🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
FICOU BARATA?

Gestora da família Moreira Salles aumenta aposta na Eneva (ENEV3) em meio a proposta de fusão com a Vibra (VBBR3)

Cambuhy afirma que objetivo da operação é financeiro e que não pretende alterar controle acionário ou estrutura administrativa da Eneva

Funcionário com o uniforme da Eneva olhando para uma contsrução metálica
Funcionário da Eveva (ENEV3) - Imagem: Shutterstock

A Cambuhy, gestora da família Moreira Salles, aumentou a aposta na Eneva (ENEV3), maior produtora independente de gás natural do Brasil.

Os veículos de investimento da Cambuhy detêm agora 317,14 milhões de ENEV3, o que supera a marca de 20% das ações da Eneva em circulação no mercado.

Antes da operação, anunciada na manhã de hoje pela empresa de energia, a gestora da família Moreira Salles, dona do Itaú (ITUB4) detinha 19,7% do capital da Eneva.

O aumento da aposta da Cambuhy na companhia ocorre na esteira da proposta de “fusão de iguais” apresentada pela Eneva à Vibra (VBBR3) no último domingo (26).

Só o BTG tem fatia maior que a da Cambuhy na Eneva

A Cambuhy figura como segunda maior acionista individual da Eneva, atrás apenas do banco BTG Pactual, dono de pouco mais de 22% das ações da empresa.

Ao informar sobre o aumento da participação, a Cambuhy afirma que o único objetivo por trás da operação é investimento e que inexiste a pretensão de alterar o controle acionário ou a estrutura administrativa da empresa.

Ainda segundo a Cambuhy, as ações em questão encontram-se vinculadas a seu acordo patrimonial com as gestoras Atmos, Velt, Lanx e Dynamo.

Nos últimos dias, entre a apresentação da proposta e o fechamento de ontem, ENEV3 acumulou queda de 5,5%. No pregão desta quinta-feira (30), o papel subia 2,5% na primeira hora do pregão.

Ao rechaçar formalmente a investida da Eneva, a Vibra deixou a porta aberta para que a geradora e distribuidora de energia apresentasse uma nova proposta — em termos melhores que os originais.

TOUROS E URSOS - MAGAZINE LUIZA (MGLU3) E CASAS BAHIA (BHIA3): O QUE REALMENTE DEU ERRADO?

Compartilhe

VEJA QUAL

Adeus, Nubank: Itaú BBA tira fintech da carteira Top 5 e coloca ações de outro banco no lugar

21 de fevereiro de 2024 - 15:29

Os analistas ainda gostam da tese do banco digital, mas preferiram realizar lucro e buscar uma opção mais defensiva para o cenário atual

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa fecha em alta e atinge os 130 mil pontos após alívio em Wall Street; dólar sobe a R$ 4,93

21 de fevereiro de 2024 - 7:24

RESUMO DO DIA: Até poucos minutos antes do fechamento dos mercados, era quase certo que a sessão desta quarta-feira (21) terminaria tingida de vermelho. Mas nos 45 minutos do segundo tempo, a bolsa brasileira conseguiu inverter a trajetória e marcar um tímido avanço. O Ibovespa encerrou em leve alta de 0,09%, aos 130.031 pontos. Por […]

O CÉU É O LIMITE

Ouro a US$ 3 mil? Essa realidade está próxima, segundo um bancão de Wall Street — e o Brasil tem “culpa” nisso

20 de fevereiro de 2024 - 18:59

O Citi analisou o mercado global e aponta os gatilhos para que o metal precioso suba 50% em cerca de um ano e o petróleo volte para os três dígitos

QUE HORAS ELE VOLTA?

Fim da seca de IPOs na B3 é questão de tempo, diz Anbima. Mas o que adiou a retomada das aberturas de capital?

20 de fevereiro de 2024 - 17:25

Queda da Selic favorece a volta dos IPOs na bolsa, mas juro nos EUA retardou movimento, de acordo com a Anbima, associação das instituições do mercado de capitais

VOTO DE CONFIANÇA?

Bradesco (BBDC4): por que este banco estrangeiro deixou de recomendar a venda das ações

20 de fevereiro de 2024 - 10:38

Ações do Bradesco (BBDC4) acumulam queda de 18% desde a divulgação dos resultados do quarto trimestre, com números muito abaixo da expectativa do mercado

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa ignora Wall Street e fecha em alta mesmo sem trégua de Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4); dólar cai a R$ 4,93

20 de fevereiro de 2024 - 7:19

RESUMO DO DIA: A bolsa brasileira conseguiu manter abafados os ruídos externos e fechou a terça-feira (20) nas alturas, mesmo com os mercados internacionais encerrando o pregão sem uma direção única.  Por aqui, o pregão foi marcado por uma queda consistente das ações da Petrobras (PETR3;PETR4) e da Vale (VALE3), que limitaram os ganhos da […]

HORA DE COMPRAR

BTG vê crescimento no lucro “garantido” para esta incorporadora e eleva recomendação das ações

19 de fevereiro de 2024 - 12:46

Analistas projetam aumento de impressionantes 52% no lucro por ação neste ano, com avanço das receitas e das margens

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa vai às máximas e termina sessão aos 129 mil pontos, impulsionado por Petrobras (PETR4) e bancos; dólar cai a R$ 4,96

19 de fevereiro de 2024 - 7:39

RESUMO DO DIA: O pregão desta segunda-feira (19) foi marcado pela liquidez reduzida nos mercados globais. Sem Wall Street como apoio, a bolsa brasileira teve uma sessão morna até as últimas horas de negociação. Afinal, no exterior, o feriado do Dia do Presidente nos Estados Unidos manteve as bolsas de valores norte-americanas fechadas. Na Europa, […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O que deu errado para a Lojas Renner (LREN3) na era ‘pós-Galló’? Depois de ‘tempestade perfeita’, varejista busca novos caminhos em 2024

19 de fevereiro de 2024 - 6:21

Em meio a aumento da concorrência, juros em alta, pandemia e erros de execução, ação da Lojas Renner (LREN3) poucas vezes esteve tão barata aos olhos do mercado

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Balanços do Nubank (NUBR33) e Vale (VALE3) movimentam semana com feriado nos EUA e Japão; veja destaques dos próximos dias

19 de fevereiro de 2024 - 5:55

Também fica no radar a divulgação da ata da mais recente reunião do Fomc, o Copom americano, que deve trazer a visão do Federal Reserve para o futuro dos juros locais

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies