🔴 RENDA MÉDIA DE ATÉ R$238,02 POR DIA COM APENAS 4 CLIQUES – SAIBA COMO

Lucia Camargo Nunes
SD TEST DRIVE

Song Plus DM-i reforça chinesa BYD no mercado de carros elétricos no país; saiba mais sobre o modelo

O híbrido plug-in Song Plus DM-i custa R$ 269.990 e foi avaliado pela reportagem do Seu Dinheiro; conheça o carro da chinesa BYD

Lucia Camargo Nunes
15 de dezembro de 2022
6:08 - atualizado às 12:35
BYD Song Plus
BYD Song Plus - Imagem: BYD

A chinesa BYD vem ganhando espaço da Tesla no promissor carro de carros elétricos. Ao contrário da montadora de Elon Musk, a empresa vê o Brasil como um mercado importante e acaba de trazer novos modelos ao país, incluindo o Song Plus DM-i.

Mas será que Elon Musk leva alguma vantagem sobre Wang Chuanfu, o CEO da BYD? Depende do ponto de vista. Enquanto o crescimento da Tesla é baseado em modelos 100% elétricos, a empresa chinesa também produz híbridos.

E é justamente apostando nessa solução, mais próxima de nossa realidade, que a marca chinesa começa a trazer para o Brasil o Song Plus DM-i. O híbrido plug-in custa R$ 269.990 e foi avaliado pela reportagem do Seu Dinheiro.

Song Plus da BYD: tamanho é documento

Logo ao conhecer o carro já deu para perceber que o modelo era maior do que parecia. Esculpido pelo designer Wolfgang Egger, com passagens por Audi, Alfa Romeo e Lamborghini, o Song Plus tem 4,7 m de comprimento, enquanto um Jeep Compass, que possui uma versão híbrida plug-in, mede quase 30 cm menos (4,416 m). 

O interior, assinado por outro mestre do segmento (foi chefe de design de interiores da Mercedes-Benz), o italiano Michele Jauch-Paganetti, é bem sofisticado.

A começar pelos bancos com acabamento em couro sintético perfurado com pespontos aparentes, desenho esportivo e ajustes elétricos para os passageiros da frente.

Os revestimentos são requintados, com materiais agradáveis ao toque, que mesclam couro e alumínio escovado, nas cores creme e preto. 

Acionado o botão de partida, nada de barulho. De fato, o BYD Song é um híbrido que prioriza o motor elétrico.

No trajeto de cerca de 100 km que rodamos com o SUV, havia trechos de cidade e estrada e o que mais chamou a atenção foi justamente não perceber quando o motor a combustão entrava em ação. Para saber, é mais fácil checar pela central multimídia.

Sob o capô, a BYD o equipou com o motor a gasolina 1.5 de 110 cv e outro elétrico, de 179 cv. A potência combinada é de 235 cv. Ambos funcionam com a transmissão CVT de funcionamento suave. 

Painel do BYD Song Plus
Painel do BYD Song Plus

Modos de condução

O modo elétrico, alimentado pela bateria blade de 8,3 kWh, garante autonomia de 51 km, segundo a BYD.

Parece pouco, mas a nova tecnologia híbrida plug-in DM-i lhe oferece uma utilização mais inteligente para privilegiar o consumo, sem deixar de entregar o desempenho necessário.

Para isso, há 3 modos de condução: o EV, apenas o elétrico, quando o veículo roda em baixas e médias velocidades.

O modo paralelo HEV concilia o motor a combustão com o elétrico, geralmente em baixas e médias velocidades. Quando é necessário acelerar, ambos trabalham juntos.

E o modo HEV série entra em ação quando o veículo está em alta velocidade, mantendo o motor a combustão e elétrico juntos, de forma eficiente e economizando energia.

Ou seja, não se trata apenas de um motor térmico operando o tempo todo e um pequeno elétrico para auxiliá-lo.

Song Plus da BYD: consumo e alcance

Funcionando em conjunto, a BYD divulga que o Song Plus tem alcance superior a 1 mil km. A marca chinesa divulga consumo de 19,6 km/l na estrada e 22,2 km/l na cidade.

A central multimídia do modelo avaliado, ainda em fase de testes, estava sem configuração, mas a BYD promete conexão com Apple Car Play e Android Auto nos modelos que chegarem ao país.

A tela é de 12,8” com câmera de 360 graus de ótima qualidade. E o porta-malas é enorme: acomoda 574 litros de volume (ante 420 l de um Jeep Compass).

Em resumo, o breve contato que tivemos com o híbrido Song Plus nos deixou com uma ótima impressão em qualidade e desempenho. O preço de R$ 270 mil é competitivo quando comparado aos principais rivais – Caoa Chery Tiggo 8 Pro Hybrid (R$ 280 mil) e Jeep Compass 4xe (R$ 350 mil).

Aliás, durante a pré-venda em setembro, todas as 200 unidades disponíveis foram vendidas. A previsão de chegada às lojas é em janeiro de 2023. 

BYD Song Plus
BYD Song Plus

Vem aí mais um elétrico da BYD

Junto com o lançamento do Song Plus, a BYD aproveitou para apresentar mais um carro 100% elétrico, o Yuan Plus EV, pelo mesmo preço do híbrido: R$ 269.990. 

Com potencial para brigar com o Volvo XC40 (R$ 330 mil), o novo BYD elétrico traz motor que rende 204 cv de potência e 31,6 kgfm de torque. Pelo Inmetro, a bateria blade proporciona alcance de até 458 km.

A recarga de 80% da bateria pode ser feita em um carregador rápido (DC de 80 kW) em 30 minutos. Por fim, as primeiras unidades começam a chegar no início de 2023.

Compartilhe

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar