⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2021-02-15T17:28:37-03:00
Estadão Conteúdo
acidente geológico

Moradores de Maceió entram com ação contra Braskem na Holanda

Escritório que representa os moradores, PGMBM diz que o grupo buscou a ação numa corte estrangeira devido à demora da justiça local e à falta de perspectiva de indenizações

15 de fevereiro de 2021
17:28
Fábrica da Braskem | Petrobras
Fábrica da Braskem em Mauá. - Imagem: Nilton Fukuda/ Estadão Conteúdo/AE

Moradores de Maceió (AL) atingidos pelo acidente geológico associado a operações da Braskem na região ingressaram com uma ação coletiva contra a petroquímica na Holanda para buscar reparações. O país é a sede europeia do grupo brasileiro.

A empresa paralisou preventivamente toda a atividade de extração de sal-gema em maio de 2019, após um evento que afundou o solo de alguns bairros da capital alagoana e causou tremores de terra. O produto serve de matéria-prima para a produção de PVC.

No final do ano passado, a Braskem anunciou um acordo para encerrar duas ações civis públicas referentes ao evento. Os processos envolviam a compensação de moradores e a reparação socioambiental.

A companhia estima que as provisões totais para bancar as compensações alcance R$ 10 bilhões e já realocou mais de nove mil famílias, entre um total de 15 mil atingidas.

Na ação iniciada na Holanda, os moradores são representados pelo escritório PGMBM, que diz já ter casos contra grandes multinacionais, entre os quais os desastres de Brumadinho e de Mariana, envolvendo a Vale, ambos em Minas Gerais. O processo também conta com parceria do escritório brasileiro Neves Macieywski, Garcia e Advogados, além do holandês Lemstra Van der Korst.

O PGMBM diz, em nota, que o grupo de moradores buscou a ação numa corte estrangeira devido à demora da justiça local e à falta de perspectiva de indenizações. Segundo o escritório, eles também alegam que o volume de indenizações é insuficiente.

Procurada, a Braskem afirmou que celebrou em dezembro acordos com as autoridades alagoanas para a compensação financeira e realocação de moradores em Maceió e para a reparação socioambiental dos bairros afetados pelo evento geológico. Lembrou ainda que os acordos encerraram as ações civis públicas relacionadas aos temas.

Segundo a companhia, o acordo para a realocação e compensação financeira dos moradores dos bairros afetados cobre toda a área atingida pelo fenômeno geológico (cerca de 15 mil imóveis) e mais de 99% das propostas de indenização apresentadas aos moradores dessa área até o momento foram aceitas.

A Braskem afirma ainda que a ação da Holanda envolve 15 pessoas físicas "que afirmam residir em Maceió" e que vem tomando as medidas judiciais cabíveis.

Retomada

Após a interrupção das atividades provocadas pelo evento geológico, a petroquímica decidiu retomar as operações na unidade de cloro e soda em Maceió no início de fevereiro, com o sal importado do Chile. A companhia diz que pesquisa outros pontos no Estado para a exploração da matéria-prima e garante que a extração não será feita mais em área urbana para evitar novos acidentes.

A Braskem também já havia apresentado a autoridades medidas para o encerramento definitivo da extração de sal e fechamento de seus poços em Maceió. Entre as ações, foi criada uma área de resguardo em torno de 15 poços com a realocação de pessoas e desocupação de cerca de 500 imóveis, "além do monitoramento contínuo das áreas vizinhas".

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SANÇÕES INTERNACIONAIS

União Europeia quer banir pagamentos em criptomoedas para a Rússia; entenda por que a sanção não vai dar certo

6 de outubro de 2022 - 10:55

Entre as medidas da nova rodada de sanções, a UE determina a proibição de importação de produtos da Rússia, um montante que totaliza sete bilhões de euros

LAREIRA ACESA NO INVERNO

Os planos de Putin falharam? Europa garante quase todo o armazenamento de gás para o inverno — mas o pior ainda está por vir

6 de outubro de 2022 - 10:32

O continente encheu os tanques de armazenamento em cerca de 90% de sua capacidade antes do inverno deste ano, de acordo com a Agência Internacional de Energia

LEVANTANDO DINHEIRO

Grupo Mateus (GMAT3) embolsa R$ 182,6 milhões com venda de três lojas para fundo imobiliário

6 de outubro de 2022 - 10:11

O Grupo Mateus (GMAT3) fechou um negócio conhecido como “sale and leaseback” — após a venda, os imóveis serão alugados para a própria empresa

CASO CELSIUS

Executivos da Celsius embolsaram US$ 56 milhões em criptomoedas enquanto dinheiro de clientes estava preso na plataforma

6 de outubro de 2022 - 9:21

O ex-CEO Alex Mashinsky, o ex-CSO Daniel Leon e o ainda CTO Nuke Goldstein sacaram os valores em bitcoin, ethereum, USDC e CEL entre maio e junho

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa acelera alta com recuperação das bolsas americanas; dólar fica instável

6 de outubro de 2022 - 9:03

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam sem direção definida nesta quinta-feira (6). Com a agenda esvaziada, os investidores ficam atentos à ata do Banco Central Europeu (BCE). Além disso, há a expectativa sobre o relatório de empregos, o payroll, dos EUA a ser divulgado amanhã. No cenário doméstico, sem grandes destaques, o Ibovespa deve […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies