusivo e completamente gratuito para todos os leitores que buscam receber pagamentos recorrentes de empresas da Bolsa. [LIBERE SEU ACESSO AQUI] 

Clientes de outras filiais da FTX: sentem e esperem

O grupo global da FTX entrou com pedido de falência em novembro do ano passado. No entanto, algumas divisões locais continuavam solventes — ao mesmo tempo, o conglomerado liderado por Sam Bankman-Fried, o SBF, passava por um escrutínio público. 

Até onde se sabe, os clientes das demais unidades da exchange precisarão esperar pela decisão do tribunal de falências de Delaware, onde corre o processo da corretora. 

Token de dívida não existe

Rumores do mercado indicavam que a corretora teria emitido tokens (criptomoedas) de sua dívida, algo próximo às debêntures do mercado tradicional, mas no ambiente digital. 

A tokenização desse tipo de ativo é comum, em especial no Brasil, que lidera nesse segmento. No entanto, a própria corretora já afirmou que não emite tokens de sua dívida e se trata de esquemas para enganar investidores. 

“A FTX lembra as partes interessadas para permanecerem alertas para golpes de entidades que afirmam ser filiadas à FTX. A FTX não emitiu nenhum token de dívida e tais ofertas não são autorizadas. Todos os anúncios ocorrerão por meio desta conta”, lembra o post.

Compartilhe

SUBSTITUIÇÃO

CEO do maior fundo de bitcoin (BTC) do mundo renuncia em meio à debandada de investidores do GBTC

20 de maio de 2024 - 14:24

Quem assumirá seu lugar interinamente será Peter Mintzberg da empresa a partir de agosto, além de se juntar ao conselho de administração da Grayscale

VAI APAGAR A LUZ

Venezuela vai desligar máquinas de mineração de bitcoin (BTC) no país; você deveria se preocupar?

20 de maio de 2024 - 9:32

Vale lembrar que a Venezuela é um país que sofre várias sanções internacionais, o que limita a capacidade de geração e distribuição de energia para a população

APÓS A TEMPESTADE

Colhendo os cacos do Inverno das Criptomoedas: plataforma de staking da Gemini deve começar a devolver ativos dos clientes neste mês

19 de maio de 2024 - 12:44

O anúncio foi feito após a Justiça aprovar o plano de recuperação judicial do Digital Currency Group (DCG)

ESPERE E VERÁ

Bitcoin (BTC) em alta — e vai continuar: companhia de pesquisa em criptomoedas identifica possível “efeito FTX” no preço dos ativos digitais

16 de maio de 2024 - 11:46

Recentemente, a FTX anunciou que pagaria — com juros — os montantes devidos aos clientes, algo entre US$ 14,5 bilhões e US$ 16,3 bilhões

QUEDA DOS IMPÉRIOS

Os Faraós do Inverno Cripto: Como a prisão de três magnatas do mundo das criptomoedas influencia na regulação global do mercado?

16 de maio de 2024 - 6:15

Se, por um lado, muitas pessoas foram prejudicadas por esses eventos, por outro, ficou clara a necessidade de uma regulação mais dura em relação a esse mercado

ACELERANDO ALTA

Bitcoin (BTC) salta e busca US$ 65 mil após inflação dos EUA diminuir ritmo de alta — agora, quando os juros irão cair?

15 de maio de 2024 - 11:13

De acordo com as estimativas do CME Group, as chances de o primeiro corte de juros acontecer em setembro são de mais de 50%

SOBE E DESCE

Entenda como ‘efeito GameStop’ fez criptomoeda saltar mesmo com dia de queda nos preços do bitcoin (BTC)

14 de maio de 2024 - 16:33

A volta das “meme stocks” fez ressurgir o mercado das memecoins, as criptomoedas nascidas de piadas na internet

MAIOR ALTA DA SEMANA

Render (RNDR): quem é a criptomoeda que deixou o bitcoin (BTC) no chinelo com alta de mais de 40% na semana?

7 de maio de 2024 - 10:55

Em um relatório do começo deste ano, a Empiricus fez um relatório explicando o porquê de essa criptomoeda se destacar ante às demais

CRYPTO INSIGHTS

O embate mais importante do mundo das criptomoedas: Desafios regulatórios colocam SEC e empresas de cripto em lados opostos do tabuleiro

7 de maio de 2024 - 8:18

Na minha opinião esse nível de excesso regulatório destrói completamente a credibilidade da SEC e influencia diretamente nas eleições

É RECORDE

Bitcoin (BTC) ultrapassa 1 bilhão de transações e recupera patamares de preço; rali ajuda no desempenho das criptomoedas hoje

6 de maio de 2024 - 9:43

As atenções sempre se voltam para as maiores criptomoedas em valor de mercado, mas há uma disputa na parte de baixo da tabela para se manter entre os dez maiores do mundo

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar