🔴 RENDA MÉDIA DE ATÉ R$238,02 POR DIA COM APENAS 4 CLIQUES – SAIBA COMO

Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
Jornalista formado pela PUC-SP, com pós-graduação em Economia Brasileira e Globalização pela Fipe. Trabalhou como repórter no Valor Econômico, IstoÉ Dinheiro e Agência CMA.
crescendo

Mercado pode estar volátil, mas XP continua aproveitando chegada de novos investidores

Plataforma registra aumento na quantidade de clientes e ativos sob custódia no primeiro trimestre, em meio à chegada de pessoas físicas na bolsa

Ivan Ryngelblum
Ivan Ryngelblum
22 de abril de 2021
10:04 - atualizado às 18:07
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O mercado pode estar volátil, mas isso não reduziu o fluxo de pessoas migrando seus investimentos para além da poupança e das poucas opções oferecidas pelos bancos, como mostram os dados operacionais da XP, divulgados nesta quinta-feira (22).

A principal plataforma de investimentos do país atingiu 3 milhões de clientes neste começo de ano, com o total de clientes ativos crescendo 47% e 8% quando comparados ao primeiro trimestre de 2020 e o quarto trimestre do ano passado, respectivamente.

A média mensal de entrada de clientes aumentou de 44 mil nos últimos três meses de 2020 para 72 mil neste início de ano. A XP credita estes números, entre outros fatores, à redução das taxas de corretagem para negociação de ações online na Rico e na XP no terceiro trimestre e os esforços contínuos da companhia na atração e retenção de clientes e reconhecimento da marca.

A XP também registrou alta de 96% nos ativos sob custódia (AUC), que chegaram a R$ 715 bilhões. Segundo ela, o AUC foi impulsionado por R$ 252 bilhões de arrecadação líquida e R$ 97 bilhões de valorização do mercado. 

Um destaque no período foi a média diária de negociações que geram receita (Dart, na sigla em inglês) de varejo, que subiu 23% na comparação trimestral e 91% na anual, para 3,2 milhões.

A carteira de crédito da XP atingiu R$ 4,7 bilhões ao final do primeiro trimestre, representando 0,7% do AUC total. A duração média da carteira de crédito era de 3,1 anos, com índice de inadimplência (NPL) de 90 dias de zero por cento.

“O fato de uma parcela relevante dos empréstimos ser colateralizado reduz as necessidades de capital para o crescimento”, diz trecho do comunicado.

Novos entrantes na bolsa

O resultado da XP no primeiro trimestre está alinhado ao movimento que vemos desde o ano passado, de mais pessoas indo para a bolsa em busca de uma maior rentabilidade.

Depois de uma desaceleração no início do ano, os investidores pessoas físicas voltaram a fazer mais aportes na bolsa em março, diante da recuperação do mercado neste período, segundo pesquisa da própria XP.

A posição total desses investidores cresceu 7,2% em março, na comparação com fevereiro, a R$ 482,3 bilhões. Quando comparado com a posição no final de 2019 (R$ 344 bilhões), o aumento é considerável – 40,2%.

Compartilhe

SOB NOVA DIREÇÃO

Em vitória para a Capitânia, cotistas aprovam troca na gestão e novo nome para o QAGR11, fundo agro com mais de 20 mil cotistas

28 de maio de 2024 - 13:02

A troca de gestão concluída hoje foi alvo de protestos por parte da antiga gestora do fundo, a Quasar Asset, que acusou a Capitânia de adotar uma “estratégia predatória”

DESENROLANDO LEMANN

Como a Americanas (AMER3) gastou ‘apenas’ R$ 2 bilhões para zerar dívida mais de quatro vezes maior

28 de maio de 2024 - 9:42

Leilão reverso da Americanas (AMER3) faz parte do plano de recuperação judicial; operação levou à quitação de R$ 8,6 bilhões em dívidas

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa ignora Petrobras (PETR4) inflação abaixo do esperado e amarga queda; Nasdaq renova máxima intraday

28 de maio de 2024 - 7:17

RESUMO DO DIA: Com a retomada das negociações em Nova York e no Reino Unido, o Ibovespa opera entre ganhos e perdas em meio à maior liquidez com a agenda agitada. O IPCA-15, considerado uma prévia da inflação, registrou avanço menor do que o esperado para maio. O mercado também reage a primeira entrevista coletiva […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Sem NY, Ibovespa rompe o ciclo de quedas e sobe com Petrobras (PETR4); dólar fecha a R$ 5,17

27 de maio de 2024 - 17:25

RESUMO DO DIA: A semana mais curta se iniciou com a liquidez reduzida nos mercados. As bolsas de Londres e dos Estados Unidos não operaram por feriados locais. A bolsa brasileira seguiu então a tendência das commodities e conseguiu romper o ciclo de quedas. Após seis baixas consecutivas, o Ibovespa terminou o dia com alta […]

DESTAQUES DA BOLSA

Magazine Luiza (MGLU3) conclui grupamento e ações caem na B3

27 de maio de 2024 - 12:01

A varejista anunciou o grupamento de ações na proporção de 10 para 1, em março; os papéis deixaram de ser negociados próximos a R$ 1

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Inflação no Brasil e nos EUA são destaques dos próximos dias, mas feriado local drena liquidez da semana

26 de maio de 2024 - 17:03

Além disso, o mercado financeiro permanecerá de olho nas estatísticas fiscais brasileiras e na taxa de desemprego

XERIFE NA ÁREA

Na dúvida, Cade busca esclarecimentos sobre parceria entre Azul (AZUL4) e Gol (GOLL4)

26 de maio de 2024 - 10:18

Necessidade ou dispensa de notificação ao Cade desperta dúvidas desde anúncio de acordo de compartilhamento de malhas da Azul e da Gol

ASSEMBLEIA CONJUNTA CONVOCADA

Trabalhadores da Eletrobras (ELET3) ameaçam iniciar greve por tempo indeterminado

25 de maio de 2024 - 17:04

Assembleia conjunta de sindicatos foi chamada para a segunda-feira; se paralisação for aprovada, greve na Eletrobras deve ter início em 3 de junho

UM PARA DEZ

Como vão ficar os BDRs da Nvidia (NVDC34) com o desdobramento das ações no Nasdaq

25 de maio de 2024 - 15:03

Com resultado melhor que o esperado e reajuste de dividendos, Nvidia promoveu um desdobramento de ações que também vai valer para seus BDRs

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai 3% na semana com peso da política monetária dos EUA e Petrobras (PETR4); dólar sobe a R$ 5,16

24 de maio de 2024 - 17:38

RESUMO DO DIA: A semana que parecia não ter fim acabou, mas sem alívio nos mercados: o Ibovespa completou seis pregões consecutivos de queda. O principal índice terminou o dia com baixa de 0,34%, aos 124.305 pontos. Na semana, o recuo acumulado foi de 3%. Já o dólar à vista avançou 0,27% ante o real […]

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar