🔴 É HOJE! COMO BUSCAR ATÉ R$ 2 MIL DE RENDA EXTRA TODO OS DIAS – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
de olho na reabertura

Vacina no braço e compra de ações: por que o UBS agora recomenda a bolsa brasileira

Banco suíço cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares “convidativos”

Kaype Abreu
Kaype Abreu
21 de junho de 2021
21:53 - atualizado às 17:34
Vacinação
Imagem do primeiro dia de vacinação no Estado de São Paulo - Imagem: Flickr do Governo de SP

O banco suíço de investimentos UBS já vê no maior número de pessoas indo ainda neste ano até as UBSs (Unidades Básicas de Saúde), entre outros postos de vacinação contra a covid-19, um motivo para otimismo com os ativos de risco no Brasil.

Em um relatório sobre América Latina, a instituição elevou a recomendação para a bolsa brasileira de "Neutral" para "Overweight" — um equivalente à "compra". O Chile, que até então tinha o selo "Neutral", foi rebaixado para "Underweight" — ou venda.

Mas não é só o avanço da vacinação que faz os analistas do UBS reverem suas projeções. O documento emitido pelo banco nesta segunda-feira (21) cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares "convidativos".

Atrasada, campanha de vacinação avança

O UBS destaca que a campanha de vacinação na América Latina tem sido inconsistente: 10% da população do Peru recebeu ao menos a primeira dose, enquanto no Chile o patamar chega a 61%.

No Brasil, até domingo (20) cerca de 29% da população havia recebido a primeira dose e 11% estava com imunização completa, segundo dados das secretarias de Saúde. O país já ultrapassou a marca de 500 mil mortes pela covid-19.

Para o UBS, a tendência para o segundo semestre é de uma maior disponibilização de imunizantes na América Latina, o que levaria a uma campanha de vacinação mais abrangente.

Governadores no Brasil têm protagonizado uma "disputa" de campanhas de vacinação. Em São Paulo, a meta é aplicar ao menos a primeira dose do imunizante em toda a população com mais de 18 anos até setembro.

"O progresso da vacinação deve gerar ganhos de mobilidade adicionais, o que deve sustentar o crescimento econômico", diz o relatório do banco.

"No Brasil, nossa equipe acredita em uma normalização da atividade econômica até outubro de 2021".

UBS, em relatório

Revisões do PIB, melhora fiscal e mercado de ações em alta

O UBS lembra das revisões que o mercado tem feito em relação ao crescimento da economia brasileira neste ano, depois de um avanço de 1,3% do PIB no primeiro trimestre — acima do esperado.

A perspectiva sobre o crescimento econômico e o avanço da inflação, que contribui para aumentar a arrecadação do governo, tem efeito sobre as expectativas sobre a relação dívida/PIB.

Os analistas do UBS aumentaram a expectativa de crescimento da economia brasileira de 4,5% para 5,8%, acima do consenso, e destacaram que analistas de outras instituições têm revisado as projeções sobre o mercado acionário.

As estimativas para o índice de ações MSCI Brazil em 12 meses estão em avanço de 29%, "de longe o mais alto entre mercados emergentes", diz o banco suíço.

Segundo o UBS, a projeção do mercado para o crescimento de lucro por ação para o MSCI Brazil está em 178% nos próximos 12 meses, enquanto a média das economias emergentes é de alta de 49%.

As maiores contribuições para o índice, diz o banco, seriam de mineração, produtos químicos e energia — que sofreram revisões da ordem de 50% nas projeções de alta. "O setor financeiro, que tem a maior contribuição do mercado com um peso baseado no lucro de 39%, deve crescer 31% este ano".

Reabertura em foco e desconto sobre os emergentes

O UBS destaca também que, na temporada de relatórios do primeiro trimestre, 53% das empresas do MSCI Brazil superaram as expectativas do mercado, em especial os setores industrial, de tecnologia e de commodities.

No Brasil, os setores financeiro e de commodities são os maiores por capitalização de mercado (ambos com 26%), seguidos por energia (12%) e itens básicos (10%), lembra o banco.

"Esses são os setores que estão bem posicionados para se beneficiar da reabertura das economias e representam cerca de 64% do MSCI Brazil", diz trecho do relatório.

Segundo o UBS, as ações brasileiras são negociadas, em média, com um múltiplo de 9,3x P/E (índice preço/lucro) — um desconto de 3% sobre a média histórica e abaixo dos mercados emergentes, de 14,1x.

"Usando o índice de rentabilidade que se ajusta ao rendimento do título americano com vencimento em 10 anos, o mercado de ações brasileiro está sendo negociado cerca de dois desvios-padrão mais barato do que seu histórico".

Em linhas gerais, o Chile é visto com desconfiança em razão da "incerteza eleitoral", que pode "pesar sobre a confiança dos empresários e consumidores". O UBS fala em uma possível redução das estimativas de lucros para as empresas do país.

Compartilhe

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

OPA a preço atrativo

Gradiente (IGBR3) chega a disparar 47%, mas os acionistas têm um dilema: fechar o capital ou crer na vitória contra a Apple?

12 de setembro de 2022 - 13:09

O controlador da IGB/Gradiente (IGBR3) quer fazer uma OPA para fechar o capital da empresa. Entenda o que está em jogo na operação

novo rei?

O Mubadala quer mesmo ser o novo rei do Burger King; fundo surpreende mercado e aumenta oferta pela Zamp (BKBR3)

12 de setembro de 2022 - 11:12

Valor oferecido pelo fundo aumentou de R$ 7,55 para R$ 8,31 por ação da Zamp (BKBR3) — mercado não acreditava em oferta maior

Exclusivo Seu Dinheiro

Magalu (MGLU3) cotação: ação está no fundo do poço ou ainda é possível cair mais? 5 pontos definem o futuro da ação

10 de setembro de 2022 - 10:00

Papel já alcançou máxima de R$ 27 há cerca de dois anos, mas hoje é negociado perto dos R$ 4. Hoje, existem apenas 5 fatores que você deve olhar para ver se a ação está em ponto de compra ou venda

NOVO ACIONISTA

Com olhos no mercado de saúde animal, Mitsui paga R$ 344 milhões por fatias do BNDES e Opportunity na Ourofino (OFSA3)

9 de setembro de 2022 - 11:01

Após a conclusão, participação da companhia japonesa na Ourofino (OFSA3) será de 29,4%

Estreia na bolsa

Quer ter um Porsche novinho? Pois então aperte os cintos: a Volkswagen quer fazer o IPO da montadora de carros esportivos

6 de setembro de 2022 - 11:38

Abertura de capital da Porsche deve acontecer entre o fim de setembro e início de outubro; alguns investidores já demonstraram interesse no ativo

Bateu o mercado

BTG Pactual tem a melhor carteira recomendada de ações em agosto e foi a única entre as grandes corretoras a bater o Ibovespa no mês

5 de setembro de 2022 - 15:00

Indicações da corretora do banco tiveram alta de 7,20%, superando o avanço de 6,16% do Ibovespa; todas as demais carteiras do ranking tiveram retorno positivo, porém abaixo do índice

PEQUENAS NOTÁVEIS

Small caps: 3R (RRRP), Locaweb (LWSA3), Vamos (VAMO3) e Burger King (BKBR3) — as opções de investimento do BTG para setembro

1 de setembro de 2022 - 13:50

Banco fez três alterações em sua carteira de small caps em relação ao portfólio de agosto; veja quais são as 10 escolhidas para o mês

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Passando o chapéu: IRB (IRBR3) acerta a venda da própria sede em meio a medidas para se reenquadrar

30 de agosto de 2022 - 11:14

Às vésperas de conhecer o resultado de uma oferta primária por meio da qual pretende levantar R$ 1,2 bilhão, IRB se desfaz de prédio histórico

Exclusivo Seu Dinheiro

Chega de ‘só Petrobras’ (PETR4): fim do monopólio do gás natural beneficia ação que pode subir mais de 50% com a compra de ativos da estatal

30 de agosto de 2022 - 9:00

Conheça a ação que, segundo analista e colunista do Seu Dinheiro, representa uma empresa com histórico de eficiência e futuro promissor; foram 1200% de alta na bolsa em quase 20 anos – e tudo indica que esse é só o começo de um futuro triunfal

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar