🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView

Rodolfo Amstalden: Entender de carro não é o mesmo que dirigir bem

Para se tornar um bom investidor de ações, é preciso tentar desenvolver dois conjuntos básicos de habilidades

22 de novembro de 2023
20:01 - atualizado às 17:35
lucro carteira de ação ações oportunidades de uma vida risco e retorno
Imagem: Adobe Stock

Nesta época do ano, é comum recebermos perguntas aqui sobre as habilidades necessárias à formação de um investidor de ações, seja em nível profissional ou pessoal.

Por que essas perguntas se tornam mais frequentes entre novembro e fevereiro? Não sei, talvez por conta das resoluções de ano novo.

Aproveitando o calendário, escolhi tratá-las desde já, por meio de uma resposta resumida, mas com alguma (mínima) profundidade epistemológica.

Na minha forma de entender as coisas, o bom investidor de ações deve tentar desenvolver dois conjuntos básicos de habilidades.

Leia também: Rodolfo Amstalden: Você topa amar também os meus defeitos?

Do que um bom investidor de ações precisa?

O primeiro conjunto, mais óbvio, remete ao léxico de como funcionam as engrenagens do mercado e apela à resolução de problemas lógicos.

Esse é um corpo de estudos particularmente convidativo aos economistas e engenheiros, acostumados com exercícios de valuation. Via de regra, porém, a álgebra usada aqui é absolutamente trivial, e não deveria representar qualquer desafio a um aluno regular de matemática do ensino médio.

Portanto, o domínio das ferramentas lógicas se coloca mais como condição necessária do que suficiente, e raramente implica um diferencial competitivo no mercado financeiro.

Sem surpresas, basta notar que os principais financistas em atividade não são gênios da matemática, nem precisam resolver equações diferenciais de cabeça. Sua notoriedade deriva de outros atributos, provavelmente associados a um segundo conjunto de habilidades.

Como analisar empresas e ações

Então, está na hora de fazermos a passagem do primeiro ao segundo conjunto; para isso, gosto de usar uma metáfora entre carros e trânsito.

A maioria dos engenheiros adora estudar o funcionamento dos automóveis, incluindo todas as suas nuances mecânicas e elétricas. Porém, isso pouco os ajuda a compreender as interações no trânsito de uma grande cidade.

Você não será um melhor motorista por ler a Quatro Rodas e decorar a ficha técnica da Fiat Strada Volcano.

E os melhores motoristas são (surpreendentemente?) pouco correlacionados com aqueles que se orgulham de fazer balizas perfeitas.

Entre fazer uma baliza perfeita e saber o momento mais seguro de trocar de faixa na Marginal, eu escolheria facilmente a segunda habilidade; e assim é também no mundo dos investimentos.

Você precisa entender como uma empresa funciona, e precisa saber como trocar de faixa a tempo de pegar a via expressa, sem derrubar os motoboys.

Usar o celular no trânsito para ver cotações é perigoso, assim como acelerar no sinal vermelho.

Parar no sinal verde também parece uma má ideia àqueles que desejam pegar carona com ações no rali de fim de ano.

Compartilhe

Diário de Bordo

Bolha da internet: Nvidia rima com a história de Cisco?

21 de fevereiro de 2024 - 9:05

Qual será o próximo “choque de realidade” nas Bolsas americanas? Desde a pandemia, o mercado tenta prever o próximo. O mercado traz à tona inúmeros exemplos do passado tentando comparar o momento atual e justificar as razões pelas quais a história deveria se repetir. Porém, até agora todos eles caíram por terra. Próximo da divulgação […]

CRYPTO INSIGHTS

Saiba como identificar verdadeiras oportunidades em Inteligência Artificial (IA) e criptomoedas

20 de fevereiro de 2024 - 16:30

Na minha opinião, inteligência artificial é, sim, algo muito maior do que cripto e blockchain

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Todas as histórias do petróleo: há 4 caminhos possíveis para a principal commodity do mundo, mas só um deve prevalecer

20 de fevereiro de 2024 - 6:31

Uma grande aposta em andamento contra o petróleo faz com que a commodity funcione como uma proteção estratégica para a carteira

EXILE ON WALL STREET

Felipe Miranda: o value investing não morreu, mas está cada vez mais complexo

19 de fevereiro de 2024 - 20:28

Há vícios em curso no mercado tornando muito mais complexo e nuançado o jogo do value investing clássico

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Clássico é clássico e vice-versa: o que Corinthians e Palmeiras tem a ver com a bolsa? Confira esse e outros insights do dia

19 de fevereiro de 2024 - 8:45

Com agenda interna fraca, jogo do Corinthians e Palmeiras pode ser analisado como um pregão na bolsa; veja o que balança a rede do gol dos mercados

De repente no mercado

Bitcoin volta ao clube do trilhão, montadora da Califórnia supera Tesla e BYD, e governo vai lançar modalidade de ‘FGTS no crédito’

18 de fevereiro de 2024 - 12:05

E mais: veja 3 títulos de renda fixa para investir agora e conheça o MBA ideal para fazer carreira no mercado financeiro

Mande sua pergunta!

Pior que o Seu Madruga: Minha mulher não pagou o aluguel, mas o contrato está no meu nome! E agora?

17 de fevereiro de 2024 - 8:00

Responsabilidade de pagar o aluguel é de quem consta no contrato como locatário; na Dinheirista de hoje, veja o que fazer no caso de uma dívida como essa

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Autoengano? Palmeiras x Corinthians, cortes de juros nos EUA a partir de junho, inflação ao produtor norte-americano e outras notícias que mexem com os mercados hoje

16 de fevereiro de 2024 - 8:41

No Brasil, fluxo de capital para Wall Street impacta Ibovespa; no exterior, investidores aguardam pela inflação ao produtor nos EUA (PPI)

SEXTOU COM O RUY

500% de lucro com a queda das ações do Bradesco (BBDC4) — como ganhar dinheiro com empresas com problemas

16 de fevereiro de 2024 - 6:10

Uma empresa não precisa estar “voando” para que você consiga ganhar dinheiro com ela

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Parece estranho: Bolsas sobem mesmo com Japão e Reino Unido em recessão; veja o que mexe com o mercado hoje

15 de fevereiro de 2024 - 8:29

Entendimento é de que as recessões levarão BoJ e BoE a mudar postura em relação aos juros; no Brasil, investidores aguardam divulgação do IBC-Br

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies