🔴 É HOJE! COMO BUSCAR ATÉ R$ 2 MIL DE RENDA EXTRA TODO OS DIAS – CONHEÇA A ESTRATÉGIA

Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
PROJEÇÕES

Goldman Sachs corta projeção de alta para PIB no Brasil e agora prevê recuo de 0,9% em 2020

Os especialistas do banco agora esperam que o Copom corte em 0,75 ponto percentual na reunião de hoje. Com isso, a Selic iria para 3,50% ao ano

Bruna Furlani
Bruna Furlani
18 de março de 2020
17:46 - atualizado às 6:20
Três pilhas de moedas com blocos de madeira formando a sigla PIB
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Seguindo o movimento de outros bancos internacionais, o Goldman Sachs cortou hoje (18) a projeção de alta de 1,5% para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e agora espera contração de 0,9% para o indicador em 2020.

Em relatório, os analistas Alberto Ramos, Paulo Mateus, Tiago Severo e Gabriel Fritsch destacaram que a combinação de fatores como: queda da demanda externa por bens e serviços; piora das trocas comerciais; condições significativas de aperto financeiro do ponto de vista doméstico, além dos impactos causados pela rápida escala de propagação do coronavírus e implementação de medidas políticas para lidar com o vírus levaram à revisão do PIB neste ano.

No documento, os especialistas revisaram também as projeções de crescimento de mais países, como México (-1,6%), Argentina (-2,5%), Chile (-0,5%) e Equador (-2,7%), além de Colômbia e Peru em que o crescimento do PIB deve ser zero.

Os analistas também pontuaram que os recentes desdobramentos domésticos e externos fizeram com que eles rebaixassem o PIB na América Latina, como um todo. Agora, eles esperam contração de 1,2% em 2020.

"Nós agora estamos prevendo uma recessão. Isso assumindo que o impacto negativo do vírus tenha o seu pico no segundo trimestre de 2020 e que a atividade vá sendo retomada gradativamente no segundo semestre deste ano, com uma melhora notável no cenário", destacaram no documento.

Corte da Selic

Além de comentar sobre o PIB brasileiro, os quatro especialistas agora esperam que o Copom corte a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual na reunião de hoje. Com isso, a Selic iria para 3,50% ao ano.

Mas, segundo eles, o ideal é que depois desse corte, o BC optasse por não fazer mais cortes adicionais na taxa básica de juros neste ano.

Em sua justificativa, eles disseram que os movimentos recentes levem os bancos centrais a afrouxar a política monetária, mesmo que isso aumente o prêmio de risco, intensifique a pressão sobre a depreciação do real e crie acordos comerciais potencialmente desfavoráveis para calibrar políticas.

Compartilhe

política monetária

Não há pressão grande para Fed cortar juros nos EUA, afirma Campos Neto

27 de maio de 2024 - 17:34

Para ele, apesar dos juros altos, economias do mundo estão surpreendendo para cima

ASTRONÔMICOS

Bancos estão descumprindo a lei? Juro rotativo do cartão sobe para 423,5% ao ano — mesmo após Congresso limitar taxas a 100% 

27 de maio de 2024 - 13:13

As taxas apresentadas pelo BC podem sugerir, portanto, que os bancos estejam descumprindo a lei, mas o que acontece é apenas um registro estatístico

Conteúdo Empiricus

Como ‘travar’ um retorno real de 7% ao ano até 2042? Confira lista de ativos que podem se beneficiar do 2º maior juro real do mundo

27 de maio de 2024 - 10:00

Juro real do Brasil chega aos 6,54% e abre oportunidade para os investidores buscarem retornos reais de 7% ao ano

LOTERIAS

4 apostas dividem prêmio milionário da Lotofácil, Mega-Sena decepciona e +Milionária nem precisa dizer

26 de maio de 2024 - 9:09

Lotofácil justifica mais uma vez a fama de loteria menos difícil da Caixa; prêmio da Mega-Sena salta para R$ 75 milhões

DESANCORADO

As más notícias de Campos Neto: temores fiscais, juros nos EUA e a própria credibilidade do BC dificultam combate à inflação

25 de maio de 2024 - 12:59

Comentários feitos por Campos Neto na tarde de sexta-feira fizeram o dólar e os juros projetados subirem

LOTERIAS

A teimosia compensa! Apostador do RJ insiste nos números e fatura sozinho a Lotofácil

25 de maio de 2024 - 8:12

Lotofácil continua fazendo jus à fama de loteria menos difícil da Caixa, mas não foi a única a distribuir um prêmio milionário ontem; Mega-Sena acumulada corre hoje

DADOS DA RECEITA

Imposto de Renda: pessoas físicas doam R$ 35 milhões do IR para fundos do Rio Grande do Sul; veja como contribuir

24 de maio de 2024 - 19:43

Em meio à tragédia climática de sua história, o estado foi o maior beneficiado desse tipo de direcionamento do IR

ALÔ, COLECIONADORES

Banco Central libera 4 mil moedas comemorativas dos 200 anos da primeira Constituição brasileira

24 de maio de 2024 - 12:26

A moeda de comemoração à Constituição de 1824 terá recurso de cor pela primeira vez em uma peça de prata no Brasil e pode ser adquirida a partir desta sexta-feira (24)

LOTERIAS

Mega-Sena decepciona de novo, mas Lotofácil faz um novo milionário no interior de SP

24 de maio de 2024 - 5:54

Lotofácil continua fazendo jus à fama de loteria menos difícil da Caixa; prêmio da Mega-Sena já está em R$ 47 milhões

APÓS FALA DE HADDAD

Inflação acima da meta não assusta — mas um outro desafio macroeconômico se impõe sobre o Brasil, diz André Esteves, do BTG Pactual

23 de maio de 2024 - 19:26

O economista avalia que o mercado “não precisa perder o sono”, mas sim manter a disciplina em relação ao sistema de metas de inflação

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar